conecte-se conosco


Policial

Polícia encontra ossada de mulher desaparecida há mais de 1 ano

Publicado

MidiaNews

A ossada de uma jovem, identificada como Daniela Erica Cordeiro de Campos, de 23 anos, foi localizada pela Polícia Civil no domingo (23), após mais de um ano de investigações ininterruptas para apurar o caso. Daniela estava desaparecida desde abril de 2018.

O ex-companheiro da vítima, E.J.R., apontado como autor do crime, foi preso quinta-feira (20), na cidade de Apiacás (a 960 km de Cuiabá).

O suspeito teve o mandado de prisão temporária decretado pela Justiça, por homicídio e ocultação de cadáver, com base em investigações da Polícia Civil.

A ossada da vítima foi encontrada em uma cova com profundidade de aproximadamente 1,5 metro, nas proximidades da MT-206, sentido Usina Teles Pires, a cerca de 10 quilômetros da cidade de Paranaíta (a 840 km de Cuiabá), onde havia desaparecido.

Conforme o delegado Marcos Cézar Faria Lyra, no decorrer do inquérito instaurado os policiais civis, o ex-companheiro da vítima foi apontado como principal suspeito.

PJC-MT

ossada encontrada

Equipes localizaram a ossada, que foi encaminhada para exame e confirmação da identidade da vítima

Leia mais:  Mulher é agredida por marido e sogro em Cuiabá

As investigações tiveram início no dia 28 de abril de 2018, após a mãe da jovem procurar a Delegacia de Polícia para comunicar o desaparecimento da filha.

“Com base nas informações levantadas, a equipe da Delegacia de Paranaíta logrou êxito em mapear e descobrir o ponto exato onde o corpo estaria. A Politec também acompanhou a equipe até o local, onde foram feitas escavações e encontradas a ossada humana, que foi encaminhada para exame antropológico e de DNA”, disse o delegado.

Ao ser surpreendido pelos policiais civis de Apiacás para cumprimento do mandado de prisão temporária, E.J.R, foi novamente interrogado pelo Marcos Lyra, ocasião em que decidiu confessar os fatos.

O suspeito alegou motivo passional, afirmando que estava sendo traído pela vítima, por isso perdeu o controle emocional e praticou o crime durante uma discussão.

Na segunda-feira (24) o preso foi apresentado para audiência de custódia e teve a prisão mantida.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mulher é estuprada durante roubo em casa no centro de VG

Publicado

Mulher de 50 anos foi estuprada durante um roubo em sua residência, no Centro de Várzea Grande, na noite de domingo (1). Segundo o relato, ela estava saindo de casa com o marido quando foram abordados por um criminoso armado. O comparsa dele aguardou a abordagem para entrar na casa. Eles fugiram levando vários objetos de valores e o carro da família.

 

Conforme as informações, por volta das 20h30, o casal saia da garagem da casa quando foi surpreendido pelo criminoso armado, que falava o tempo todo no celular, como se tivesse recebendo ordens.

Com a arma na cabeça de uma das vítimas, ordenou para que saíssem do carro e entrassem em casa. Lá dentro, eles pegaram joias, televisores, notebook, roupas e outros objetos, que foram todos colocados dentro do carro do casal, um Fox.

 

As vítimas procuraram a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (Derfva), onde fizeram a denúncia. Segundo a mulher, ela ainda foi estuprada por um dos criminosos.

Leia mais:  PM acha urso de pelúcia recheado com dinheiro do tráfico de drogas e prende 2

 

Polícia pediu exame de corpo de delito. O caso segue sendo investigado. Até as primeiras horas da manhã de segunda-feira (2), ninguém havia sido preso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Bastante feridos, jovens denunciam tortura de supostos policiais

Publicado

Três jovens, um deles menor de idade, foram internados bastante feridos no pronto-socorro de Cuiabá, após relatarem ser espancados e torturados por supostos policiais armados, próximo a um posto de combustível localizado no Distrito Industrial, na madrugada deste sábado (30).

O trio, que estava no restaurante Sinuelo, na Rodovia BR-364, relatou que ao retornarem para cidade, tiveram um problema mecânico no carro, precisando então parar no posto de combustível para tentar realizar o reparo, quando foram surpreendidos por quatro homens armados, que se apresentaram como policiais.

Ainda de acordo com os jovens, os supostos policiais começaram a agredi-los e os acusarem de roubarem o posto de combustível.

Os rapazes também disseram que foram obrigados a irem até uma lagoa, próximo o estabelecimento, onde continuaram a ser espancados com barra de ferro. Seis tiros também chegaram a ser disparados por um dos agressores, com a intenção de intimidar

Os jovens só foram liberados por volta das 2h e conseguiram ajuda de moradores da região, que os levaram até Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pascoal Ramos.

Leia mais:  Mulher é morta asfixiada em quarto de hotel em VG; homem é procurado

Muito feridos, os rapazes precisaram ser encaminhados ao pronto-socorro. Um deles teve o maxilar e uma das costelas quebradas.

A Polícia Civil foi comunicada e esteve na unidade médica para conversar com os jovens. Um inquérito será aberto para apurar o caso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana