conecte-se conosco


Cuiabá

Candidato acusa fiscais de propina em Cuiabá; sindicato o chama de desequilibrado

Publicado

O Sindicato dos Agentes de Regulação e Fiscalização do município de Cuiabá (Sindarf-MT) reagiu contra uma acusação do candidato a prefeito, Abílio Júnior, o Abilinho (Podemos), que colocou toda acategoria sob suspeição ao alegar que a burocracia na emissão de alvarás para obras existe para gerar corrupção, permitindo que os fiscais exijam dinheiro de forma ilegal para autorizar obras na Capital. A entidade emitiu uma nota de repúdio nesta quarta-feira (21) informando que exigirá retratação.

Também anunciou que vai acionar o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) denunciando fake news e buscará a Justiça com ação de indenização por danos morais coletivos. A nota foi divulgada para rebater as declarações feitas pelo candidato num debate da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT).

Durante a sabatina, o vereador que tenta ser o próximo prefeito de Cuiabá foi questionado sobre a morosidade na análise de documentos de alvarás para início de obras em Cuiabá e caso seja eleito como pretende resolver essa longa espera. E respondeu que se for eleito irá acabar com o cargo de analista de projetos para automatizar todo o processo de emissão dos documentos que autorizam construções na Capital.

Alegou que hoje tudo é digital e não há, em sua avaliação, mais necessidade de continuar existindo analista para averiguar a documentação apresentada pelo cidadão que vai iniciar uma obra. “Chega de analista pegar o projeto e ficar respondendo que tem outro defeito, ai você arruma, outro defeito, você arruma, outro defeito. É burocracia para gerar corrupção, para fiscal ir na obra depois pegar e morder um dinheirinho seus na sexta-feira a tarde dizendo que precisa de um recurso, burocracia gera corrupção, vamos acabar com a burocracia”, disparou Abilinho no debate.

Para o Sindarf, o candidato ofendeu a honra de centenas de servidores da fiscalização de obras, quando afirma que “analistas de projetos ficam inventando defeitos para fiscalizar a obras na sexta feira para morder um dinheirinho seus”. A diretoria do Sindicato afirma que Abilinho espalha notícias mentirosas, popularmente conhecidas como fake news numa clara conduta de má-fé.

Ressalta que a liberdade de pensamento deve preservar a dignidade humana, de modo que Abilinho ao alegar sem nenhuma prova que “fiscais vão na obra na sexta-feira morder um dinheirinho” fez imputação falsa e ilegal contra toda uma categoria.

“Falando apenas para agradar a plateia, mostrou completo desconhecimento do assunto. Primeiro diz que basta inserir os dados no “sistema” (sistema esse que nem existe ainda). Mas quem garante que tais dados inseridos pela parte interessada na obra seriam fidedignos? Quem vai garantir a regularidade da obra frente ao projeto inserido no sistema se não o fiscal? Quem vai garantir a segurança das pessoas sem fiscalização? O candidato que não é!!!”, contrapõe o sindicato.

Ainda conforme o Sindarf, o candidato Abilinho se mostra totalmente despreparado para ocupar o cargo de prefeito de Cuiabá e demostra ignorância sobre o  assunto e a função desempenhada pelos fiscais. “Não bastasse essa visão do ‘mundo da lua’, ainda mostra desconhecimento no que se refere ao Estatuto das Cidades, que instituiu a Gestão Democrática do Planejamento Urbano, criando as figuras do Estudo de Impacto Ambiental/EIA e Estudo de Impacto de vizinhança/EIV””, cita a nota.

O sindicato observa que se Abilinho tem alguma denúncia de corrupção, por dever de ofício como vereador, deveria denunciar aos órgãos de controle sob pena de prevaricação se não o fizer. “Se acusa toda uma classe de ser corrupta apenas para agradar a plateia e ganhar curtidas no Facebook, mostra que lhe falta caráter e maturidade para pleitear ser prefeito de nossa capital. O candidato da lacração se esquece que política é coisa séria e, não serve apenas para ganhar likes em redes sociais. Que políticas públicas e legislações servem para regular a vida em sociedade, tornando o crescimento das cidades sustentável e agradável para a vida em comunidade”.

Por fim o Sindicato dos Fiscais diz que Abilinho é desequilibrado e não merece ser eleito. “Candidato que não mostra equilíbrio na hora de responder uma simples pergunta, já demonstra como será seu tratamento com os demais servidores municipais. Repudiamos o triste episodio ocorrido, bem como qualquer ato semelhante desrespeitoso, leviano e imoral para com servidores que apenas cumprem a lei, trabalharemos pelo esforço de uma sociedade mais justa e correta, sempre com papel orientador e educativo”.

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Na TV, Abílio explora apoio das mulheres e denuncia Emanuel por perseguir servidores

Publicado

por

O candidato a prefeito de Cuiabá, Abílio Júnior (Podemos), abriu o programa eleitoral desta segunda-feira (23) falando de propostas para as mulheres e logo em seguida partiu para o ataque contra seu adversário, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que busca a reeleição e foi classificado como o “prefeito vergonha nacional” por ser o “símbolo da corrupção”.

Logo na abertura, a propaganda mostrou imagens da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, da candidata derrotada no primeiero turno, Gisela Simona (Pros), que se juntou a Abílio no segundo turno, e da vereadora eleita, Michelly Alencar (DEM). A estratégia foi desfazer a imagem de “machista” e um candidato sem propostas para as mulheres, que Abílio ficou conhecido no primeiro turno, inclusive, por causa de declarações feitas por Gisela Simona que o acusou de faltar com o respeito e ofendê-la apenas pelo fato de ser mulher.

Elas também abordaram o tema corrupção. “Todos sabem que a corrupção mata e temos que votar contra a corrupção”, disse Virgínia Mendes.

A propaganda de Abílio também acusou Emanuel Pinheiro de ser um prefeito que “persegue servidores públicos”, numa tentativa de derrubar por terra os argumentos do emedebista que se coloca como o candidato que valorizar o funcionalismo público e acusa Abílio de querer demitir 3 mil servidores, conforme ele mesmo chegou anunciar no primeiro turno.

Para desqualificar Pinheiro, a propaganda de Abílio usou trechos de um áudio gravado pela ex-vereadora de Várzea Grande, Miriam Pinheiro (MDB), acusada de coagir servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, para que votem no atual prefeito. A denúncia foi feita no último sábado (21) durante uma coletiva de imprensa virtual de Abílio e seu vice, Felipe Wellaton (Cidadania).

Mirian Pinheiro atuou como diretora na Secretaria de Saúde durante a gestão de Emanuel, mas se desligou do cargo para disputar as eleições deste ano, onde ficou como suplente.

Na propaganda, Abílio também denunciou Gilson Guimarães, Coordenador técnico da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, de fazer o mesmo, ou seja, de também tentar intimidar servidores para que votem em Emanuel. Foram exibidos trechos de dois áudios, nos quais supostamente aparecem Miriam e Gilson conversando com servidores e orientando que façam campanha para Emanuel. “É para depois das 18 horas todos fazerem campanha. Cada um no seu bairro, sua região”, disse Miriam.

Já Gilson, falou sobre a existência de um grupo de WhatsApp de chefes de setores para unificarem as ações em torno da campanha do atual prefeito de Cuiabá.

Ao final, ainda foi exibida uma cena do vídeo no qual Pinheiro foi gravado guardando maços de dinheiro no bolso do paletó, quando era deputado estadual, divulgado em agosto de 2017, após a homologação do acordo de delação premiada do ex-governador Silval Barbosa pelo Supremo Tribunal Federal.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

“Precisamos limpar a prefeitura”, diz advogado ao declarar apoio a Abílio

Publicado

por

Além da advogada Gisela Simona (Pros), o vereador e candidato a prefeito de Cuiabá, Abílio Junior (Podemos), recebeu o apoio de mais três legendas no segundo turno da eleição municipal, que será realizado no dia 29 de novembro. Na manhã desta quinta-feira (19), o candidato derrotado a prefeitura de Cuiabá, Aécio Rodrigueus (PSL), declarou apoio ao candidato de oposição ao Palácio Alencastro.

Aécio, que também é presidente do PSL estadual, defendeu a necessidade de fazer uma grande renovação na prefeitura de Cuiabá e, por conta disso, afirmou que não poderia ficar em cima de muro. Ele ainda afirmou que não combinou a nomeação de qualquer cargo com o candidato do Podemos e que não tem esta pretensão.

“Precisamos fazer um limpa e quebrar o atual sistema. Por isso eu não poderia estar do outro lado ou estar em cima do muro. Então hoje eu declaro meu apoio ao meu amigo Abílio”, disse o advogado.

Aécio também enfatizou que apoio dele a Abílio é pessoal. No entanto, revelou que existe um consenso para que a legenda caminhe integralmente com o projeto do vereador no segundo turno. Segundo ele, o PSL vai se reunir para definir a questão.

“Felizmente, eu decidi seguir o caminho, que foi muito positivo para mim, a minha campanha, que pude mostrar o que eu queria para Cuiabá, e acredito que mantendo a minha linha e tudo que pretendo para Cuiabá, o meu caminho natural é com Abílio”, pontuou.

O advogado seguiu dizendo que, assim como Gisela, ele teve alguns entraves com Abílio durante a campanha eleitoral. Há algumas semanas, Aécio chegou a afirmar que Abílio fazia um “circo” na Câmara “pagando de bom moço”. Além disso, chegou a “perder” seu candidato a vice, Professor LAC, que decidiu apoiar o vereador no meio da campanha.

Apesar dos embates, Aécio tratou a troca de farpas como um “cenário isolado” e defendeu a união em torno do projeto de Abílio “para combater a corrupção na administração municipal”.

“A gente teve algumas troca de farpas durante a campanha, mas estávamos numa disputa e tinha que correr com o que tinha. Graças a Deus eu saí de cabeça erguida e conto com Abílio para a gente combater a corrupção e fazer um limpa dentro da prefeitura”, concluiu.

Durante o evento, os candidatos derrotados ao Senado – deputado Elizeu Nascimento (DC) e o advogado Euclides Ribeiro (Avante) – também sacramentaram apoio a Abílio.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana