conecte-se conosco


Esportes

Empresário confirma compra de votos para Rio sediar Olimpíada

Publicado

O empresário Arthur Cesar de Menezes Soares Filho, conhecido como “Rei Arthur“, confirmou em acordo de colaboração premiada ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) que houve compra de votos para a eleição do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos em 2016. A informação é do jornal O Globo.

Preso na última sexta-feira em Miami (EUA), ao tentar renovar seu passaporte e solto no mesmo dia, após apresentar todos os documentos necessários, o empresário prestou o depoimento como forma de evitar a deportação para o Brasil. Ele estava foragido desde 2017 e constava na lista de procurados da Interpol. O Ministério Público do Brasil quer sua extradição desde 2017.

Um dos principais prestadores de serviços terceirizados na gestão do ex-governador Sérgio Cabral, Arthur admitiu que usou a empresa offshore Matlock Capital Group para transferir US$ 2 milhões para a conta do senegalês Papa Diack, filho de Lamine Diack, então presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf), de uma conta nos Estados Unidos. Em julho deste ano, o ex-governador Sérgio Cabral já havia confirmado o esquema.

Leia mais:  Estádio em VG é prometido para o próximo mês

O depósito teria sido feito no dia 29 de setembro de 2009, em Dakar, no Senegal, três dias antes da escolha da capital fluminense como sede dos Jogos.

O ex-governador disse em seu depoimento que pediu a Arthur que combinasse o pagamento com Leonardo Gryner, braço-direito do então presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman. Segundo Cabral, a verba seria descontada do “crédito” que tinha com o empresário, ou seja, de parte das propinas que o ex-governador receberia do “Rei Arthur”.

Segundo o MP-RJ, Arthur pagou US$ 10,4 milhões em propina para Cabral por meio do doleiro Renato Chebar, na conta do EVG Bank, entre março de 2012 e novembro de 2013.

Os contratos de Arthur, dono do grupo Facility, com o governo fluminense chegaram a R$ 3 bilhões na gestão de Cabral. A empresa participava de licitações fraudadas e depois repassava valores dos contratos a autoridades do Legislativo e do Executivo fluminense.

Fonte      https://www.terra.com.br/esportes/lance/empresario-confirma-compra-de-votos-para-rio-sediar-olimpiada,fba7692d12044e2cdd757b447799972faha2xxmu.html

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Flamenguista de Mato Grosso perde quase R$ 7 mil e se frustra por não assistir final da Libertadores no estádio

Publicado

Frustração. Este é o sentimento do advogado Peterson da Costa Teixeira, morador de Cuiabá e que não poderá acompanhar o time do coração na final da Copa Libertadores da América de 2019. A mudança na sede da final, de Santiago (Chile) para Lima (Peru), deverá fazer com que o mato-grossense perca até R$ 7 mil, caso não consiga o reembolso de passagens, hotel e outros. Vale lembrar que esta é apenas a segunda vez que o clube carioca chega a uma final da competição.

A Copa Libertadores, a partir deste ano, passa a ter final única, em um país sede escolhido pela Conmenbol. Santiago, no Chile, foi a cidade selecionada. Porém, um série de protestas e o temor pela possível falta de segurança para o duelo entre Flamengo e River Plate fez com que a disputa pelo caneco fosse transferida para Lima, no Peru.

“Foi frustrante. Comprei tudo, passagens, hotel e o ingresso. O voo eu comprei logo depois do primeiro jogo da semifinal. Foi antes de ter a confirmação de que ia se classificar. Logo depois, assim que abriu os ingressos, já comprei. Fiz o plano de sócio torcedor mais caro para isto. Reservei o hotel, sem reembolso”, contou o advogado ao Olhar Direto.

Peterson ainda pontua que tentou remarcar o voo com a Latam para Peru, sem custos adicionais. Porém, após quatro dias, foi informado que não haveria mais passagens disponíveis para o dia da final. “Foram feitas outras tentativas, mas nenhuma delas atendia minhas possibilidades”.

Leia mais:  Estádio em VG é prometido para o próximo mês

“Estamos em processo para ver se ressarcem a passagem. Preciso confirmar todos os dados novamente. Estou aguardando para ver esta questão. Se eu não conseguir os reembolsos, devo perder algo em torno de R$ 5 mil. Se eu incluir o sócio torcedor, que comecei a pagar só para poder comprar o ingresso, deve chegar a R$ 7 mil”, estimou o advogado.

O advogado ainda conta que só decidiu não ir de ônibus até Lima por falta de companhia. “Estou chateado até de ouvir falar. Para quem tem paixão e tinha a possibilidade de ir, é frustrante. Eu não fui de ônibus, porque eu estava sozinho, mas é bastante complicado”.

“Agora vou reunir com minha família, que é fanática, meus pais, tios, minha avó, que é apaixonada, assar uma carne e assistir o jogo. Quem for torcedor, vai degustar desse momento da forma que for. Sofremos muito e está na hora da gente ganhar”, finalizou o advogado.

Esta é apenas a segunda vez que o Flamengo chega em uma final de Copa Libertadores da América. A última foi em 1981, quando os cariocas venceram o Cobreola (Chile).

Agora, sob o comando do português Jorge Jesus, o ‘Mengão’ tem a possibilidade de conquistar o bicampeonato e também o título do Campeonato Brasileiro de 2019, que está cada vez mais próximo.

Leia mais:  Cuiabá tenta reabilitação hoje contra o Londrina pela Série B

Telão da Arena

Os torcedores do Flamengo que procuram opção de local para assistir a final da Copa Libertadores da América, no dia 23 de novembro, poderão ir até a Arena Pantanal, onde serão instalados telões e sonorizações para shows, segundo divulgou a secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do Estado.

A final entre Flamengo e River Plate (ARG) será realizada em Lima, no Peru. A partida está marcada para ter início às 16 horas (de Mato Grosso). O evento intitulado ‘A Arena é Nossa. Dá-lhe Mengão!’ está sendo promovido pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), em parceria com o Cuiabá Esporte Clube e a emissora de TV responsável pela transmissão oficial da partida.

Os portões do estádio serão abertos a partir das 14h, com acesso pelos portões A e B, no setor Oeste e portões F e G, no Leste. O ingresso será dois quilos de alimentos não-perecíveis que serão doados a instituições sociais.

O rubro-negro foi considerado o mais querido pelos cuiabanos em levantamento local realizado pela KGM Pesquisas. Dentre os clubes de futebol de fora do Estado, um em cada quatro torcedores (25,8%) aponta o Flamengo como time de coração em Cuiabá.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Nos pênaltis, Cuiabá vence o Paysandu e conquista a Copa Verde

Publicado

O Cuiabá conquistou o bicampeonato na Copa Verde nesta quarta-feira (20), após marcar nos acréscimos e vencer o Paysandu nos pênaltis, no Mangueirão, em Belém.

 

O Dourado havia perdido o jogo de ida, na Arena Pantanal, por 1 a 0. Ontem, sofreu para conseguir o mesmo placar, marcando com Paulinho, de cabeça, aos 49 minutos do segundo tempo, o que levou a decisão da disputa para os pênaltis.

 

Marcaram para o Cuiabá: Gutiérrez, Escudero, Alex Ruan e Paulinho. Pelo Paysandu, Leandro Lima, Thiago Pimpão, Tony e Micael converteram as cobranças.

 

Ednei, do Cuiabá, teve o pênalti barrado pela defesa de Giovanni.

 

Na hora de decidir para o Paysandu, Caíque chutou para a fora, levando o jogo para as cobranças alternadas e reacendendo a chance do Cuiabá, que conseguiu marcar com Felipe Marques, enquanto que, pelo time adversário, Nicolas chutou no travessão.

 

Com a vitória, além da taça de campeão, o Cuiabá garantiu uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2020 e levou uma premiação de R$ 2,5 milhões.

Leia mais:  Estádio em VG é prometido para o próximo mês

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana