conecte-se conosco


Mato Grosso

Garimpo fechado em MT tinha surto de malária

Publicado

As forças de segurança de Mato Grosso e a Polícia Federal seguem em Aripuanã, a 976 km de Cuiabá, atuando na segunda fase da Operação ‘Trype’ para desocupar o garimpo ilegal na cidade.

A operação começou na segunda-feira (7) e nessa terça-feira (8) a polícia destruiu equipamentos e parte da estrutura montada pelos garimpeiros. Um garimpeiro reagiu à abordagem e foi morto.

O investimento foi alto: a estrutura montada em meio à Floresta Amazônica impressionou a polícia.

Foram encontradas 25 retroescavadeiras. As máquinas, avaliadas em R$ 600 mil, eram usadas para escavar encostas.

Grandes geradores faziam a ventilação em crateras por onde garimpeiros desciam até 60 metros de profundidade para encontrar jazidas.

Na principal entrada do garimpo, o grupo construiu uma ‘casa’ de madeira que funcionava como uma praça de pedágio. Para carros, motos e ônibus passavam, eram cobrados valores que variam entre R$ 20 a R$ 100 por dia.

Também era oferecido Wi-Fi por R$ 20 ao dia.

Os equipamentos foram queimados pela polícia federal e os buracos foram fechados com explosivos.

A situação é tensa no município de Aripuanã. Os garimpeiros que saíram da mata ocuparam as ruas da cidade. Comerciantes baixaram as portas. A polícia só consegue abastecer as viaturas com escolta, por causa do risco de ataques.

“Nós estamos aqui para trabalhar, todo material que nós compramos foi pago, nós temos compromisso com a cidade, com o comércio, então tem muitas pessoas que estão devendo aqui ainda, não tem como ir pra suas casas”, disse Antônio Vieira da Silva, representante dos garimpeiros.

A polícia prendeu 3 integrantes de uma quadrilha que extorquia pequenos garimpeiros que precisavam pagar para entrar na área e usar equipamentos.

A PF já identificou vários desses indivíduos, alguns estão presos, outros foragidos.

A Secretaria de Saúde do Estado (SES) de Mato Grosso declarou que, por causa desses garimpos, há um surto de malária no município. Os casos da doença passaram de cem para mais de 500.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Família faz vaquinha para pagar enterro de morto

Publicado

por

A família do jovem Jhon Devid Bonifacio de Lima, 22, iniciou uma campanha nas redes sociais para pagar o enterro do rapaz que morreu no confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope). Caso foi registrado no bairro Itamaraty, em Cuiabá, na manhã desta quarta-feira (29).

Além de Jhon, foram mortos no tiroteio Gabriel de Paula Bueno, 20, André Felippe de Oliveira silva, 24 , Willian Dhiego Ribeiro Moraes, 37, o soldado da PM Oacy da Silva Taques Neto, 30, e Leonardo Vinícius Pereira de Moraes, 24, filho de um sargento da PM.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Virginia Mendes pede orações para a mãe que está internada

Publicado

por

A primeira-dama Virginia Mendes disse estar em oração pela recuperação de sua mãe Euridice Gomes da Silva, internada há 12 dias em um hospital por conta da Covid-19. Em postagem nas redes sociais, Virginia destaca a saudade por não tê-la perto e que está em oração em confiante na recuperação.

“A saudade aperta, o coração dói de não te ter por aqui pertinho de nós mãe. Mas estamos confiantes no amor infinito de Deus por você e por todos nós, em oração e confiantes de que logo logo estará recuperada. Amigos, peço que continuem orando pela recuperação da minha mãe, que já está há 12 dias internada. Peço também que continuem enviando boas energias a minha família toda, a mim, para meus três filhos e para Mauro. Neste momento, uma oração feita de coração é o que mais precisamos. Agradeço todo o carinho que temos recebido, o apoio e orações. Que a luz divina proteja a todos que precisam e esperam a cura no mundo Tenho fé e creio no poder de Deus e no amor infinito que Ele tem por todos nós”, postou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana