conecte-se conosco


Política MT

Oscar desafia Ulysses a divulgar áudio sobre ameaça: “Seria um grande prazer denunciá-lo na Comissão de Ética”

Publicado

Prestes a se despedir da Assembleia Legislativa, o suplente de deputado, em exercício, Oscar Bezerra (PV) desafiou o colega de Parlamento Ulysses Moraes (PSL) a divulgar um suposto áudio envolvendo ameaças.

Na última semana, durante sessão extraordinária, Ulysses afirmou que Oscar teria o ameaçado em um grupo de WhatsApp. Toda tensão foi devido aos posicionamentos contrários e favoráveis à Mensagem 50/2020, que trata do aumento de gratificações a servidores efetivos em cargos comissionados.

“Ele fala de um áudio que eu mandei no grupo dos deputados. Que eu ameaço ele. Se ele é homem mesmo e não solta Fake News, nem falas mentirosas, pede para ele então entregar cópia desse áudio. Vamos ver se existe. Falou que eu merecia cadeia por tê-lo ameaçado”, disparou Bezerra que novamente, se despede da Casa de Leis para dar lugar ao titular da vaga, deputado e colega de partido, Faissal Callil, que voltou atrás e decidiu, horas antes da sua posse, não assumir o comando da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec).

Comissão de Ética

Ao HNT/HiperNotícias, Oscar  disse que seria um “grande prazer” levar a situação à Comissão de Ética do Legislativo, alegando que o colega também desrespeitou outros deputados.

Nesse mesmo dia, após os argumentos do deputado Wilson Santos (PSDB), em defesa do projeto, Ulysses chegou a dizer que o tucano “como professor de matemática, é um excelente historiador”.

Seria um grande prazer para mim, fazer uma denúncia (contra Ullyses), na Comissão de Ética, só que infelizmente o Faissal volta agora na quarta-feira (20). E na sessão que é momento propício para isso, eu não vou estar. Espero que outro deputado que foi desrespeitado também, faça isso”, concluiu.

Áudio negado

Por meio de sua assessoria de imprensa, Ulysses adiantou que o áudio da suposta ameaça não será disponibilizado, alegando que “o que é saudável para um plenário é o debate”.

Nos bastidores, alguns deputados comentam acionar o deputado Ulysses e mais dois assessores, membros do Movimento Brasil Livre (MBL), de criar memes que colocam em ‘cheque’ a imagem de alguns parlamentares que votaram favoráveis ao projeto. Comenta-se ainda, que a produção de todo material disseminado em grupos de Whatsapp e nas redes sociais foram criados dentro do gabinete do parlamentar.

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

TSE mantém eleições para prefeito e vereador em outubro

Publicado

Pré-candidatos a prefeitos em todos os municípios do país podem começar a preparar suas campanhas porque as eleições de outubro não serão canceladas ou adiadas.

O ministro Luis Roberto Barroso disse nesta segunda-feira que a “posição comum” no Supremo Tribunal Eleitoral (STE) manter o pleito para o mês de outubro.

“Consideramos que eleições são rito vital para a democracia e nós não gostaríamos de adiá-las. Para modificar a data, o Congresso deve (atuar), porque depende de Proposta de Emenda à Constituição (PEC). A posição de comum acordo dos ministros do TSE é de evitar qualquer tipo de prorrogação de mandatos”, disse Barroso durante o Congresso de Democracia e Direito Eleitoral. As informações são do Estadão.

Se for “impossível materialmente” realizar as eleições, uma prorrogação de mandatos pelo “prazo mínimo” pode ser uma saída, disse o ministro. A manutenção dos atuais prefeitos e vereadores por mais dois anos, para que as eleições municipais coincidam com as eleições gerais, em 2022, foi descartada.

“O preceito democrático prevê eleitos por quatro anos e a população tem direito de se manifestar pela recondução, ou não. A periodicidade das eleições e possibilidade de alternância de poder são compromissos da democracia”, afirmou Barroso.

Na avaliação de Barroso, a coincidência das eleições em 2022 traria confusão entre eleitores e poderia prejudicar candidatos. “O debate nacional é diferente do debate localizado e alguém vai perder se esse debate for sobreposto.”

Além disso, a possível escolha de sete candidatos poderia trazer um “inferno gerencial” para a própria Corte eleitoral, na avaliação de Barroso. “Nós estimamos 750 mil candidatos nas eleições de 2020. Se somarmos aos milhares de candidatos (previstos para 2022), estaremos criando dificuldade grande”, afirmou o ministro do TSE.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Assessora da presidência da AL testa positivo para Covid-19; sobe para 7 registros na Casa de Leis

Publicado

Mais uma servidora da Assembleia Legislativa (ALMT) testou positivo para Covid-19, o coronavírus. Trata-se de uma assessora da presidência da Casa de Leis. O resultado foi entregue na manhã desta terça-feira (19). Com isso, sobe para sete o número de funcionários contaminados no Legislativo Estadual.

Devido ao número crescente de casos, o presidente da ALMT deputado Eduardo Botelho (DEM), disse nesta terça-feira (19), ao HNT/HiperNotícias, que a reabertura da Casa de Leis para atendimento ao público deverá ser decidida na sexta-feira (22). Pela normativa assinada pelo democrata, o Legislativo voltaria a funcionar na próxima segunda-feira (25).

“Temos sete casos aqui na assembleia. Vamos ver até sexta como vai ser e decidir”, disse o parlamentar ao enfatizar que a Assembleia tem tomado todas as precauções possíveis quanto a segurança e higienização, conforme preconizados pelo Ministério da Saúde (MS). Além disso, a Coordenadoria Militar tem controlado a entrada de servidores autorizados e também fiscalizando os setores sobre o uso da máscara de proteção.

Segundo Botelho, o Legislativo já contabiliza seis servidores e um deputado, infectados pelo novo coronavírus. Todos cumprem isolamento domiciliar e são monitorados pela vigilância epidemiológica.

No final de semana, o Parlamento contou com o apoio do Corpo de Bombeiros (CBMMT), que realizou a desinfecção de todo o prédio. Os casos confirmados de contágio envolvem servidor do Núcleo Ambiental, Econômico, Social, Secretaria-Geral, gabinetes do deputado Carlos Avallone (PSDB) e da presidência, além do parlamentar Paulo Araújo.

Sessão Remota

Desde o dia 27 de abril, deputados, à exceção dos parlamentares da Mesa Diretora, participam da sessão por meio de plataforma digital. A iniciativa, foi uma maneira encontrada de combater a disseminação do vírus, na Casa de Leis, que contam com 24 deputados.

Já os servidores considerados grupo de risco, seja por idade acima de 60 anos ou doença crônica, cumprem expediente pelo sistema ‘home-office’.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana