conecte-se conosco


Cuiabá e VG

Aterros sanitários de Cuiabá e Várzea Grande não destinam o lixo conforme as leis ambientais

Publicado

G1 MT

Os aterros sanitários de Cuiabá e Várzea Grande, região metropolitana da capital, estão em desacordo com as leis ambientais, pois não seguem os requisitos necessários para a destinação do lixo. Somente em Cuiabá, cerca de 15 mil toneladas de resíduos são jogados no aterro a cada mês.

A Prefeitura de Cuiabá informou que está fazendo uma licitação para dobrar o investimento no aterro, que hoje é de R$ 500 mil por mês.

“Vamos passar a investir R$ 1,2 milhão com segurança, aprimoramento da coleta seletiva e outras medidas. Isso vai fazer com que melhoremos o aterro sanitário”, afirmou o secretário de Serviços Urbanos de Cuiabá , José Roberto Stopa.

Na capital, o local para onde vai o lixo produzido na cidade é classificado como aterro controlado. O material é compactado e enterrado no padrão de um metro de terra para cada cinco metros de lixo.

No entanto, ainda falta tirar a licença ambiental, reforçar a segurança, além de realizar obras complementares de tratamento do chorume, que são subprodutos da decomposição do lixo.

Já o aterro de Várzea Grande, também classificado como aterro controlado, recebe cerca de 170 toneladas de lixo doméstico por mês. Os resíduos são despejados em uma área de 150 hectares. No local, o material é compactado e coberto com terra.

Em Várzea Grande, a área não tem licença ambiental — Foto: TVCA/Reprodução

Em Várzea Grande, a área não tem licença ambiental — Foto: TVCA/Reprodução

Apesar de o local possuir drenagem de gás e chorume, ainda falta a impermeabilização do solo para evitar a contaminação.

Além disso, a área não tem licença ambiental e conta com cerca de 110 catadores trabalhando, o que contraria as normas.

“A maior dificuldade que temos é o sol e a falta de água para beber”, disse o catador Michel Aurélio de Melo.

O secretário de Serviços Público de Várzea Grande, Breno Gomes, disse que a adequação do local às normas de um aterro sanitário deve acontecer ainda este ano.

“Vamos atender todas as recomendações do Ministério Público com a coleta seletiva e com a impermeabilização do solo. Nossa intenção não é prejudicar os catadores e tirá-los de lá, mas sim incorporá-los dentro da coleta seletiva”, explicou.

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá e VG

Cuiabá volta a registrar chuva após 4 meses; qualidade do ar melhora

Publicado

por

A tão esperada chuva, que traz um certo alívio no calor e deve melhorar a qualidade do ar em Cuiabá, caiu logo nas primeiras horas deste domingo (20). A capital e a região metropolitana ficaram quase 4 meses sem ver uma gota d’água cair do céu – a última chuva registrada foi em 22 de maio.

Outros municípios, como Nossa Senhora do Livramento, também registraram chuva desde a madrugada.

Na última semana, os institutos de metereologia já havia indicado a possibilidade haver pancadas de chuva na região a partir desta semana. A maior possibilidade era a partir de segunda-feira, mas ela resolveu antecipar. Não foi nenhuma chuva forte – a previsão é de apenas 5 mm -, mas melhorou aspectos como a umidade do ar.

Ontem, as regiões Médio-Norte, Norte e parte da região Sul do Estado receberam as primeiras pancadas de chuva. Diante disso, já havia expectativa de chiver em Cuiabá neste domingo.

Apesar da chuva, durante o dia a temperatura seguirá alta. A previsão é de que chegue aos 35ºC. Existe a possibilidade de chover a tarde a noite. A umidade do ar, que não passava de 20% nos últimos dias, subirá para 43%.

A grande expectativa é de que a chuva e a alta umidade afastem a fumaça densa que se instalou na região por conta dos incêndios no Pantanal e em Chapada dos Guimarães. Isso porque, para os próximos três dias, também há possibilidade de chuva.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Centro de Triagem atenderá 600 pessoas por dia

Publicado

por

O Centro de Triagem Covid-19, que funcionará na Arena Pantanal, será aberto à população nesta quinta-feira (23.07) e terá a capacidade de atender 600 pessoas por dia. O Governo de Mato Grosso estima que, em dois meses, aproximadamente 36 mil cidadãos sejam atendidos na central.

A iniciativa do Governo é um auxílio às prefeituras da Baixada Cuiabana e tem o objetivo de conter os casos graves de coronavírus e reduzir a taxa de hospitalização dos pacientes contaminados.

“É um serviço que criamos aqui para colaborar com aquilo que as prefeituras fazem nos PSFs, UPAs e policlínicas. Melhorando o diagnóstico e a testagem, podemos diminuir a curva de contágio e fazer o tratamento precoce, diminuindo a necessidade de o cidadão procurar hospital e precisar de UTI”, declarou o governador Mauro Mendes.

De acordo com o planejamento, as 600 senhas serão entregues das 6h às 6h45 e os atendimentos iniciam às 7h. Será obrigatório o uso de máscaras de proteção no local e as equipes profissionais do Corpo de Bombeiros ajudarão para que não haja aglomeração de pessoas durante a entrega das senhas.

O Centro contará com uma equipe de 20 médicos, que atenderá adultos com sintomas leves da Covid-19. No local, será possível realizar o Cadastro Nacional de Saúde (CNS), a testagem rápida, o atendimento médico, a tomografia e a retirada de medicamentos, caso haja a prescrição médica.

Para casos graves do coronavírus, as referências continuam sendo as unidades da Atenção Primária, que regulam pacientes para os Hospitais de Referência no tratamento da Covid-19.

“Esse não é um atendimento para casos agravados. Para os casos graves, a porta de entrada continua sendo as UPAs. Por isso é importante que apenas as pessoas que tenham sintomas leves venham até aqui”, esclareceu o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Nesta semana, o atendimento do Centro de Triagem ocorrerá de quinta-feira a sábado, mas a expectativa é oferecer atendimento diário, inclusive aos domingos. A equipe da central atenderá das 7h às 19h, contudo, o acesso à Arena Pantanal se encerra às 17h.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana