conecte-se conosco


Alta Floresta

Turistas podem observar 600 espécies de pássaros em MT

Publicado

G1 MT

Em meio à Floresta Amazônica, duas torres de 50 metros de altura possibilitam que os turistas observem os pássaros, na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), no Rio Cristalino, em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá.

Na região, já foram catalogadas 595 espécies de pássaros, sendo que boa parte delas está restrita à zona geográfica dos rios Tapajós, Madeira e Xingu.

Os pássaros encontrados na região são: freirinha-de-coroa-castanha, chororó-de-manu, puruchém, limpa-folha-de-bico-virado, barranqueiro-de-topete, choquinha-ornada e polícia-do-mato.

Com uma área de 900 mil km quadrados, sendo 60% desta preservada, e considerada uma das regiões com maior número de espécies de aves, Mato Grosso é apontado por especialistas como um estado propício para a atividade.

O estado se destaca como um dos mais ricos em oportunidades para se elaborar produtos turísticos no segmento de birdwatching – observação de pássaros.

Segundo a RPPN, as atividades de observação da natureza estão inclusas no valor da diária do hotel, que custa R$ 1,4 mil por pessoa.

Durante a alta temporada, entre junho e meados de novembro, o local chega a receber 150 turistas por mês para praticar essa atividade.

O guia de turismo Francisco de Carvalho Sousa contou que as atividades na natureza começam às 5h30 e, dependendo do clima e condições da floresta, podem seguir até 12h.

No caminho, é possível encontrar os bandos mistos, onde diversas espécies podem ser vistas em um mesmo local, com frequência, alimentando-se de insetos. Normalmente, as trilhas são feitas de forma lenta e é comum aguardar um local para avistar as aves.

“A pessoa precisa ter paciência e gostar do que vai fazer em qualquer atividade de campo em querer ver a natureza de modo geral. É necessário equipamentos pessoais adequados, como binóculo, roupa compatível com a cor da floresta, protetor solar e repelente”, explicou.

Os pássaros mais comuns de se encontrar durante o passeio são a arara vermelha grande, arara canindé, arara canga, maracanã Iguaçu, papagaio campeiro, espécies de martim, coró-coró, anambé-azul, surucuá pequeno e de peito amarelo, garça real, entre outros.

Observadores de aves especializados também podem informar quais espécies gostariam de avistar durante sua estada para que os guias ajudem aumentar as chances de encontrá-las.

“Há dificuldades no passeio quando o grupo é grande e precisam se entender para esperar um ao outro, às vezes falta paciência. Para vir à Amazônia tem que gostar de natureza, tem que chegar preparado”, ressaltou.

Observar aves na Amazônia é uma tarefa mais desafiadora do que em regiões de cerrado, pois muitas aves estão escondidas dentro da floresta e se movem com frequência — Foto: Samuel Melim/ Divulgação Observar aves na Amazônia é uma tarefa mais desafiadora do que em regiões de cerrado, pois muitas aves estão escondidas dentro da floresta e se movem com frequência — Foto: Samuel Melim/ Divulgação

Observar aves na Amazônia é uma tarefa mais desafiadora do que em regiões de cerrado, pois muitas aves estão escondidas dentro da floresta e se movem com frequência — Foto: Samuel Melim/ Divulgação

É importante levar em consideração que observar aves na Amazônia é uma tarefa mais desafiadora do que em regiões de cerrado, pois muitas aves estão escondidas dentro da floresta e se movem com frequência. Outras são tímidas e difíceis de encontrar. Contudo, segundo especialistas, a recompensa é gratificante ao encontrar espécies que não podem ser vistas em nenhum outro lugar do mundo.

Como chegar

Para chegar ao hotel, o turista deve pegar um voo com destino a Alta Floresta. Ao chegar no aeroporto, haverá um transfer de carro com duração de 1 hora, já que a reserva fica a 40 km da cidade.

Em seguida, o turista segue de barco pelo Rio Cristalino, com a duração de 30 minutos, até chegar ao destino.

Horários prováveis dos voos diários entre Cuiabá e Alta Floresta:

•Cuiabá – Alta Floresta: Saída 12h30 – Chegada 13h45

•Alta Floresta – Cuiabá: Saída 14h15 – Chegada 15h30

Preservação ambiental

O hotel foi construído em 1999 e, desde então, utiliza a energia solar nos quartos, reciclagem e separação do lixo, tratamento dos efluentes cinzas e negros, além de arquitetura inteligente.

Segundo funcionários do local, a fundação também contribui para o desenvolvimento da pesquisa sobre a biodiversidade da Amazônia e realiza trabalhos de educação ambiental com mais de 5 mil crianças de Alta Floresta e Novo Mundo.

Comentários Facebook
publicidade

Alta Floresta

Alta Floresta: comissão de transição é montada e começa trabalhos na próxima segunda-feira

Publicado

por

Com tempo de trabalho reduzido devido a mudança no calendário eleitoral, que transferiu as eleições municipais de outubro para novembro, tem início a partir da próxima segunda-feira (23), os trabalhos da comissão de transição de administração na prefeitura de Alta Floresta.

A informação foi repassada ao Notícia Exata na tarde de ontem, quarta-feira (18), pelo prefeito eleito Chico Gamba (PSDB).

Conforme Chico, a comissão é formada por seis pessoas, sendo três de sua indicação e outras três pessoas que foram indicadas pelo executivo.

O prefeito eleito informou que esta semana tem sido intensa, ainda recebendo elogios pela eleição e também preparando a transição da administração de suas propriedades e negócios, para poder então se dedicar 100% a gestão pública.

Chico destacou que irá acompanhar os trabalhos da comissão dentro da prefeitura e também conversar com os setores para se inteirar sobre números e pontos que apresentem mais atenção já para o início da gestão, em janeiro.

“Quero já estar reunido com os setores, dialogar com os servidores, para nós termos uma estratégia montada para o início do ano e início de mandato. Não podemos deixar para a última hora devido ao tempo curto que temos, precisamos de informações, números e com criar o nosso cronograma”, disse.

De acordo com o prefeito eleito, a atual gestão está sendo receptiva e vem no momento, colaborando com o acesso as informações.

Período chuvoso

Chico Gamba assume o executivo em um período em que as chuvas se intensificam na região. Segundo ele, também será realizando um levantamento com a secretaria de infraestrutura para saber os locais que apresentam mais problemas e também as condições do maquinário.

“Quero saber se os equipamentos estão em dia, o que precisa ser feito e se tem algo a ser feito ainda na gestão do Dr. Asiel para adiantar alguma coisa. Em janeiro inicia-se a nossa safra e temos que ter as patrulhas em dia para fazer esses atendimentos emergenciais para que o nosso produtor posse escoar a sua produção”, adiantou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Alta Floresta

No mês que completa 40 anos, Escola Presbiteriana de Alta Floresta anuncia investimento de mais de R$ 6,5 milhões

Publicado

por

Neste mês de novembro de 2020, a Escola Presbiteriana de Alta Floresta completa 40 anos de atuação no setor educacional do município. E como forma de comemorar a Escola estará investindo cerca de R$ 6,5 milhões em um novo prédio.

O investimento foi anunciando na tarde desta quarta-feira (18), no showroom do Aquarela Hamoa, loteamento onde será construída a nova unidade escolar.

Na ocasião, além da assinatura da escritura de doação do terreno, foi apresentado o projeto masterplan, que tem como finalidade determinar os aspectos de implantação, programa, arquitetura, urbanização e paisagem do empreendimento.

Veja mais imagens do projeto no final da matéria. – Foto: Divulgação

A nova Escola Presbiteriana de Alta Floresta contará com um terreno de 14.478,12 mil metros quadrados que foi doado pela JMD Urbanismo e Família Arpini, responsável pelo loteamento, o terreno é avaliado em cerca de R$ 1,5 milhão.

A área construída da nova escola será de 6.500 metros quadrados e contará também com campo de futebol, campo society, piscina e outras estruturas que proporcionarão a capacidade de atender a 1.800 alunos.

Conforme o engenheiro khalil Choucair, representante da Junta Patrimonial Econômica e Financeira da Igreja Presbiteriana do Brasil, a primeira etapa da escola que começa a ser construída em fevereiro de 2021 terá capacidade para 800 alunos e com crescimento e expansão chegará a 1.800 alunos.

“Essa construção não contará somente com modernidade interna, mas a arquitetura foi muito bem planejada, não só na parte civil, mas também na parte ecológica, no reaproveitamento de água das chuvas, energia solar e tratamento de esgoto. Tudo foi bem planejado para que a escola sirva bem a cidade”, pontuou.

A previsão é de a primeira fase da escola que será iniciada em fevereiro de 2021 esteja concluída em 2022 quando começa a funcionar. A previsão é de que o projeto total esteja concluído dentro de 3 anos.

Com a missão de promover autonomia responsável, senso crítico, empatia, responsabilidade, resiliência emocional e criatividade em seus alunos, a Escola Presbiteriana de Alta Floresta tem como objetivo melhorar ainda mais o setor educacional, tanto que a nova escola contará com uma “mini cidade”, onde o aluno terá orientações sobre semáforos, comércio, manusear dinheiro, ou seja além da parte educacional, haverá o foco social e cívico. No último ENEM realizado, a escola ficou em 2º lugar no estado de Mato Grosso.

Alexander Alves Melo, pastor e Diretor Geral da Escola Presbiteriana de Alta Floresta também esteve presente na assinatura da escritura e anúncio do lançamento das obras, segundo ele, o momento é de alegria, pois é um sonho realizado junto com todos os pais, professores e profissionais que atuam na Escola Presbiteriana.

“Nós sabemos que não fazemos um trabalho individual, mas é um coletivo. Se a escola está bem é porque temos os pais que investem no ensino dos seus filhos, pelo nosso corpo docente, discente, os melhores colaboradores e tudo isso se resume na qualidade que temos hoje no ensino. Comemoramos 40 anos, ganhamos o presente e estamos doando a sociedade altaflorestense”, disse.

O empresário Rodrigo Arpini, que também estudou na escola e na ocasião representou a JMD Urbanismo e Família Arpini, destacou que enquanto empreendedor, o objetivo sempre foi valorizar a cidade em todos os aspectos.

“Nessa doação que estamos fazendo, estamos fortalecendo no nosso entendimento o polo educacional de Alta Floresta, assim como foi feito com antecipação de área do IFMT, para nós é motivo de orgulho, pois a escola completa 40 anos. O objetivo principal reforço mais uma vez é fortalecer Alta Floresta como polo”, acrescentou.

Durante a assinatura da escritura e anúncio da construção da nova estrutura física da Escola, estiveram presentes Rodrigo Arpini e Duda Arpini, da JMD/Família Arpini, o prefeito eleito Chico Gamba, Elsa Lopes representando o prefeito Asiel Bezerra, Márcio Tadeu De Marchi advogado representante da Igreja Presbiteriana do Brasil, Alexander Alves Melo, Diretor Geral da Escola Presbiteriana de Alta Floresta, khalli Choucair, representante da Junta Patrimonial Econômica e Financeira da IPB, Renato Astolfo, presidente do Conselho Deliberativo da escola e Joel Bedin, gestor comercial da JMD/Família Arpini.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana