conecte-se conosco


Governo

Governo encerra contrato após alugar hotel por R$ 200 mil e não receber servidores com Covid-19

Publicado

Com o objetivo de receber servidores da Saúde que viessem a ser infectados pela Covid-19, o coronavírus, o Hotel Fazenda Mato Grosso foi alugado pelo governo pelo ao custo de R$ 200 mil por mês. Porém, como apontou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, nesta quarta-feira (6), o espaço não foi utilizado e o contrato não será renovado.

Em transmissão ao vivo nos canais oficiais do governo, o gestor apontou que a decisão de não renovar o contrato com o hotel foi firmada durante reunião com o comitê de situação que trata assuntos relacionados à pandemia em Mato Grosso.

Alugado na segunda quinzena do último mês, o hotel foi visto como a melhor solução pelo governo para receber os servidores da Saúde que fossem infectados. À época, ainda considerando diversas projeções sobre a proliferação da doença no estado, o Executivo firmou contrato levando em consideração o alto número de pacientes que trabalhavam no setor da saúde.

“Não tem nenhum paciente lá hospedado, tivemos o caso de uma servidora do Lacen hospedada. Foi disponibilizada para ela fazer a quarentena no hotel e ela preferiu fazer em sua própria residência. Ontem, tomamos uma decisão junto ao nosso comitê de situação no Palácio Paiaguás na qual não vimos a necessidade de continuar a contratação desse serviço e não vamos prorrogar por mais tempo, somente este primeiro mês”, disse Figueiredo.

“E aí os pacientes que forem servidores da Saúde e por ventura vierem a ser infectados e não puderem cumprir o isolamento domiciliar estaremos disponibilizando instalações hospitalares, já que é um caso confirmado. E ele poderá fazer isso em uma das nossas unidades hospitalares”, finalizou o secretário.

Comentários Facebook
publicidade

Governo

Governo de Mato Grosso padroniza valor de diárias de viagens aos servidores

Publicado

por

Redação

O Governo de Mato Grosso padronizou e dinamizou o valor das diárias pagas aos servidores que fizerem viagens no exercício da função pública, que não eram reajustadas desde 2009.

O decreto com as novas regras foi publicado no Diário Oficial que circula nesta quarta-feira (19.08).

A principal mudança foi o estabelecimento de valores padrões para as viagens ocorridas dentro e fora do estado, independente da função/cargo exercido pelo servidor.

“Até então, um secretário recebia valores maiores e o servidor que o acompanhava recebia menos. Isso não era correto. A diária agora passa a ter um valor justo e  igual para todos”, afirmou o governador Mauro Mendes.

Conforme a normativa, a diária para os servidores efetivos e comissionados em viagens dentro do estado ficou estabelecida em R$ 250 para o custeio de hospedagem, alimentação, locomoção e outras despesas.

As viagens fora do estado terão diárias de R$ 480 e fora do país R$ 485. Já o valor da diária especial foi fixado em R$ 80. A diária especial só é paga quando a hospedagem e/ou alimentação já tiver sido custeada por outra instituição.

A exceção fica por conta dos agentes e fiscais Estaduais de Defesa Agropecuária e Florestal (INDEA), servidores profissionais do Meio Ambiente (SEMA) e policiais militares, quando em serviços em unidades operativas de fiscalização. Nesses casos, a diária de viagens para dentro do estado é de R$ 100.

A concessão de diárias continua vinculada a uma série de procedimentos, como a justificativa da viagem, prestação de contas e respeito às legislações vigentes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Governo

Estado retoma obra iniciada há 11 anos e que já consumiu R$ 11 milhões

Publicado

por

O governador Mauro Mendes garantiu “requinte de qualidade” para a Escola Técnica Estadual (ETE) de Cuiabá, cuja ordem de serviço foi assinada na tarde desta segunda-feira (01.06).

A assinatura ocorreu na própria unidade, cujas obras estavam paralisadas, no bairro Carumbé. Participaram da solenidade os secretários Nilton Borgatto (Ciência e Tecnologia) e Mauro Carvalho (Casa Civil), além do deputado Wilson Santos.

A obra foi iniciada em 2009, quando foi assinado um convênio com o Governo Federal. De lá para cá, mais de R$ 10,9 milhões foram investidos, mas a obra nunca foi finalizada.

O novo prédio contará tem 12 salas de aula, 11 laboratórios, um laboratório especial, um auditório com capacidade para 150 pessoas, quadra poliesportiva, biblioteca, centro de vivências (refeitório e jardim) e salas para o administrativo pedagógico. Ao todo, a nova escola técnica contará com uma área de 5.577 metros quadrados.

“Está previsto inicialmente mais R$ 2,5 milhões para conclusão. Andei por aqui e já pedi algumas melhorias. Os nossos hospitais e tudo aquilo que estamos fazendo tem um padrão de qualidade, e não vou admitir entregar uma obra sem esse requinte de qualidade, em respeito às pessoas que estarão trabalhando e estudando aqui”, afirmou o governador.

Além da escola técnica em Cuiabá, Mauro Mendes destacou que outras três escolas técnicas estão sendo reiniciadas no estado, nos municípios de Cáceres, Primavera do Leste e Água Boa.

“Só iniciamos ou reiniciamos qualquer obra quando temos 100% de certeza que teremos dinheiro para terminar. Estas quatro obras são praticamente idênticas e devem ser concluídas nos próximos meses”, ressaltou.

Para o secretário Nilton Borgato, a conclusão da unidade vai contribuir muito para o desenvolvimento da educação e da qualificação profissional em Mato Grosso.

“É um momento ímpar que era aguardado há muito tempo. Agradeço ao governador pela sensibilidade em reiniciar essa importante obra”, disse.

O deputado Wilson Santos também pontuou que um estado que se desenvolve tão rapidamente como Mato Grosso precisa dessas iniciativas do Governo para formar profissionais capacitados.

“Além de entregar essa belíssima escola técnica, também serão concluídas muitas unidades das escolas técnicas cujas obras se arrastam há anos”, declarou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana