conecte-se conosco


Entretenimento

Pescuma, Henrique e Claudinho fazem live nesta quarta-feira

Publicado

Comemorando 25 anos de sucesso na música mato-grossense, o trio Pescuma, Henrique e Claudinho será a atração desta quarta-feira (22.04) na segunda live do Festival Cultura em Casa, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Os músicos se apresentam durante uma hora e meia, com um repertório de canções que fizeram a história do rasqueado cuiabano, acompanhados do maestro Fabrício Carvalho.

O show ao vivo será transmitido às 19h, nas mídias sociais da Secel, do Cine Teatro Cuiabá e da primeira-dama Virgínia Mendes. Entre os sucessos que estão no repertório, as músicas É bem Mato Grosso, Pixé, Rasqueado do Pau Rodado, Rebuça e Thuça. A apresentação da live será feita pela comunicadora Michelly Alencar.

Vale ressaltar que os artistas irão se apresentar voluntariamente, aderindo ao Festival Cultura em Casa para levar um pouco da cultura mato-grossense à população em isolamento social, devido à pandemia do coronavírus.

Para acompanhar pelo Instagram, acesse @secelmt, @cineteatrocba e @virginiamendes1. Pelo Facebook, o endereço é @secelm e @virginiamendescuiaba. Também será transmitido no canal do Youtube cineteatrocuiaba.

Inscrições

O edital Festival Cultura em Casa credencia trabalhadores das artes e da cultura até quarta-feira (22.04) para contratação de 170 ações e projetos de profissionais da cultura de Mato Grosso, que foram prejudicados pela pandemia do coronavírus. O pagamento por pessoa irá variar de R$ 700 a R$ 2.000, dependendo do trabalho executado e da quantidade de pessoas que participam da ação.

A proposta do Festival Cultura em Casa é promover uma programação cultural regional online, com apresentações artísticas, exibição de obras de cinema, debates, oficinas e palestras, que serão transmitidas pela internet para a população.

As inscrições poderão ser feitas pela internet, preenchendo os documentos e enviando via formulário disponível no site da Secel, também pelos correios ou presencialmente no setor de protocolo da instituição.

Além do Festival Cultura em Casa, a Secel vai promover outras ações paralelas para fomento da cadeia produtiva da cultura. Entre elas, venda de ingressos solidários, o estímulo à contratação de serviços de artistas para serem prestados pós isolamento social e a entrega do Certificado Amigos da Cultura para pessoas físicas e jurídicas que contribuírem com o programa.

Durante a realização do Festival, a Secel e os profissionais da cultura contratados irão divulgar a campanha Vem Ser Mais Solidário, que arrecada de alimentos, itens de higiene e limpeza para a população prejudicada pela pandemia do coronavírus. A campanha é coordenada pela primeira-dama Virgínia Mendes, por meio da Unidade de Ações e Atenção à Família (Unaf), e a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

Serviço:

Todas as informações referentes ao edital ficarão disponíveis no site da Secel, no menu editais/editalfestivalculturaemcasa.

A Secel está localizada na Avenida José Monteiro de Figueiredo (Lava Pés), 510, bairro Duque de Caxias, Cuiabá-MT, CEP: 78043-300. O atendimento ao público para o edital será das 8h às 12h.

 

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Almerinda apresenta live nesta segunda para ajudar artistas

Publicado

As lives estão sendo uma boa saída para o entretenimento neste isolamento social, e o ator André D`Lucca, que interpreta Almerinda, que fazer mais que isso: uma ação para arrecadar alimentos para ajudar os artistas que estão passando por dificuldade financeira neste isolamento social, com o show “Almerinda 20 anos”.

A transmissão ao vivo será feita nesta segunda-feira (27), às 19h, na Fábrica de Som, pelo perfil do Facebook de D`Lucca e pela conta @atorandredlucca no Instagram. O espetáculo terá um cenário especial, com televisores e uma bela iluminação, além da participação de Henrique Maluf e banda, intérprete de libras e um político misterioso convidado.

“O objetivo é arrecadar alimentos para os artistas que estão passando aperto. São artistas que vivem da noite, de eventos, e nesse momento não estão conseguindo arrecadar alimentos nem para a família”, destaca André D`Lucca, que apresenta a personagem Almerinda, que é sucesso há 20 anos.

Durante a live será disponibilizada a conta bancária e um número de Whatsapp para as pessoas fazerem suas doações, em dinheiro ou quilos de alimentos, onde a pessoa fornecerá o endereço, informando a quantidade para que o ator vá recolher. A expectativa é arrecadar pelo menos uma tonelada.

A conta é a mesma da campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT Unido contra o Coronavírus”, liderado pela primeira-dama Virginia Mendes, ao lado da secretária da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, com ações de apoio aos mais vulneráveis.

Vários parceiros estão ajudando nesta campanha. A transmissão conta com o apoio do Governo do Estado de Mato Grosso, que também cedeu a intérprete de libras, da empresa “Ao Vivo MT”, do Lade Som, que vai fazer a iluminação e os televisores, e da Clair Velozo, da Fábrica do Som, que cedeu o espaço para que a live aconteça.

“O objetivo desta live é que você fique em casa e arrecadar alimentos para os artistas que precisam. Vou entrevistar um político que o nome começa com A e termina com bilio, e foi caçado igual uma onça pintada.  Beijo da rica!”, reforça o convite, a protagonista desta live solidária, Almerinda George Lowsbi. (Com assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Com a pandemia de coronavírus, listamos 10 filmes que retrataram cenários parecidos

Publicado

Com os cinemas fechados em Cuiabá e sem estreias cinematográficas, veja uma lista com dez filmes e séries sobre o assunto do momento: pandemia. Nesta quinta-feira (19), a Secretaria Estadual de Saúde divulgou a notificação de 59 casos suspeitos de coronavírus em Mato Grosso e um caso já confirmado na Capital.

É fato que estamos vivendo momentos delicados com o coronavírus e o cinema vem retratando o tema há tempos, seja em filmes ou em minisséries, baseados em fatos reais ou frutos da mais pura ficção.

Confira a lista de filmes

1 – Contágio (Contagion) – 2011

O filme se inicia acompanhando a personagem da Gwyneth Paltrow em um bar de hotel tossindo, e acompanha os movimentos de contatos e interações que ela faz em seu caminho, dando a entender que o vírus está se espalhando. Acompanhamos um grupo de várias nacionalidades voltando para seus respectivos países depois de um ponto em comum, na Ásia. Depois disso a pandemia se instaura e médicos e pesquisadores lutam contra o tempo para tentar evitar a propagação cada vez maior e descobrir mais sobre o vírus para buscar uma cura.

2 – Epidemia (Outbreak) – 1995

Um vírus contagioso que vem do macaco contrabandeado da África, começa a infectar humanos em uma pequena cidade americana. Ele espalha muito rapidamente, matando pessoas e a cidade é colocada em quarentena pelo exército enquanto médicos e cientistas buscam uma cura.

3 – Pandemia (Pandemic) – 2020

Uma série documental da Netflix com seis episódios. Nela médicos e cientistas em diversos cantos do globo procuram entender como funcionam as variações dos vírus da gripe com potencial pandêmico como H1N1, H1N5, SARS, MERS e outros que causam deficiências respiratórias. E decretam: um novo vírus ainda desconhecido tão mortal quanto a gripe espanhola vai surgir e que é uma questão de tempo.

4 – The Hot Zone – 2019

A série é baseada no best-seller de Richard Preston e relata a história real das origens do vírus Ebola, desde a floresta tropical da África Central até sua chegada ao solo americano, em 1989, quando o vírus apareceu em chimpanzés em um laboratório científico nos subúrbios de Washington, nos Estados Unidos, sem uma cura conhecida. Nesse cenário, uma veterinária do exército americano, trabalhando com uma equipe militar secreta, se coloca em perigo quando tenta desviar o surto antes de se espalhar para a população humana.

5 – 93 Dias (93 Days) – 2016

Um filme de suspense nigeriano de 2016 dirigido e co-produzido por Steve Gukas. Ele conta a história do surto de Ebola de 2014 na Nigéria e sua contenção bem-sucedida por profissionais de saúde de um hospital de Lagos.

6 – Containment – 2016

Uma misteriosa e mortal epidemia atinge a cidade americana Atlanta, o que força o governo a colocar a cidade em quarentena e aqueles que estão presos nela a lutar por suas vidas.

7 – Helix  2014

Helix é uma série do canal Syfy que acompanha um grupo de cientistas do Centro de Controle de Doenças (CDC) que viaja para o Ártico com o objetivo de investigar o suposto surto de uma doença. Porém, ao chegar no local, os pesquisadores ficam presos no centro de pesquisa, e suas vidas parecem estar correndo risco.

8 – Vírus  2009

Depois que um vírus mortal quase acabou com a humanidade, um grupo de quatro amigos decide fugir para o oeste dos Estados Unidos. Em uma sociedade na qual ninguém é confiável, eles se vêm em uma situação complicada: ajudar um pai a procurar por medicamentos para a sua filha pequena ou seguir em frente?

9 – The Last Ship  2014

Uma série feita pela pelo canal TNT que acompanha uma equipe de militares em um navio. Eles, com ajuda de alguns pesquisadores, precisam encontrar a cura de um vírus mortal que está dizimando a população. Isolados do resto do mundo, o futuro da humanidade depende do sucesso deles.

10 – Os 12 Macacos (Twelve Monkeys)  1995

Um filme que mistura ficção científica, conspiração e uma doença terrivelmente mortal, com Bruce Willis e Brad Pitt no elenco. A história é sobre um homem que voltou no tempo para descobrir a causa de um vírus que, em 2035, quase acabou com a humanidade. Agora, ele precisa provar que não está maluco ao mesmo tempo que tenta impedir o problema de acontecer novamente.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana