conecte-se conosco


Policial

3 suspeitos de matar universitário que foi tirar satisfação ao cair em golpe pela internet são presos em MT

Publicado

Três suspeitos de assassinar um estudante de odontologia, em outubro de 2018, no Bairro Tijucal, em Cuiabá, foram presos nesta quinta-feira (6), após investigação da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP).

Jhonattan Willian de Oliveira Carvalho, 22 anos, foi assassinado após cair em um golpe de estelionato praticado por um reeducando do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

Um dos mandados de prisão foi cumprido contra o detento envolvido no crime. Willian Jhony Delgado de Carvalho, que já está preso dentro do Centro de Ressocialização de Cuiabá, é acusado de homicídio. Além dele, a polícia prendeu João Eduardo Figueiredo Silva, 20 anos, Romário Gonçalves de Amorim Delgado, que estavam soltos.

As investigações apontam para latrocínio consumado. No entanto, o inquérito ainda está em andamento.

Também foram realizadas buscas na unidade prisional onde Willian cumpre pena e no local foram apreendidos celulares, carregadores, balança de precisão, porções de drogas, chips de celular, e outros produtos.

Segundo a apuração, a vítima comercializava produtos pelo site de compra e venda e nas redes sociais e WhatsApp, para complementar a renda e conseguir pagar a faculdade de odontologia, além de ajudar sua família.

A equipe a da delegada Jannira Laranjeira apurou que um dia antes de ser assassinado, Jhonattan vendeu um relógio, no valor de R$ 1,2 mil, mas o pagamento foi ‘simulado’, pelo suspeito negociador, por meio de transação bancária.

No dia seguinte, o suposto comprador marcou com a vítima, por meio de celular, para que ele fosse receber o dinheiro, em espécie. O ponto de encontrou foi no bairro Tijucal, uma rua atrás do Centro de Referência e Assistência Social (Cras).

Durante a investigação, a Polícia Civil tomou conhecimento de que antes dos disparos a vítima foi vista discutindo com a o suspeito e logo após houve agressão mútua. Em seguida houve os disparos de arma de fogo, que culminou na morte do universitário.

A compra do relógio havia sido negociada por Willian Jhony, que da prisão pratica vários estelionatos, principalmente, de produtos anunciados a venda na internet, utilizando a patente de um coronel da Polícia Militar para dar credibilidade, sob o nome de coronel Roni.

O reeducando, que já foi condenado e responde pelos crimes de roubo, violência doméstica, estelionatos, entre outros, quando em contato com a vítima, informou que era o coronel PM Roni, e médico de plantão na cidade de Acorizal, razão pela qual não iria ao encontro da vítima para pegar o objeto adquirido.

No perfil do WhatsApp, o reeducando usava fotografia de um tenente-coronel da PM, que já havia denunciado o uso de seu nome em golpes em dois boletins de ocorrências.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil cumpre mandados de apreensão contra autores de latrocínio em Primavera do Leste

Publicado

Dois mandados de busca e apreensão, expedidos contra dois infratores investigados por latrocínio em Primavera do Leste, região sul do estado, foram cumpridos pela Polícia Civil na sexta-feira (01.07).

Os adolescentes foram localizados pelos policiais civis da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Primavera do Leste.

Depois de serem apreendidos, por força das ordens judiciais decretadas pela Comarca local, ambos foram encaminhados para o Centro Socioeducativo da cidade de Cáceres.

Os menores de idade foram identificados pelo envolvimento com o roubo, seguido de morte, ocorrido no dia 26 de dezembro de 2021, em Primavera do Leste.

O crime

Luciano Rodrigues Messias foi rendido pela dupla em sua residência, no bairro Castelândia, e, em seguida, amarrado. 

Do local, foram subtraídos dinheiro, uma motocicleta Biz e uma arma de fogo, entre outros objetos.  Em seguida, a vítima foi morta asfixiada. 

No dia seguinte, ambos pagaram uma terceira pessoa (também menor de idade) para ir à casa da vítima e subtrair uma televisão, dois botijões de gás, uma panela elétrica e uma mochila.

Entretanto, na época dos fatos, este menor acabou sendo apreendido em flagrante pelo ato infracional.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende integrantes de associação criminosa e apreendem armas de fogo, drogas e munições

Publicado

Quatro integrantes de uma associação criminosa foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (01.07), na zona rural de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), durante investigações continuadas para apurar o duplo homicídio ocorrido no município. 

A ação resultou na apreensão de duas armas de fogo, várias munições e porções de maconha. Os envolvidos foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e para o tráfico de drogas.

Nas diligências, os policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia, por meio da Divisão de Homicídios, identificaram uma propriedade rural usada pelos suspeitos para planejar os crimes e para se esconderem.

Diante das informações, a equipe foi até o local e, ao se aproximarem, perceberam a presença de alguns indivíduos, que fugiram para dentro de uma área de mata. No interior do imóvel, foram encontradas as armas de fogo, munições, uma tornozeleira eletrônica e porções de maconha.

Na casa também havia uma mulher e uma criança. Um dos presos possui passagem pelos crimes de sequestro, cárcere privado, furto, roubo, corrupção de menores, tráfico de drogas, receptação e lesão corporal. 

Os suspeitos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e associação para o tráfico de drogas. Após a confecção dos autos, eles foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana