conecte-se conosco


PL Á VERDADEIRA MUDANÇA POLITICO ADMINISTRATIVA DE ALTA FLORESTA

Publicado

O PL (Partido Liberal) de Alta Floresta se reforçou nos últimos anos e hoje tem em seu quadro de filiados nomes reconhecidamente preparados para disputar as eleições municipais deste ano. Sobre o comando do empresário Edinho Paiva, que se orgulha em dizer que tem política correndo nas veias, por se tratar de ser filho do ex-deputado por Alta Floresta Osvaldo Paiva.

Edinho como é conhecido, se apresenta como o verdadeiro “NOVO”, pois, já está vindo para a sua terceira campanha política, e desta vez novamente  como pré-candidato a Prefeito, sem se aliar ao que ele chama de a velha política “Eu não tenho compromisso com nenhum dos grupos que administraram Alta Floresta nos últimos 24 anos, vejo que neste período, o que houve foi um revezamento de nomes que administraram a cidade, mas todos ligados a apenas dois grupos políticos. Venho como a opção para esta mudança, por entender que Alta Floresta precisa de um gestor ousado que resgate a auto estima de todos por uma política limpa que reconduza nosso município para ser destaque entre os maiores e promissores de Mato Gross” disse.

Assim como seu pai, empresário de Alta Floresta que em 1986 saiu do anonimato político, e lançou seu nome contra seis outros candidatos poderosos daquela década e venceu com 50% dos votos validos, Edinho acredita que a história pôde se repetir. O “lema da campanha de Osvaldo Paiva que o levou a ser consagrado nas urnas foi “ Um Tostão Contra Um Milhão”. Para se ter ideia do feito somente com os votos dos eleitores de Alta Floresta seu pai já seria deputado estadual, algo inédito para época.

“Meu pai assim como eu”, acreditava numa política limpa sem compra de votos e hoje décadas depois, vejo que a população está revoltada com o que vem ocorrendo e busca pela mudança, então a velha troca de benefícios por voto já não será mais aceita neste novo cenário político, pois, quem paga por um político corrupto ao longo de quatro anos é o próprio povo que não ver chegar até ele ações básicas de atendimento nas áreas de saúde, educação, segurança, infraestrutura e outros. Comigo não haverá vendas de secretarias por apoio político, vamos fazer valer as leis para que não haja licitações fraudulentas que saqueiam o dinheiro público para beneficiar um pequeno grupo de empresários e políticos que se escodem por trás de pessoas subservientes a suas vontades os conhecidos “Laranjas” comigo esse tipo de laranjal vai acabar, garante.

Para reforçar que tem condições de fazer ocorrer tais ações Edinho Paiva disse que nas eleições que concorreu em 2016 e 2018 usou seu próprio recurso em campanha, para que assim não tenha que pagar caso se eleito for  favor a nenhum grupo que financia campanha e que depois quer  receber  ganhando licitações.

Para Edinho o poder público precisa de choque de gestão com o enxugamento da máquina pública que hoje consome quase tudo que a prefeitura arrecada. “Vamos aplicar os recursos públicos que hoje escorre pelos ralos, em ação social para a população, demonstrando que se o dinheiro for respeitado e bem aplicado a gente consegue melhorar a qualidade de vida de nossa população” disse.

Edinho Paiva revelou que para estas eleições conta com um grupo de 32 pré-candidatos a vereadores, sendo que 20 deles serão escolhidos na convenção municipal que já está agendada para o dia 15 de setembro. Segundo ele o PL é a única sigla que já definiu o nome de seu pré-candidato a prefeito. Ele ressalta que o PL está aberto a outros partidos que tenham a mesma linha ideológica e não se afinam com a velha política,  “Estamos conversando com alguns partidos que se alinham com nosso pensamento que é governar para o povo, se as conversas avançarem poderemos ter um vice alinhado conosco, mas se não tiver acordo lançaremos chapa pura, pois em nosso quadro de filiados á nomes que possuem a capacidade para completar a chapa” garante.

Comentários Facebook
publicidade

Microsoft pode enfrentar desafios técnicos em aquisição do TikTok, diz agência

Publicado

por

Reuters

A oferta da Microsoft para comprar parte das operações do TikTok de sua proprietária chinesa ByteDance será um esforço tecnicamente complexo, de acordo com o que fontes familiarizadas com o assunto disseram à agência Reuters.

O presidente norte-americano, Donald Trump, deu à Microsoft até 15 de setembro para fechar um acordo de compra do aplicativo. A Microsoft está negociando um período de transição que dará tempo de isolar o TikTok da tecnologia da ByteDance.

A ruptura que Trump e parlamentares dos EUA esperam pode levar um ano ou mais, disseram algumas fontes. O TikTok é tecnicamente semelhante ao aplicativo Douyin, também da ByteDance e disponível apenas na China, e compartilha recursos técnicos com ele e outras propriedades da empresa, disseram pessoas próximas do assunto.

A ByteDance começou a trabalhar na separação tecnológica do TikTok há vários meses, em meio ao escrutínio do governo dos EUA, disse uma fonte.

Embora o código do aplicativo, que determina o design do TikTok, tenha sido separado do Douyin, o código do servidor ainda é parcialmente compartilhado entre outros produtos da ByteDance, disse a fonte.

Qualquer dependência técnica ou operacional contínua dos negócios dos EUA na empresa chinesa após a venda geralmente seria inaceitável para o Comitê de Investimento Estrangeiro dos Estados Unidos (CFIUS), disse Aimen Mir, ex-secretário adjunto do Tesouro responsável pelo CFIUS, agora sócio do escritório de advocacia Freshfields Bruckhaus Deringer.

Algoritmo exclusivo
Outro desafio que a Microsoft enfrenta é como vai transferir o que é visto como o ingrediente secreto do TikTok, o mecanismo de recomendação que mantém os usuários grudados em suas telas. Este algoritmo alimenta a seção “For You” do aplicativo, que recomenda o próximo vídeo a ser assistido com base em uma análise da atividade do usuário.

O TikTok usa algoritmos de recomendação independentes do Douyin, segundo duas fontes. Mas o que o faz funcionar é o conteúdo e as informações do usuário que são inseridos no algoritmo.

“Algoritmos não valem nada sem os dados”, disse Jim DuBois, ex-diretor de informações da Microsoft e consultor de risco na Ignition Partners.

As negociações da Microsoft para a aquisição das operações do TikTok nos EUA, Canadá, Nova Zelândia e Austrália complicam a separação. Não apenas o TikTok teria que ser separado da ByteDance, como também teria que ser separado das outras regiões em que opera. Isso aumenta os desafios técnicos devido à quantidade de dados envolvidos.

“Segmentar os dados para esses países é uma tarefa significativa”, afirmou DuBois.

Comentários Facebook
Continue lendo

Samsung anuncia que celulares da linha Galaxy S terão três ‘gerações’ de atualização para o Android

Publicado

por

Altieres Rohr

A Samsung anunciou no evento “Galaxy Unpacked” que pretende manter o sistema operacional Android atualizado na em seus smartphones topo da linha, como a linha Galaxy S e Galaxy Note. O benefício deve valer para o Galaxy S10 e modelos mais recentes, como o Galaxy S20.

Antes, a companhia mantinha os smartphones atualizados por mais ou menos 2 anos – prazo inferior aos 3 anos oferecidos pelo próprio Google nos celulares da linha Pixel e muito inferior aos 4 anos que a Apple tem atingido com suas próprias atualizações do iOS para o iPhone.

As atualizações do Android garantem a segurança do sistema e a presença das funcionalidades mais modernas. Mesmo com um processador rápido e boa capacidade de memória, um smartphone com sistema desatualizado pode parecer defasado em relação a um celular mais simples com um sistema recente.

Enquanto outras fabricantes de aparelhos com Android como Nokia, Motorola, LG e Xiaomi aderiram à iniciativa “Android One” do Google, oferecendo alguns aparelhos com Android “puro” e 3 anos de atualização garantida, a Samsung manteve suas personalizações do Android em toda a linha, sem garantias explícitas de atualização para a maioria dos modelos.

A fabricante sul-coreana foi uma das marcas que não respondeu ao levantamento sobre as atualizações do Android feito por este blog em 2019.

O blog procurou a Samsung para saber se a nova oferta vale para o mercado brasileiro. A marca deu uma resposta positiva. “A Samsung segue um calendário de desenvolvimento, em que será contemplada no Brasil a diretriz global de atualizações do sistema operacional para até três gerações”, afirmou a empresa.

Se cumprir sua nova promessa, a Samsung oferecerá atualizações ainda mais completas que o Android One, já que deve atualizar o Android por três gerações. O Galaxy S20, que saiu de fábrica com o Android 10, deve receber o Android 13, por exemplo.

Android One
Com exceção do Google, poucos fabricantes se comprometem a lançar atualizações regulares para seus aparelhos Android por períodos superiores a dois anos. Aparelhos de baixo custo muitas vezes não recebem nenhuma atualização.

O “Android One” é uma iniciativa do Google para que fabricantes lancem smartphones com personalizações mínimas para o Android, concentrando a experiência do usuário nas funções universais do sistema.

Dessa maneira, fica mais fácil distribuir atualizações – inclusive para aparelhos de custo mais baixo, que normalmente ficam em desvantagem nesse quesito. As atualizações de segurança no Android One são garantidas mensalmente por 3 anos e por duas gerações do Android.

Ou seja, um aparelho “Android One” que sai de fábrica com o Android 9 deve receber o Android 11 até o fim da sua vida.

No Brasil, apenas a Nokia e a Motorola disponibilizam produtos na linha “Android One”. Aparelhos que não fazem parte da lista do Android One dependem das regras da fabricante para as atualizações – e nem sempre essa informação existe na data da compra.

Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus? Envie para g1seguranca@globomail.com

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana