conecte-se conosco


Policial

Pais são presos por permitirem que filha de 6 anos fosse abusada por 4 vizinhos e ameaçar vítima para não contar crime em MT, diz polícia

Publicado

Por Denise Soares, G1 MT

Seis pessoas foram presas na terça-feira (24) suspeitas de terem envolvimento em estupros cometidos contra uma criança, de 6 anos, na cidade de Carlinda, a 724 km de Cuiabá. De acordo com o delegado Vinícius de Assis Nazário, entre os presos estão os pais da menina, que são suspeitos de permitirem a situação e coagirem a filha.

Ao G1, o delegado explicou que o caso foi descoberto depois que a vítima revelou na escola que sofria abusos sexuais. A denúncia chegou ao Conselho Tutelar que acionou a Polícia Civil.

Os outros quatro suspeitos são vizinhos da família.

A Polícia Civil pediu que a criança e os pais fossem ouvidos em uma audiência especial no fórum da cidade. As prisões foram decretadas pela Justiça e ocorreram no mesmo dia dos depoimentos, presenciados por promotor, defensor público e pelo juiz.

“A criança afirmou que o pai a colocava para assistir pornografia no celular e que ela foi intimidada pela mãe para que não contasse às autoridades pois os pais poderiam ser presos. Os pais ainda prometeram que se ela mentisse na audiência, ganharia um pastel. Caso ela contasse, apanharia deles”, detalhou o delegado ao G1.

O pai tem 49 anos e é garimpeiro. A mãe, de 44 anos, é dona de casa. Um adolescente, de 14 anos, também mora na casa e é filho da mulher.

Leia mais:  Polícia prende estelionatário do golpe do envelope vazio

”Os suspeitos são quatro vizinhos que teriam cometido atos libidinosos, passaram a mão no corpo dela e outros abusos. Com relação ao pai dela, ela começou a contar algumas coisas, mas travava, o que é natural”, disse o delegado.

A mãe, ao descobrir que o pai deixava que a menina assistisse pornografia, teria alertado o marido para que apagasse as imagens, mas sabia da situação.

A polícia começa a investigar se os pais tinham algum tipo de benefício pelo fato de permitirem que a menina fosse abusada pelos vizinhos.

“Aparentemente esses abusos ocorriam quando ela saía de casa e estava nos vizinhos. Dois deles são pai e filho e outros dois são amigos. Um deles chamava a criança paga jogar videogame na casa dele”, explicou o delegado.

Os pais e os vizinhos ainda devem ser ouvidos na delegacia. Os homens foram encaminhados para a cadeia pública de Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá. A mãe da menina foi levada à cadeia feminina de Colíder, a 648 km de Cuiabá.

“Na mesma audiência a justiça decretou o abrigo temporário da menina que está em uma casa de abrigo em Alta Floresta. A guarda dela será decidida futuramente, se vai ou não para algum outro familiar”, finalizou o delegado.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mulher é estuprada durante roubo em casa no centro de VG

Publicado

Mulher de 50 anos foi estuprada durante um roubo em sua residência, no Centro de Várzea Grande, na noite de domingo (1). Segundo o relato, ela estava saindo de casa com o marido quando foram abordados por um criminoso armado. O comparsa dele aguardou a abordagem para entrar na casa. Eles fugiram levando vários objetos de valores e o carro da família.

 

Conforme as informações, por volta das 20h30, o casal saia da garagem da casa quando foi surpreendido pelo criminoso armado, que falava o tempo todo no celular, como se tivesse recebendo ordens.

Com a arma na cabeça de uma das vítimas, ordenou para que saíssem do carro e entrassem em casa. Lá dentro, eles pegaram joias, televisores, notebook, roupas e outros objetos, que foram todos colocados dentro do carro do casal, um Fox.

 

As vítimas procuraram a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (Derfva), onde fizeram a denúncia. Segundo a mulher, ela ainda foi estuprada por um dos criminosos.

Leia mais:  Polícia prende estelionatário do golpe do envelope vazio

 

Polícia pediu exame de corpo de delito. O caso segue sendo investigado. Até as primeiras horas da manhã de segunda-feira (2), ninguém havia sido preso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Bastante feridos, jovens denunciam tortura de supostos policiais

Publicado

Três jovens, um deles menor de idade, foram internados bastante feridos no pronto-socorro de Cuiabá, após relatarem ser espancados e torturados por supostos policiais armados, próximo a um posto de combustível localizado no Distrito Industrial, na madrugada deste sábado (30).

O trio, que estava no restaurante Sinuelo, na Rodovia BR-364, relatou que ao retornarem para cidade, tiveram um problema mecânico no carro, precisando então parar no posto de combustível para tentar realizar o reparo, quando foram surpreendidos por quatro homens armados, que se apresentaram como policiais.

Ainda de acordo com os jovens, os supostos policiais começaram a agredi-los e os acusarem de roubarem o posto de combustível.

Os rapazes também disseram que foram obrigados a irem até uma lagoa, próximo o estabelecimento, onde continuaram a ser espancados com barra de ferro. Seis tiros também chegaram a ser disparados por um dos agressores, com a intenção de intimidar

Os jovens só foram liberados por volta das 2h e conseguiram ajuda de moradores da região, que os levaram até Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pascoal Ramos.

Leia mais:  Trio é preso por roubo de agrotóxico em MT

Muito feridos, os rapazes precisaram ser encaminhados ao pronto-socorro. Um deles teve o maxilar e uma das costelas quebradas.

A Polícia Civil foi comunicada e esteve na unidade médica para conversar com os jovens. Um inquérito será aberto para apurar o caso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana