conecte-se conosco


Nortão

Economia de Sinop cresce e número de novas empresas no semestre é 21,5% maior

Publicado

Mesmo com a crise econômica e social causadas pela pandemia do novo Coronavírus desde março, a economia da maior cidade do Nortão conseguiu se fortalecer no primeiro semestre do ano (janeiro a junho) com considerável número de novas empresas iniciando suas atividades. Foram 1.233 de grande, médio e pequeno portes, aumento de 21,5% em comparação ao mesmo período de 2019, quando 1.014 estabelecimentos abriram as portas.

O levantamento obtido por Só Notícias, junto ao Departamento de Cadastro Técnico da secretaria de Desenvolvimento Econômico, detalhou que em janeiro 196 estabelecimentos iniciaram suas atividades (160 em 2019), fevereiro foram 195, ante 177. Março foi o mês recordista. Foram 279 aberturas (161 no ano anterior).

Em abril foi registrado o menor número, com 132 aberturas, ante 104. Em maio a emissão de novos alvarás voltou a apresentar crescimento, com 207 (191 ano passado). Em junho, o resultado também foi positivo, com 224 estabelecimentos abrindo as portas, ante 221.

Não é detalhado, no entanto, o segmento das empresas, porém de acordo com o Mapa de Empresas do ministério da Economia, as atividades que mais englobam aberturas são de promoção de vendas, prestadores de serviço, cabeleireiros, manicure e pedicure, comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios, obras de alvenaria, além de lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares.

Ainda de acordo com a nova ferramenta do governo Federal, as microempresas compreendem a grande maioria dos novos alvarás emitidos na capital do Nortão. Também foram registradas aberturas de filiais durante o período.

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sinop (ACES), Klayton Gonçalves, o resultado positivo é fruto do desenvolvimento buscado durante vários anos, além de união. “Aqui é distinto de outras regiões, Sinop respira ares diferentes. Em pandemia, por exemplo, ficamos apenas quatro dias parados, foi um tipo de enfrentamento diferente, uma união muito grande. Então as peças acabam se encaixando de uma forma diferente para nossa região”, analisou.

“Também está acontecendo uma migração de nossa região, em especial Sinop, com a chegada de grandes indústrias, que já abriram amplas e estão praticamente dobrando seu tamanho, isso tem um impacto muito positivo”, acrescentou.

Segundo o presidente, é necessário ainda que os empresários busquem cada vez mais se adaptar ao momento atual para que a economia não apresente retração. “É um novo comum, é importante entender isso, que o empresário não pense em quando vai acabar, mas sim se adapte. Mais do que nunca o brasileiro se destaca nesse momento, porque a gente cria novas oportunidades, um novo mercado”, reforçou.

“As empresas estão se reinventando, aprimoraram os métodos de venda on-line, de condicional. Talvez, todo o déficit tecnológico que tínhamos com as outras regiões do país comece a desaparecer agora, porque começamos a correr atrás. Essa fase de readaptação é quase que uma emancipação, até mesmo na parte dos critérios de gestão dos empresários, tudo isso faz diferença no resultado final”, completou Klayton.

Comentários Facebook
publicidade

Nortão

Prefeito cita “campanha tensa”, mas não crê em crime político

Publicado

por

O prefeito reeleito de Peixoto de Azevedo (a 672 km de Cuiabá), Maurício Ferreira (PSD), prefere não acreditar que seu assessor de imprensa, Ediney Menezes, tenha sido assassinado por questões políticas.

“Prefiro [acreditar] que tenha sido um acerto de contas por inimizade do que uma questão política”, afirmou.

O jornalista foi morto com três tiros na cabeça disparados por dois homens que ocupavam uma moto, na noite do último domingo (15), após a votação que garantiu a reeleição de Ferreira.

O prefeito disse que o pleito municipal foi bastante tenso e que a notícia da morte do assessor pegou a todos de surpresa.

“Ele foi um grande companheiro, um parceiro da gente. Sempre foi muito ativo na campanha”, disse.

 

MAURÍCIO FERREIRA

O prefeito de Peixoto de Azevedo, Maurício Ferreira

No dia do crime, o prefeito relatou que havia conversado com Ediney durante a tarde na sede da produtora responsável pela campanha. Ferreira se despediu e foi para sua residência acompanhar a apuração dos votos com a família.

Após a divulgação do resultado oficial, por volta das 22h30, a equipe decidiu fazer uma carreata pelas ruas da cidade.

No momento do crime, Ediney e o amigo Iago Chaves estavam indo se juntar ao resto do grupo.

O prefeito lamentou a perda do assessor e prestou solidariedades à família.

“Ele era um bom menino, uma pessoa gentil e educada. Eu o conhecia desde pequeno. Ele não era uma pessoa má. Lamento pela família e pela grande perda”, disse.

Ele disse ainda que pede urgência para que as investigações sejam concluídas.

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nortão

Coligação do prefeito eleito de Colíder elege apenas um vereador; confira os 20 mais votados

Publicado

por

A coligação do prefeito eleito em Colíder (632 quilômetros de cuiaba) Hemerson Máximo, o Maninho (Patriota), formada pelo PSL, DC e Republicanos, elegeu apenas um vereador e deve ter outros 12 na oposição pelos próximos quatro anos. A eleita da base de Maninho é a professora Leila Teixeira (Patriota), que recebeu 366 votos.

Já entre os eleitos que subiram no palanque e apoiaram o atual prefeito Noboru Tomiyoshi (PSD), que tentou reeleição, estão Rica Matos (PSD), Alencar Pereira da Silva (PSD), José Moreira (PSD) e Maria Helena (PSD).

Na coligação de Jaime Marques (PSC) estavam Luciano Aparecido Milani (DEM), Jaime Lima (DEM), Adriano dos Santos (PSC), Euler (PSDB) e Dra Joize Marques (PSC). Já Flavinha (MDB), Marcelo Canova (MDB) e Luiz Fiscal (MDB) integravam a coligação do candidato a prefeito Osmar Serafini (MDB).

Em Colíder, o cálculo do quociente eleitoral resultou em apenas uma mudança na composição da câmara. Carlos Enfermeiro (MDB) foi o 8º mais votado (431 votos), mas perdeu a vaga para Dra Joize Marques (PSC), que fez 326 votos e terminou na 17ª colocação na lista geral.

Ao todo, foram 17.563 votos, sendo 584 nulos, 307 brancos e outros 16.672 em algum candidato. Portanto, a conta para composição final do parlamento foi feita dividindo os 16.672 (votos válidos) pelo número de vagas (13), chegando ao quociente de 1,2 mil votos para o partido garantir uma cadeira no legislativo.

Entre os atuais parlamentares e que tentaram reeleição (11), seis não conseguiram. São eles Dóris Rejane Sguizarbi (DEM), Denny Michel Rodrigues (Podemos), Edina Martins de Oliveira (PT), Roberto Ferreira (MDB), Marcos Aragão Pinheiro (PSD) e Ruam Batista da Silva (PSD). Já Ricardo Caldeira Rezende (PSDB) e José Roberto Andrade (PSDB) não participaram das eleições.

20 mais votados em Colíder:

1 – Luciano Aparecido Milani (DEM) – 1.057 votos 6,35%
2 – Flavinha (MDB) – 922 votos 5,54%
3 – Jaime Lima (DEM) – 854 votos 5,13%
4 – Adriano Santos (PSC) – 648 votos 3,89%
5 – Rica Matos (PSD) – 454 votos 2,73%
6 – Marcelo Canova (MDB) – 451 votos 2,71%
7 – Luiz Fiscal (MDB) – 449 votos 2,70%
8 – Carlos Enfermeiro (MDB) – 431 votos 2,59%
9 – Maria Helena (PSD) – 408 votos 2,45%
10 – Alencar Pereira da Silva (PSD) – 402 votos 2,42%
11 – José Moreira (PSD) – 390 votos 2,34%
12 – Euler (PSDB) – 383 votos 2,30%
13 – Professora Leila Teixeira (Patriota) – 366 votos 2,20%
14 – Marcos Aragão (PSD) – 364 votos 2,19%
15 – Ruam Batista (PSD) – 341 votos 2,05%
16 – Denny Serafini (Podemos) – 337 votos 2,03%
17 – Dra Joize Marques (PSC) – 326 votos 1,96%
18 – Saboia (MDB) – 303 votos 1,82%
19 – João da Feira (PSD) – 302 votos 1,92%
20 – Edina Martins (PT) – 289 votos 1,74%

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana