conecte-se conosco


Rondonópolis

Caminhonete com família de Rondonópolis cai de ponte em MS

Publicado

A caminhonete de uma família de Rondonópolis sofreu um acidente na tarde de sábado (18), na BR-158, entre os municípios de Aparecida do Taboado e Paranaíba, em Mato Grosso do Sul.

Um casal de dentistas e as duas filhas voltavam de férias em São Paulo em uma caminhonete.

Segundo a dentista Maxuelma Cândida Camargo Modesto, que conduzia o veículo, uma carreta tentava ultrapassar outro caminhão e fechou o carro da família.

Ela conseguiu desviar de um dos veículos, mas acabou colidindo com o segundo. Com o impacto, a caminhonete caiu da ponte sobre o Rio Três Barras.

“Foi tudo muito rápido. Duas carretas nos fecharam. Eu consegui sair de uma, mas infelizmente peguei a outra, bati nessa carreta. Devido a pancada, caímos embaixo da ponte do córrego, uns 10 metros”, relatou a dentista.

Testemunhas filmaram o veículo embaixo da ponte e a família na carroceria.

Apesar do susto, ninguém ficou ferido. Maxuelma acredita que foi um milagre de Deus.

“Foi um livramento de Deus. Ele teve uma misericórdia muito grande da gente. Ninguém machucou nada, estava todo mundo com cinto de segurança. Minha filha de cinco anos também não teve nada, estava na cadeirinha”, disse.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e encaminhou as vítimas para a Santa Casa de Paranaíba.

Comentários Facebook
publicidade

Rondonópolis

Terceira maior cidade de MT “fecha tudo” nesta 6ª e mantém proibida venda de bebidas

Publicado

por

O Comitê de Gestão de Crise da Prefeitura de Rondonópolis informou durante coletiva de imprensa, com transmissão ao vivo pelas redes sociais, que ficou definido, na reunião desta quinta-feira (25), que o município cumprirá a decisão proferida pelo desembargador Mario Kono de Oliveira, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), proferida na última terça-feira (23). Apesar de acatar a decisão judicial, ficou ainda definido que o executivo municipal recorrerá da determinação judicial.

Com o cumprimento da decisão judicial, a partir desta sexta-feira (26) as atividades comerciais no município estarão  por sete dias suspensas, com exceção daquelas consideradas essenciais. Também estarão fechados os espaços públicos de lazer.

O comitê informou ainda que a proibição de bebidas alcoólicas  estabelecida no Decreto nº 9570/2020 permanece em vigor, assim como também a proibição da circulação de pessoas a partir das 19 horas. No entanto, supermercados  e postos de combustíveis poderão abrir nos finais de semana.

Entre os locais a serem fechados estão espaços públicos de lazer, bares, lojas de conveniência, restaurantes, lanchonetes, pizzarias e padarias, consultórios médicos e odontológicos (com exceção de urgências), feiras livres, cultos religiosos, eventos esportivos, entre outros. Durante os sete dias, os serviços de delivery  e drive thru  estarão interrompidos. Também está proibida a utilização de áreas comuns em prédios e condomínios, para eventos que impliquem em aglomeração de pessoas.

A fiscalização do cumprimento das medidas ficará a cargo da Polícia Militar e da Vigilância Sanitária municipal.

Prefeitura

Neste período, a Prefeitura de Rondonópolis não irá fazer atendimento presencial ao público, apenas por meio dos canais digitais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Cidade de MT proíbe gente nas ruas aos fins de semana e prepara lockdown

Publicado

por

Em uma reunião realizada na manhã desta quinta-feira (18), o Comitê de Gestão de Crise da Prefeitura de Rondonópolis, a 218 km de capital, discutiu outras medidas para conter a propagação da Covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado ontem, as cidade tem 787 casos confirmados da doença e 21 mortes.

Entre as novas medidas inclusas no decreto, estão a inclusão de Lei Seca e toque de recolher às 19h. Somente as igrejas poderão permanecer abertas até às 20h.

O decreto deve entrar em vigor a partir de segunda. Isso porque, até esta sexta, o toque de recolher terá início às 22h30.

Já aos fins de semana, o município adota o lockdown durante todo o dia, que será mantido. A permissão para abertura é apenas para os serviços essenciais, como farmácias.

O novo decreto deve ter validade de 30 dias e será revisto a cada sete dias, de acordo com os números casos de coronavírus. Se os índices continuarem em crescimento acelerado, o Comitê não descarta a possibilidade de lockdown geral.

Os representantes de entidades também foram ouvidos para apresentarem propostas de maneira que os setores comerciais não fiquem prejuadicados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana