conecte-se conosco


Policial

Servidora desaparece após sair de casa para sacar o salário em Cuiabá

Publicado

G1 MT

Uma servidora pública de 41 anos desapareceu após sair de casa para sacar o salário no Bairro CPA 3, em Cuiabá, na segunda-feira (10). Segundo a família, Fabiana Marisney Cintra da Silva pegou um táxi na esquina da casa dela e foi vista pela última vez em frente ao Hospital Júlio Müller, em Cuiabá.

Um boletim de ocorrência foi registrado pela família na terça-feira (11). Segundo a polícia, ninguém com as características da Fabiana deu entrada no Pronto Socorro e no Instituto Médico Legal (IML).

O irmão dela, Paulo Henrique Cintra da Silva, contou que Fabiana disse à mãe que participaria de uma reunião sobre a greve dos profissionais da educação do estado, na Escola Maria Herminia, no Bairro CPA 4, em Cuiabá, onde trabalha como agente de pátio. No entanto, a escola informou que ela não apareceu na unidade.

“Entramos em contato com o taxista e ele disse que a levou para sacar o dinheiro em um mercado e depois a deixou em frente ao hospital, mas ela não chegou a entrar no local, segundo os funcionários”, disse.

Leia mais:  Cabeleireira morre após capotar carro no interior de MT

A família contou que pediu a quebra de sigilo bancário de Fabiana e a liberação de imagens das câmeras de segurança do hospital.

Segundo Paulo, algumas pessoas que moram próximas ao hospital disseram ter visto Fabiana comendo um salgado, mas não souberam informar para onde ela foi depois disso.

O irmão de Fabiana disse ainda que o taxista que a deixou no hospital presta serviços para a irmã há cerca de um ano e é de confiança.

“Ele disse que ela ficou de ligar para ele buscá-la no hospital, mas, segundo o taxista, ela não ligou”, contou.

Paulo informou que a irmã nunca foi de passar muito tempo fora de casa e que não mantinha relacionamento amoroso com ninguém.

“Ela é caseira e cuidava da minha mãe que tem problemas de saúde. Nunca saía sem avisar e não tinha problemas psicológicos”, ressaltou.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mulher é estuprada durante roubo em casa no centro de VG

Publicado

Mulher de 50 anos foi estuprada durante um roubo em sua residência, no Centro de Várzea Grande, na noite de domingo (1). Segundo o relato, ela estava saindo de casa com o marido quando foram abordados por um criminoso armado. O comparsa dele aguardou a abordagem para entrar na casa. Eles fugiram levando vários objetos de valores e o carro da família.

 

Conforme as informações, por volta das 20h30, o casal saia da garagem da casa quando foi surpreendido pelo criminoso armado, que falava o tempo todo no celular, como se tivesse recebendo ordens.

Com a arma na cabeça de uma das vítimas, ordenou para que saíssem do carro e entrassem em casa. Lá dentro, eles pegaram joias, televisores, notebook, roupas e outros objetos, que foram todos colocados dentro do carro do casal, um Fox.

 

As vítimas procuraram a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (Derfva), onde fizeram a denúncia. Segundo a mulher, ela ainda foi estuprada por um dos criminosos.

Leia mais:  Câmeras de segurança flagram assalto na Havan; dupla é presa

 

Polícia pediu exame de corpo de delito. O caso segue sendo investigado. Até as primeiras horas da manhã de segunda-feira (2), ninguém havia sido preso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Bastante feridos, jovens denunciam tortura de supostos policiais

Publicado

Três jovens, um deles menor de idade, foram internados bastante feridos no pronto-socorro de Cuiabá, após relatarem ser espancados e torturados por supostos policiais armados, próximo a um posto de combustível localizado no Distrito Industrial, na madrugada deste sábado (30).

O trio, que estava no restaurante Sinuelo, na Rodovia BR-364, relatou que ao retornarem para cidade, tiveram um problema mecânico no carro, precisando então parar no posto de combustível para tentar realizar o reparo, quando foram surpreendidos por quatro homens armados, que se apresentaram como policiais.

Ainda de acordo com os jovens, os supostos policiais começaram a agredi-los e os acusarem de roubarem o posto de combustível.

Os rapazes também disseram que foram obrigados a irem até uma lagoa, próximo o estabelecimento, onde continuaram a ser espancados com barra de ferro. Seis tiros também chegaram a ser disparados por um dos agressores, com a intenção de intimidar

Os jovens só foram liberados por volta das 2h e conseguiram ajuda de moradores da região, que os levaram até Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pascoal Ramos.

Leia mais:  Polícia Militar lança em Sinop operação Final de Ano reforçando policiamento

Muito feridos, os rapazes precisaram ser encaminhados ao pronto-socorro. Um deles teve o maxilar e uma das costelas quebradas.

A Polícia Civil foi comunicada e esteve na unidade médica para conversar com os jovens. Um inquérito será aberto para apurar o caso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana