conecte-se conosco


Prefeitura

Prefeitura de Cuiabá conclui entrega de kits da alimentação escolar para alunos atendidos pelo Bolsa Família

Publicado

A  Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Educação,  concluiu a entrega dos kits da alimentação escolar. Cuiabá foi o primeiro município em Mato Grosso a distribuir os kits para 18 mil alunos matriculados em unidades educacionais da rede pública municipal de Educação. A iniciativa determinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro e apoiada pela primeira dama, Márcia Pinheiro, foi acompanhada pelo Ministério Público Estadual, atendeu alunos beneficiários o programa Bolsa Família, do governo federal, que estavam em dia com o CAD Único.

Uma grande logística foi organizada para a montagem e entrega dos kits da alimentação escolar nas unidades da rede pública municipal. A ação contou com o trabalho voluntário de servidores, diretores, coordenadores e secretários escolares. A suspensão das aulas foi determinada por meio de decreto do Executivo que, preventivamente, suspendeu as atividades escolares no período de 23 de março ao dia 5 dea abril, no intento de evitar à disseminação do Coronavírus.

Ao receber os kits, as equipes gestoras das unidades educacionais entravam em contato com pais para que fossem buscar nas creches, Centros Educacionais Infantil Cuiabano (CEICs), Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB) e Escolas Municipais de Educação Básica do Campo (EMEBCs).

Tanto na montagem e carregamento dos kits, como na entrega nas unidades e nestas para os pais, foram obedecidas todas as orientações do Ministério da Saúde e órgãos correlatos no município. Máscaras, luvas e álcool em gel, foram distribuídos a todos que participaram da ação.

Os kits foram montados com alimentos que fazem parte do cardápio da alimentação escolar e atendem as exigências nutricionais definidas pela Coordenadoria de Alimentação Escolar com base nas determinações do Ministério da Educação, em quantidade suficiente para 15 dias.

Balanço Positivo

Na quarta-feira (2) o secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos fez um balanço da ação e falou sobre as iniciativas adotadas pelo Município na Educação, como as atividades pedagógicas por meio da EAD, utilizando plataformas como o whatsapp e mensagens via sms.

“O prefeito Emanuel Pinheiro relutou em adotar medidas que sabemos trariam impacto aos alunos e suas famílias. Entretanto foi necessário. A distribuição dos kits da alimentação escolar amenizou essa situação para um grupo de crianças extremamente vulneráveis. E a ação da Prefeitura de Cuiabá se espalhou como um case positivo, inspirando outros municípios no Estado e no Brasil”.

Para os pais e alunos, a ajuda veio no momento certo. O aluno haitiano A. M., do 4º Ano matutino da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Profª. Maria Ambrósio Pommot, no Jardim Imperial, recebeu o kit em casa. “A família é bastante carente, mora numa quitinete e os pais ficaram muito emocionados. Isso revigorou as minhas forças, pelo carinho e sorrisos com que fomos recebidos por essa família”, disse a diretora Zoraide Santos Queiroz Xavier.

Calendário Escolar

Em relação ao calendário escolar o secretário de Educação lembrou que a rede segue com as atividades presenciais nas unidades educacionais suspensas, até o próximo dia 5 de abril, conforme decreto do Prefeito Emanuel Pinheiro. “A equipe da Prefeitura de Cuiabá está acompanhando de perto toda essa situação para que as medidas sejam tomadas”, disse Alex Vieira Passos ao se referir ao decreto federal que flexibilizou os 200 dias letivos, porém obrigando as 800 horas aula.

“Aguardamos a definição do prefeito Emanuel Pinheiro, que encomendou estudos técnicos às Secretarias de Saúde e Educação. Desde o inicio de vigência do isolamento social, no dia 23, a Secretaria de Educação já vem trabalhando com os alunos atividades on line, com supervisão dos professores e coordenadores, nos períodos da manhã e da tarde. Agora estudamos outras metodologias possíveis de serem implementadas caso haja a prorrogação das datas, para que possamos ter o menor impacto possível para os alunos”, disse ele.

Comentários Facebook
publicidade

Prefeitura

Prefeito determina religamento de água a usuários inadimplentes

Publicado

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, assinou nesta segunda-feira (06), um novo decreto, que estende para todas as unidades consumidoras inadimplentes, na Capital, o direito de retomada no fornecimento residencial de água. O documento, nº 7.870, é mais uma ação de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19) e será publicado nesta terça-feira (07), no Diário Oficial de Contas.

Conforme a medida, a Águas Cuiabá fica, imediatamente, obrigada a fazer o religamento do abastecimento, cujo os cortes tenham ocorrido entre 17 de janeiro a 17 de março. A concessionária possui o prazo de 10 dias para cumprir a determinação e comprovar execução do serviço à Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec).

Os usuários residenciais que tiveram o fornecimento interrompido, pela ausência de pagamento, em período anterior a 17 de janeiro também serão beneficiados. Estes, porém, deverão solicitar diretamente à Águas Cuiabá a religação da sua unidade e, após a abertura da chamada, fica estabelecido igualmente o prazo de 10 dias para o cumprimento.

“Estamos ampliando a rede de proteção, principalmente aos mais carentes, no combate ao novo coronavírus. Faço isso com toda responsabilidade e toda sensibilidade com a situação da população. A água é fundamental para a higiene pessoal e para seguir as recomendações básicas das entidades de saúde”, comenta o prefeito.

A medida anunciada pelo chefe do Executivo vem ao encontro de outras duas já adotadas para a área do saneamento básico. A primeira veio por meio do decreto nº 7.847, que proíbe a concessionária Águas Cuiabá de realizar o corte no fornecimento de água para consumidores inadimplentes, ainda que o usuário já tenha recebido o aviso prévio da suspensão.

Na sequência, com a assinatura do decreto nº 7.854, o gestor ainda estipulou a suspensão, pelo prazo de 90 dias, do reajuste anual de 6,037% na tarifa de água e esgoto. O ato tem como base legal as leis nº 9.987/95 e nº 11.445/07, que autorizam que autorizam a adoção de medidas pelo Poder Concedente que repactuem condições do contrato de concessão, a bem do interesse público.

“Proibimos o corte de água, a partir do dia 18 de março, por 60 dias, podendo ser prorrogado por igual período. Pedi para fazer o levantamento e constatamos que atendemos 1.500 residências, ou cerca de 5 mil pessoas, de janeiro para cá. Mas, temos os outros consumidores que tiveram o fornecimento interrompido anterior a essa data. E é por isso que estamos promovendo o estendimento desse benefício”, pontua Pinheiro. (Com assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Prefeitura

Portaria estipula duração máxima de 4 horas para velórios em Cuiabá

Publicado

Como ação preventiva de contenção ao avanço do novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura de Cuiabá adotou o limite máximo de 4 horas de duração para os velórios realizados na Capital. A medida consta na Portaria nº 01/2020, da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e publicada no Diário Oficial de Contas que circulou na última segunda-feira (30).

O documento destaca ainda que o horário de funcionamento dos velórios dentro do território cuiabano será das 7h até as 17h, sempre respeitando a duração determinada. Em caso do sepultamento não ser efetuado até as 17h, a Portaria estipula que os velórios deverão ser fechados e reabertos somente no dia seguinte.

“Seguindo os decretos assinados pelo prefeito Emanuel Pinheiro, estamos tomando toda as providências necessárias para conter a propagação dessa pandemia. Já comunicamos todas as funerárias sobre esse procedimento, que está em vigor. É uma ação que causa desconforto, que não gostaríamos de colocar em prática, mas foi preciso para diminuirmos os riscos à saúde pública”, explica o secretário José Roberto Stopa.

Em acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), está defino também a obrigatoriedade de desinfecção do local que se realizou a cerimônia, após o seu término. O número máximo de pessoas por velório não poderá ultrapassar 10 pessoas, sendo que o distanciamento não poderá ser inferior a uma pessoa para cada 5 metros quadrados.

Em relação a casos de morte por suspeita ou atestado do Covid-19, a Portaria estabelece a proibição da realização do velório, sendo o corpo manuseado no local do óbito e autorizado seu transporte apenas direto ao cemitério ou crematório. Está desautorizado ainda a prática de tanatopraxia, embalsamamento ou qualquer outra técnica de conservação.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana