conecte-se conosco


Barra do Garças

Passarela de empresa desaba e deixa quatro funcionários feridos

Publicado

FolhaMax

Uma passarela desabou e ao menos quatro pessoas ficaram feridas na tarde desta quinta-feira (4) no frigorifico da JBS Friboi, em Barra do Garças (500 Km de Cuiabá). As informações preliminares são de que duas pessoas estão em estado grave e outras duas com ferimentos leves.

Todas encaminhadas à unidade de saúde. O local do acidente é uma espécie de “túnel” num galpão.

Equipes do Corpo de Bombeiros fazem varredura para verificar se ainda há possibilidade de uma nova queda na estrutura no local.

A Polícia Militar foi acionada e também presta auxílio à ocorrência.

Comentários Facebook
Leia mais:  Corpo de Bombeiros prepara soldados para combate aos incêndios florestais em Mato Grosso
publicidade

Barra do Garças

MPF exige fechamento de rodovia que corta terra indígena em MT

Publicado

FolhaMax

O Ministério Público Federal em Barra do Garças (MPF/MT) ingressou com Ação Civil Pública (ACP) contra o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e contra a União Federal. A ACP tem como objeto o fechamento do traçado da BR-158, trecho que corta a Terra Indígena (TI) Marãiwatsédé, no prazo limite de um ano após o trânsito em julgado da decisão, sob pena de multa diária de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) em favor da comunidade indígena Xavante Marãiwatsédé.

Objetiva, igualmente, provimento jurisdicional para que o Ibama se abstenha de emitir licenças a quaisquer empreendimentos que eventualmente interceptem a T.I. Marãiwatsédé, incluindo o referente ao traçado que abrange os Municípios de Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada e Alto da Boa Vista, enquanto não efetivamente atendidos os requisitos legais para o licenciamento ambiental e as condicionantes estabelecidas, sob pena de multa.

Requer, ainda, provimento jurisdicional em face do Dnit para determinar a autarquia que apresente e execute o Plano Básico Ambiental no âmbito do processo de regularização ambiental da BR-158, de forma a assegurar adoção de imediatas medidas mitigatórias/compensatórias decorrentes do uso do trecho que corta a terra indígena, no prazo de 18 meses contatos do trânsito em julgado, sob pena de multa diária de R$1.000,00 (mil reais) em favor da comunidade indígena Xavante de Marãiwatsédé.

Leia mais:  Corpo de Bombeiros prepara soldados para combate aos incêndios florestais em Mato Grosso

A ação é resultado do Inquérito Civil Público número 1.20.004.000750/2012-85, instaurado para acompanhar a mudança de traçado da BR-158. Diversas reuniões e diligências foram realizadas desde então.

Em uma das reuniões deliberou-se pela necessidade de providências imediatas e urgentes no sentido de promover a gradativa desativação do trecho no interior da TI, mediante o cascalhamento das estradas já existentes, parcialmente coincidentes com o traçado previsto para o contorno leste da rodovia. Deliberou-se, ainda, pelo não condicionamento do licenciamento do contorno leste à reparação dos danos já causados à comunidade indígena. Firmou-se também o compromisso de restringir o tráfego e mitigar os danos atuais relativos ao trecho que corta a TI, bem como permitir o tráfego local de veículos de grande porte nas estradas vicinais já existentes, que fazem parte do contorno leste. Por fim, a Funai comprometeu-se a apresentar ao Ibama proposta de ações para assegurar a inclusão e execução do Plano Emergencial, a ser custeado pelo empreendedor, com o fim de mitigar os impactos gerados no interior da TI.

Leia mais:  Deputado cobra retomada da obra de escola em Barra do Garças

Em 2018 também foi realizada audiência pública promovida pela Câmara dos Deputados no intuito de discutir novo traçado de trecho da BR-158. Conforme matéria divulgada pela Procuradoria Geral da República (PGR), o trecho, localizado no noroeste do estado de Mato Grosso, foi originalmente projetado para passar por dentro da terra indígena Marãiwatsédé, o que tem gerado a violação continuada dos direitos indígenas e danos socioambientais. Foi acordado um novo traçado, que contornará a terra indígena de modo a cessar a continuidade dos impactos socioambientais e atender à população dos municípios de Portinópolis, Alto Boa Vista, Serra Nova Dourado e Bom Jesus do Araguaia.

Terra Indígena Marãiwatsédé – está localizada nos municípios de Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia e São Félix do Araguaia. Fica no divisor das águas das bacias do Araguaia e Xingu, em uma região de transição entre os biomas da Amazônia e do Cerrado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Garças

Seciteci planeja ações para a Escola Técnica de Barra do Garças

Publicado

FolhaMax

A equipe pedagógica da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, visitou a Escola Técnica de Barra do Graças, nesta quinta-feira (27.06). Foram observados os aspectos estruturais da unidade, que desenvolve diversas ações junto à comunidade local.

O secretário da pasta, Nilton Borgato, se reuniu com o corpo técnico da escola, que apresentou demandas para a melhoria da infraestrutura física, com o objetivo de ampliar o atendimento e dar mais conforto aos frequentadores da instituição. Borgato apresentou um breve balanço das ações para os servidores e pediu o comprometimento de todos para elevar ainda mais a qualificação profissional dos alunos.

A diretora da escola, Verônica Luz, destacou que a visita do secretário demonstrou a atenção que a atual gestão está dando para as unidades escolares, aumentando a motivação de todos os envolvidos no projeto. “Nossa proposta é criar ambientes harmoniosos com uma educação contextualizada no processo de formação de cidadãos”, disse.

Consulta pública

Borgato aproveito a visita a Barra do Garças para se reunir com o prefeito da cidade, Roberto Farias. O secretário solicitou a realização de uma consulta pública para planejar as ações da Seciteci no município. “Estamos realizando um planejamento de novos cursos para os próximos anos, por isso é importante ouvir a comunidade local, para descobrirmos qual a potencialidade de cada região”.

Leia mais:  Estudante de Medicina de MT morre de dengue no Paraguai

O prefeito se comprometeu a, junto com os vereadores, fazer a consulta e enviar os dados para a Seciteci. Roberto Faria aproveitou para solicitar o curso de guia turístico, pois Barra do Garças tem várias atrações turísticas e necessita destes profissionais.

A visita a Escola Técnica contou com a presença do secretário adjunto de Educação Profissional e Superior, Stephano Benevides do Carmo, do Superintendente de Educação Profissional e Superior, Fernando Wosgrau.

O encontro com o prefeito teve a participação ainda do vice-prefeito Weliton Marcos, do presidente da Câmara, vereador Dr. Joãozinho, e os vereadores Jaime Rodrigues e Paulo Raye, e Benier Marcos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana