conecte-se conosco


Tangará da Serra

Bombeiros salvam recém-nascida de 13 dias engasgada com leite

Publicado

Uma recém-nascido de 13 dias, que estava engasgada com leite, foi salva pelo do Corpo de Bombeiros, na tarde de quarta-feira (12), em Tangará da Serra (a 241 quilômetros de Cuiabá).

 

Segundo informações da assessoria de imprensa, a mãe da criança ligou para a linha de emergência da 3ª Companhia informando a situação em que a criança já se encontrava cianótica. Prontamente a equipe de serviço realizou o deslocamento para atender a ocorrência.

Enquanto a viatura estava em deslocamento, o atendente foi passando as informações aos pais e testemunhas, para que pudessem ir realizando os procedimentos, aumentando as chances de salvar a recém-nascida. Quando a viatura chegou ao local, os militares assumiram o controle da ocorrência, realizando as manobras previstas para desobstruir as vias aéreas.

No decorrer do percurso até a Unidade Mista de Saúde, a recém-nascida já estava recuperando a coloração normal e se apresentava ativa novamente. Os pais ficaram aliviados assim como os profissionais de saúde.

Comentários Facebook
publicidade

Tangará da Serra

Avião cai em plantação de milho em Mato Grosso e dois pilotos morrem

Publicado

por

 

Dois pilotos morreram neste domingo (14) após a queda de um avião de pequeno porte em uma plantação de milho em uma fazenda em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

A aeronave prefixo PT-MBV, motor turboélice modelo Xingú, estava com dois pilotos. Os dois morreram no local.

Os pilotos foram identificados como José Carlos Molina, de 58 anos, e João Borin, de 25 anos.

O destino da aeronave era a cidade de Goiânia, em Goiás.

O avião decolou de uma pista particular da fazenda e caiu logo em seguida.

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), realizarão a coleta de dados para investigar o acidente

Comentários Facebook
Continue lendo

Tangará da Serra

Audiência pública discute concessão de rodovias em Tangará da Serra

Publicado

por

FolhaMax / Foto: Reprodução

Único deputado eleito pela região médio-norte de Mato Grosso, o deputado estadual Dr. João José (MDB) apresentou requerimento para realização de audiência pública, nesta sexta-feira (12), a partir das 9 horas, na Assembleia Legislativa (ALMT), para discutir a concessão de um trecho de 233,2 quilômetros  de via terrestre que engloba quatro rodovias que entrecortam o município de Tangará da Serra (a 249,2 km de Cuiabá).

O governo do estado já abriu o processo de consulta pública com a disponibilização no site da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (www.sinfra.mt.gov.br) do edital de licitação, que definirá a concessionária que poderá ficar responsável pela administração das estradas.

Segundo informações divulgadas pela Sinfra, a empresa ou consórcio que vencer a licitação terá a concessão dos trechos das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, e ficará responsável pela prestação dos serviços públicos de conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias, bem como a operação rodoviária das vias inclusas no pacote. O prazo de concessão é de 30 anos com previsão de investimento de R$ 638,28 milhões ao longo do período de vigência do contrato. Após a assinatura do contrato, a empresa terá o prazo de um ano para realizar as melhorias do pavimento.

“Hoje em dia, a população sofre para dirigir pelas estradas da região médio-norte. Faço esse caminho de carro toda semana, para ir e vir de Cuiabá a Tangará da Serra, e conheço bem esta realidade. Por isso, temos que ouvir a opinião da sociedade sobre essa concessão. Então presentamos o pedido para realização da audiência, onde o Governo do Estado apresentará para sociedade, detalhadamente, o que está previsto no edital, e os futuros investimentos que serão feitos nas estradas da nossa região”, afirmou o deputado.

Ainda conforme o edital, dentre os serviços que precisam ser realizados de imediato, estão a recuperação preliminar de pavimento; a recuperação de sinalização vertical e revitalização da horizontal, e a limpeza e recuperação do sistema de drenagem e recuperação dos sistemas elétricos e iluminação. Somente após todos esses serviços é que o Estado poderá permitir que a empresa possa fazer a cobrança de pedágio.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana