conecte-se conosco


Rondonópolis

Mãe dá soco em homem e esfaqueia mulher após filha ser chamada de baleia

Publicado

Uma mulher, nome não informado, levou uma facada na perna esquerda ao tentar separar uma briga no Praia Clube, na Gleba Rio Vermelho, em Rondonópolis (212 km da Capital), na tarde de domingo (05).

De acordo com a Polícia Milita, a confusão começou depois que um homem chamou a filha de uma mulher, que frequenta o local, de “baleia”.

Ao ouvir a ofensa, a mãe se irritou e partiu para cima do acusado. Eles trocaram socos, momento em que a vítima tentou intervir na briga e foi esfaqueada. Segundo o boletim de ocorrência, estava acontecendo uma festa no local, e os envolvidos estavam bêbados.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e prendeu o homem. Já a mulher havia foragido.

A vítima foi socorrida por outras testemunhas e levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ela recebeu três pontos no corte e foi liberada. Em depoimento à PM, ela declarou que acredita ter sido esfaqueada pela mulher.

A vitima e o homem foram encaminhados para 1ª Delegacia de Polícia para esclarecimentos.

A acusada pela facada ainda deve comparecer à unidade policial.

Comentários Facebook
publicidade

Rondonópolis

Operação contra facção prende 16 pessoas em Rondonópolis

Publicado

por

A Operação Rouge, deflagrada na quarta-feira (18) pela Polícia Civil de Rondonópolis para reprimir crimes praticados e desarticular uma facção criminosa atuante na região, encerrou as atividades com O cumprimento de 14 prisões preventivas e 15 buscas e apreensões contra alvos investigados pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

Duas pessoas foram presas em flagrante e apreendidas armas, drogas, um veículo e R$ 5,5 mil em espécie.

Cinco ordens de prisão foram cumpridas em unidades do Sistema Penitenciário em Rondonópolis, sendo três mandados na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa e dois na cadeia feminina.

As investigações da Derf são um desdobramento da Operação Redtus, realizada pela Polícia Civil no final do ano passado, para investigar a organização criminosa responsável pelo tráfico de drogas e crimes correlatos praticados no município, como associação para o tráfico e tortura, e também coletar provas para robustecer inquéritos instaurados pela delegacia especializada sobre a atuação do grupo.

De acordo com um dos delegados responsáveis pelas investigações, Santiago Rozendo Sanches, a organização é investigada como responsável por significativa parcela de crimes praticados na cidade. Todo o material apreendido passará por análise da Derf e será encaminhado o que é necessário para perícia pela Politec.

O grupo criminoso dominou o tráfico em Rondonópolis e atua com a divisão de tarefas determinadas a cada integrante

“Essa operação é uma resposta estatal à atuação do crime organizado e é desdobramento do que apuramos durante a Redtus, quando 66 pessoas foram presas preventivamente por integrar a organização criminosa”, disse o delegado da Derf de Rondonópolis.

“O grupo criminoso dominou o tráfico em Rondonópolis e atua com a divisão de tarefas determinadas a cada integrante, desde o gerente até os soldados da facção, e trabalha com tabelamento de preço de drogas e imposição de punições àqueles que descumprem as regras determinadas pela organização”, acrescentou.

As investigações apuraram ainda que o núcleo da organização atua realizando o tabelamento de preços de drogas como maconha e cocaína e o controle de boa parte dos pontos de venda e comercialização de drogas, conhecidos como ‘bocas de fumo, biqueiras ou lojinhas’.

Líderes da organização criminosa, responsáveis por fazer o recolhimento dos valores destinados ao grupo também foram identificados como ‘gerentes’ ou ‘disciplinas’, cuja função é fiscalizar, repreender e punir outros membros faccionados e moradores da região sob domínio e que violem as regras da facção criminosa, com a aplicação de punições vulgarmente conhecidas como “salves”.

Os mandados da Operação Rouge foram deferidos pela 7ª Vara Criminal de Combate ao Crime Organizado, de Cuiabá. Para cumprir as ordens foram empregados 50 policiais civis da Derf e de outras unidades como a 2ª Delegacia, Delegacia da Mulher e Delegacia Regional de Rondonópolis.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Rondonópolis

Terceira maior cidade de MT “fecha tudo” nesta 6ª e mantém proibida venda de bebidas

Publicado

por

O Comitê de Gestão de Crise da Prefeitura de Rondonópolis informou durante coletiva de imprensa, com transmissão ao vivo pelas redes sociais, que ficou definido, na reunião desta quinta-feira (25), que o município cumprirá a decisão proferida pelo desembargador Mario Kono de Oliveira, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), proferida na última terça-feira (23). Apesar de acatar a decisão judicial, ficou ainda definido que o executivo municipal recorrerá da determinação judicial.

Com o cumprimento da decisão judicial, a partir desta sexta-feira (26) as atividades comerciais no município estarão  por sete dias suspensas, com exceção daquelas consideradas essenciais. Também estarão fechados os espaços públicos de lazer.

O comitê informou ainda que a proibição de bebidas alcoólicas  estabelecida no Decreto nº 9570/2020 permanece em vigor, assim como também a proibição da circulação de pessoas a partir das 19 horas. No entanto, supermercados  e postos de combustíveis poderão abrir nos finais de semana.

Entre os locais a serem fechados estão espaços públicos de lazer, bares, lojas de conveniência, restaurantes, lanchonetes, pizzarias e padarias, consultórios médicos e odontológicos (com exceção de urgências), feiras livres, cultos religiosos, eventos esportivos, entre outros. Durante os sete dias, os serviços de delivery  e drive thru  estarão interrompidos. Também está proibida a utilização de áreas comuns em prédios e condomínios, para eventos que impliquem em aglomeração de pessoas.

A fiscalização do cumprimento das medidas ficará a cargo da Polícia Militar e da Vigilância Sanitária municipal.

Prefeitura

Neste período, a Prefeitura de Rondonópolis não irá fazer atendimento presencial ao público, apenas por meio dos canais digitais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana