conecte-se conosco


Barra do Garças

Pai do prefeito de Ponte Branca morre com Covid-19 em Barra do Garcas

Publicado

FONTE: Araguaia Notícia

Faleceu na manhã de domingo, por volta das 07h40, no hospital MedBarra, o terceiro paciente com o novo coronavírus (Covid-19) na cidade de Barra do Garças. O idoso Sandoval Nogueira de Moraes, de 82 anos, que foi prefeito da cidade de Ponte Branca em 1973 e trabalhou por 38 anos como servidor da Justiça de Mato Grosso.

Sandoval esteve internado em duas oportunidades no Hospital MedBarra. A primeira vez foi no início do mês de abril quando também esteve internado no mesma unidade hospitalar o caminhoneiro de 54 anos, que foi a primeira vítima de Covid na Barra.

O aposentado recebeu alta e foi para casa em Ponte Branca. Ele que tinha problema de infecção pulmonar voltou a passar mal e foi internado novamente dia 2 de maio e no dia 6 de maio em novo exame confirmou que estava com coronavírus.

Os filhos de Sandoval, Humberto Nogueira (que é o prefeito de Ponte Branca, atualmente) e Demilson Nogueira (que já foi prefeito e hoje é suplente de vereador em Cuiabá e foi diretor do Intermat) acreditam que o pai deve ter se contaminado da segunda vez no MedBarra. Eles relataram que há informações além da enfermeira, de mais dois profissionais do hospital com Covid, um enfermeiro e uma nutricionista que tiveram contato o aposentado.

Sandoval deixa esposa e sete filhos sendo quatro legítimos e três de adoção. O corpo dele segue agora de manhã para Ponte Branca e não terá velório por orientação da Vigilância Epidemiológica. “Meu pai foi um homem muito bom e deixa uma história de amor com a nossa cidade de Ponte Branca”, diz o prefeito Humberto Nogueira triste com o ocorrido.

Demilson fez questão de frisar a comunidade que da primeira internação do Sandoval, todos da família fizeram o exame e deu negativo e por isso ele acredita que aposentado pode ter sido contaminado da segunda internação.

A cidade de Barra do Garças tem agora infelizmente três óbitos confirmados e todos aconteceram no hospital MedBarra. O caminhoneiro de 54 anos que faleceu dia 20/4 e ontem, sábado dia 9/5, faleceu o empresário de 72 anos. De acordo com o boletim de sábado da Secretaria Municipal de Saúde, Barra do Garças tem 20 casos confirmados dos quais cinco internados.

O site Araguaia Notícia pede as pessoas que tomem cuidado usem máscaras, mantenham o distanciamento social de 1,5 metro das pessoas e evitem o contato físico. Lavem bem as mãos e evitem colocar a mão no rosto.

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Garças

Menor é apreendida com 9 kg de maconha dentro da mochila

Publicado

por

Uma menina menor de idade foi apreendida com 9,75kg de maconha, na madrugada desta segunda-feira (13), na entrada do município de Barra do Garças (512 km de Cuiabá). A suspeita estava vindo de Rondonópolis.

Conforme informações do boletim de ocorrência, a Força Tática estava realizando abordagem a veículos, na entrada da cidade. Durante revista em um ônibus, os militares  encontraram na mochila da menor alguns tabletes de maconha e mais outros em sua mala no bagageiro.

Ao total 15 tabletes foram encontrados.

A adolescente, que já possuía passagens pela polícia por tráfico, foi apreendida e levada à Central de Flagrantes.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Garças

MPF exige fechamento de rodovia que corta terra indígena em MT

Publicado

por

FolhaMax

O Ministério Público Federal em Barra do Garças (MPF/MT) ingressou com Ação Civil Pública (ACP) contra o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e contra a União Federal. A ACP tem como objeto o fechamento do traçado da BR-158, trecho que corta a Terra Indígena (TI) Marãiwatsédé, no prazo limite de um ano após o trânsito em julgado da decisão, sob pena de multa diária de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) em favor da comunidade indígena Xavante Marãiwatsédé.

Objetiva, igualmente, provimento jurisdicional para que o Ibama se abstenha de emitir licenças a quaisquer empreendimentos que eventualmente interceptem a T.I. Marãiwatsédé, incluindo o referente ao traçado que abrange os Municípios de Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada e Alto da Boa Vista, enquanto não efetivamente atendidos os requisitos legais para o licenciamento ambiental e as condicionantes estabelecidas, sob pena de multa.

Requer, ainda, provimento jurisdicional em face do Dnit para determinar a autarquia que apresente e execute o Plano Básico Ambiental no âmbito do processo de regularização ambiental da BR-158, de forma a assegurar adoção de imediatas medidas mitigatórias/compensatórias decorrentes do uso do trecho que corta a terra indígena, no prazo de 18 meses contatos do trânsito em julgado, sob pena de multa diária de R$1.000,00 (mil reais) em favor da comunidade indígena Xavante de Marãiwatsédé.

A ação é resultado do Inquérito Civil Público número 1.20.004.000750/2012-85, instaurado para acompanhar a mudança de traçado da BR-158. Diversas reuniões e diligências foram realizadas desde então.

Em uma das reuniões deliberou-se pela necessidade de providências imediatas e urgentes no sentido de promover a gradativa desativação do trecho no interior da TI, mediante o cascalhamento das estradas já existentes, parcialmente coincidentes com o traçado previsto para o contorno leste da rodovia. Deliberou-se, ainda, pelo não condicionamento do licenciamento do contorno leste à reparação dos danos já causados à comunidade indígena. Firmou-se também o compromisso de restringir o tráfego e mitigar os danos atuais relativos ao trecho que corta a TI, bem como permitir o tráfego local de veículos de grande porte nas estradas vicinais já existentes, que fazem parte do contorno leste. Por fim, a Funai comprometeu-se a apresentar ao Ibama proposta de ações para assegurar a inclusão e execução do Plano Emergencial, a ser custeado pelo empreendedor, com o fim de mitigar os impactos gerados no interior da TI.

Em 2018 também foi realizada audiência pública promovida pela Câmara dos Deputados no intuito de discutir novo traçado de trecho da BR-158. Conforme matéria divulgada pela Procuradoria Geral da República (PGR), o trecho, localizado no noroeste do estado de Mato Grosso, foi originalmente projetado para passar por dentro da terra indígena Marãiwatsédé, o que tem gerado a violação continuada dos direitos indígenas e danos socioambientais. Foi acordado um novo traçado, que contornará a terra indígena de modo a cessar a continuidade dos impactos socioambientais e atender à população dos municípios de Portinópolis, Alto Boa Vista, Serra Nova Dourado e Bom Jesus do Araguaia.

Terra Indígena Marãiwatsédé – está localizada nos municípios de Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia e São Félix do Araguaia. Fica no divisor das águas das bacias do Araguaia e Xingu, em uma região de transição entre os biomas da Amazônia e do Cerrado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana