conecte-se conosco


Mato Grosso

Secretário defende isolamento radical e descarta hospital de campanha em MT

Publicado

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou que aumento expressivo dos casos de covid-19 e mortes em Mato Grosso não pode ser atribuído a nenhum culpado, mas foi taxativo ao afirmar que a população precisa fazer sua parte e cumprir os protocolos que determinam uso de máscaras e isolamento social. Ele defende que a quarentena obrigatória em Cuiabá e Várzea Grande seja prorrogado por mais 14 dias e não apenas sete, como decidiu o juiz José Leite Lindote na tarde desta quinta-feira (9).

“Esse não é o momento de ficar buscando culpados. O culpado é o coronavírus”, disse o gestor durante coletiva de imprensa virtual na manhã desta sexta-feira (10), ressaltando que sempre alertou para o risco de colapso na rede de saúde se o isolamento social não fosse respeitado. “São as pessoas que levam o vírus. Não tivemos sucesso nisso até agora. Por isso que defendo uma medida mais radical. Até que tenha uma vacina nós vamos conviver com o coronavírus”, observou.

Na coletiva, o secretário descartou qualquer possibilidade de o Estado lançar um hospital de campanha porque já está criando 204 novos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTIs) pelo Estado em parceria com os municípios nos próximos dias. Explicou que parte desses novos leitos já serão disponibilizados na próxima segunda-feira (13).

“Não está no planejamento do Governo do Estado construir hospital de campanha”, afirmou Gilberto ao explicar  a maioria desses hospitais abertos em outros estados disponibiliza até 80 leitos, enquanto o Governo de Mato Grosso está abrindo, até o final deste mês, mais 204 novos leitos em parceria com os municípios.

“A maior dificuldade hoje não são equipamentos, mas sim profissionais e medicamentos. Construir hospital e depois não ter profissionais para trabalhar não vai adiantar em nada”, enfatizou o secretário, explicando que o Estado também está contratando serviços de UTIs da rede privada, fazendo adaptação e ampliando leitos nos hospitais regionais, de modo que não será a chegada de nova estrutura física (hospital de campanha) que vai resolver a falta de leitos nesse momento.

ISOLAMENTO PROLONGADO

Ao justificar a posição do Governo pela prorrogação da quarentena obrigatória nas duas maiores cidades de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo explicou que a torcida é para que os números comecem a cair, mas se isso não ocorrer, será preciso prorrogar novamente a quarentena ao término da nova prorrogação anunciada nesta quinta-feira.

Ele ressaltou, inclusive, que na última semana foi registrado um aumento de 36% no número de mortes pela covid-19. “A princípio os números de ontem e hoje não mostram queda, pelo contrário, mostram crescimento. Por isso defendo aumento para 14 dias. Qual fato novo temos para abrir todo o comércio?”, questionou ele ao defender medidas mais radicais e explicar que o ciclo do vírus estabelecido é de duas semanas.

Conforme Figueiredo, os resultados da última decisão tomada do isolamento só serão percebidos agora, se efetivamente, conseguiu segurar o avanço da infecção em Cuiabá e Várzea Grande.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Mato Grosso tem mais de 6,3 mil vagas de empregos com salários de até R$ 3 mil

Publicado

por

O Sistema Nacional de Emprego informou que empresas de diversos segmentos, em pelo menos 28 municípios, estão em busca de 6.364 funcionários. Os salários variam de R$ 1 mil a R$ 3 mil. Cuiabá lidera o painel disponibilizando 3.567 vagas. Entre os cargos para serem ocupados estão auxiliar de acabamento, consultor de vendas, chefe de cozinha, designer, técnico em informática, promotor de vendas entre outras.

Em Várzea Grande, que é a segunda maior cidade do Estado, são 413 oportunidades para ajudantes de armazém, auxiliar administrativo, técnico em eletrônica, professor de inglês, auxiliar de produção.

No Nortão, as empresas também buscam através do Sistema Nacional de Emprego contratar mais trabalhadores. Em Sinop, por exemplo, são 227 oportunidades. Na sequência, aparece Sorriso com 162, Lucas do Rio Verde 123 e em Nova Mutum são mais de 70 vagas.

Conforme Só Notícias já informou, em agosto, Mato Grosso assumiu o primeiro lugar na geração de emprego no país. Foram 28,6 mil contratações e 24,7 mil demissões, que resultaram em um saldo de 3,9 mil novos empregos com carteiras assinadas. O balanço é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados e foi divulgado pelo Ministério da Economia.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Homem xinga ex-prefeito em reunião política; é expulso e mata dono de bar em MT

Publicado

por

Duas pessoas foram esfaqueadas, sendo que uma morreu e outra segue em estado grave, após uma reunião política na porta de um bar no município de Juscimeira (a 157 Km de Cuiabá), na noite desta terça-feira. O autor das facadas foi detido em um matagal da cidade.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, enquanto a reunião acontecia, o acusado, de 35, anos começou a xingar o ex-prefeito da cidade, José Resende Silva. Conhecido como Zé Guia, o ex-gestor municipal já foi condenado pela morte do pai do ex-deputado Valtenir Pereira, em 1983, também em Juscimeira.

Algumas pessoas que estavam no local, não gostaram da atitude do homem e foram para cima dele, iniciando uma briga. Após a confusão ter sido ‘apartada’, o suspeito foi até a sua casa e voltou em posse de uma faca, desferindo golpes contra o dono do bar, de 64 anos e contra Rogério Pereira de Aguiar, 31, que foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiu e morreu logo após dar entrada no hospital.

Após rondas pela cidade, ele foi encontrado pelos policiais saindo de um matagal e não apresentou resistência para ser preso.

A faca usada no crime não foi encontrada. A outra vítima esfaqueada precisou ser encaminhada para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Rondonópolis (a 200 Km de Cuiabá).

O caso é apurado pela Polícia Civil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana