conecte-se conosco


Policial

Gaeco denuncia 64 integrantes do Comando Vermelho em MT

Publicado

O Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público Estadual, denunciou nesta terça-feira (11) 64 pessoas acusadas de integrar organização criminosa, denominada “Comando Vermelho”. Ao todo, foram protocoladas 11 denúncias criminais.

O trabalho é resultado da Operação Reditus, desencadeada pela Polícia Civil com apoio do Gaeco de Rondonópolis em dezembro do ano passado.

Conforme dados divulgados pela Polícia Civil, na ocasião foram cumpridas 108 ordens judiciais, sendo 67 mandados de prisão preventiva e 41 de busca e apreensão domiciliares.

Cinquenta e sete alvos tiveram as ordens judiciais de prisão cumpridas, sendo 45 presos em Rondonópolis, 10 em Pedra Preta, um em Cuiabá e um na cidade de Amambai, em Mato Grosso do Sul.

A operação também resultou na apreensão de R$ 12 mil em dinheiro, oito veículos (cinco carros e três motocicletas) avaliados em R$ 300 mil, além do fechamento de dois estabelecimentos comerciais utilizados pelo grupo criminoso para lavagem de dinheiro e 18 volumes de informações produzidas durante a investigação.

De acordo com as 11 denúncias oferecidas pelo Gaeco, os acusados exerciam funções específicas na organização com o objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagem de qualquer natureza, mediante a prática dos crimes de tráfico de entorpecentes, associação para o tráfico, crimes patrimoniais e até homicídios.

Os integrantes do grupo, segundo o Gaeco, exerciam “cargos” distribuídos em 10 funções: voz (líder), conselho, disciplina, espelho, tesoureiro, cadastro, gerente, padrinho, afilhado e companheiro.

Nas denúncias, o Gaeco descreve a participação de cada integrante da organização, dividindo-os em grupos que variam de seis a 10 pessoas por denúncia. Também foram anexados os antecedentes criminais de boa parte dos acusados.

Organização

Em razão da localização geográfica, Rondonópolis, segundo o Gaeco, está na rota utilizada pelo tráfico de drogas. “A facção criminosa “Comando Vermelho – CV-MT” conseguiu se instalar de forma rápida e o seu crescimento ocorreu de forma vertiginosa, na medida em que atualmente detém o monopólio do comércio de entorpecentes neste município e nas cidades circunvizinhas”, destacou o Gaeco.

Conforme apurado, a organização recebe mensalmente dos membros presos a quantia de R$ 20,00 e dos que estão em liberdade R$ 100,00. “Além da criação de taxas, a organização possui um regramento interno. Os transgressores são punidos na medida da gravidade de sua violação”.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Vigilante é preso após efetuar disparos

Publicado

por

Notícia Max

Um vigilante foi preso na madrugada desta quinta-feira (13), após efetuar disparos para alto durante uma festa, no bairro José Pinto, em Cuiabá.

O caso foi registrado por volta da meia noite em uma residência particular.

A Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) foi acionada através de uma denúncia anônima informando sobre disparos de arma de fogo no local.

Em seguida, os militares se deslocaram até o endereço e encontraram três veículos estacionados em frente à casa. Ao entrarem, se depararam com cinco indivíduos.

Logo depois, foi feita abordagem e um dos participantes da festa se identificou como vigilante. Ao ser questionado, ele informou ser o autor dos disparos.

Na sequência, levou os policiais até um quarto e dentro dos guarda-roupas estava um revólver calibre 22.

Durante revista nos demais cômodos da residência, foi encontrada uma porção de maconha.

Diante dos fatos, o suspeito foi preso e encaminhado até a Central de Flagrantes para as devidas providências.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Traficante é preso com drogas e motocicletas

Publicado

por

Redação

Intensificando o combate ao tráfico de drogas, mais um homem foi preso pela Polícia Civil, no final da tarde de quarta-feira (12.08), no bairro Ponte Nova, em Várzea Grande, durante ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).

O trabalho foi realizado para cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar, decretado pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Várzea Grande, após investigação para desarticular pontos de venda de drogas na região.

O suspeito de 28 anos foi preso em flagrante após ser surpreendido com várias porções de entorpecentes. Na residência alvo da ordem judicial também foram apreendidos mais de R$ 570 em dinheiro e duas motocicletas XRE 300.

Durante as buscas no endereço, os policiais encontraram em um quarto nos fundos da casa, duas pedras de pasta base de cocaína e um frasco de suplemento alimentar contendo diversas cápsulas da mesma substância, além do dinheiro e os dois veículos.

Todo material ilícito foi apreendido e o suspeito encaminhado para DRE, onde ao ser interrogado, informou que integra uma facção criminosa. O conduzido foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posteriormente colocado à disposição da Justiça.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana