conecte-se conosco


Cuiabá

Alunos com deficiência visual não frequentam o Instituto dos Cegos desde o início do ano por falta de transporte

Publicado

Por Tiago Terciotty, TV Centro América

Os estudantes de Cuiabá e Várzea Grande, região metropolitana da capital, que possuem deficiência visual não conseguem mais frequentar as aulas no Instituto dos Cegos, em Cuiabá, pois o ônibus que fazia o transporte deles não passa para buscá-los desde o início do ano.

O problema está nos repasses da Secretária Estadual de Educação (Seduc) que garantiam o combustível para o micro-ônibus que buscava os alunos. Atualmente, o veículo está parado.

Em nota, a Seduc explicou que os convênios para 2019 e 2020 estão sendo analisados, mas que não existe recurso para combustível – o dinheiro destinado é apenas para custeio de pessoal.

O Instituto dos Cegos, há 40 anos, oferece cursos e promove a independência de pessoas que têm deficiência visual.

Cerca de 100 alunos frequentavam o local, com a falta do transporte, esse número caiu para 30.

“Eles estudam tanto aqui (no instituto), como em escolas da rede estadual, então eles estão comprometidos com a falta do transporte”, ressaltou a vice-presidente do Instituto dos Cegos, Natalicia Maia.

A estudante Ariane Araújo dos Santos, que tem deficiência visual e é cadeirante, mora no Bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá, distante a cerca de 14 quilômetros do instituto e a família dela não possui veículo próprio para ir ao instituto.

“Pretendo terminar o ensino médio, pois quero conseguir um emprego e ajudar a minha mãe. Em nome de todos, estou pedindo que abasteçam o micro-ônibus para que possamos utilizá-lo novamente”, pontuou.

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Defesa Civil alerta sobre proibição de queimadas em áreas urbanas e rurais do município

Publicado

Com a chegada do período de estiagem, a Defesa Civil de Cuiabá, ligada à Secretaria de Ordem Pública, reforça à população sobre a proibição de queimadas em áreas urbanas e rurais do município.

O uso do fogo em terreno urbano é crime ambiental em qualquer época do ano, previsto na Lei federal nº 9.605, que estipula como sanções multa e/ou reclusão de 1 a 4 anos. A Lei complementar nº 004/1992 também proíbe as queimadas de vegetação nos terrenos baldios. Na zona rural, o período proibitivo deste ano vai de 1º julho a 30 outubro, conforme o decreto publicado pelo Governo de Mato Grosso.

Em 2021, a Defesa Civil de Cuiabá atendeu 570 ocorrências de queimadas em áreas urbanas, em ação conjunta com o Corpo de Bombeiros. Já no primeiro semestre de 2022, foram 76 atendimentos. “Nós temos em Cuiabá, dentro da área do município, quatro distritos de área de expansão urbana que estão dentro da área rural, mas que também são proibidas de realizarem queimadas o ano todo. Nosso trabalho com esses distritos é a realização do treinamento de brigadistas voluntários. A gente fornece equipamentos para que eles possam fazer o primeiro combate ao incêndio, até que a gente consiga chegar ao local”, disse o diretor da Defesa Civil de Cuiabá, José Pedro Ferraz Zanetti.

Zanetti explica ainda que no período de estiagem as equipes redobram os trabalhos de fiscalização e reforçam os canais de atendimento para o recebimento de denúncias pelo telefone (65) 3623-9633 e WhatsApp (65) 99310-8810, ou ainda pelo 193 do Corpo de Bombeiros Militar.

“Desde o ano passado nós estamos trabalhando com quatro viaturas atendendo a cidade todos os dias, em parceria com o Corpo de Bombeiros. Esse trabalho vai continuar no período de estiagem e vamos implementar melhorias, contratar mais brigadistas e equipamentos. Contamos também com o apoio da população que pode nos encaminhar denúncias por meio dos nossos canais de atendimento, inclusive pelo WhatsApp, onde podemos receber imagens, vídeos, mensagens de texto e de voz. Dentro da Secretaria existe ainda um grupo de fiscais que fiscalizam os terrenos baldios e fazem a identificação e autuação dos proprietários”, pontua.

Por fim, o diretor da Defesa Civil também lembra sobre os riscos causados pela exposição à fumaça à saúde da população, principalmente, idosos e crianças. “A questão das queimadas é um problema sério, por conta da fumaça que vai para a atmosfera. Nos últimos dois anos tivemos a pandemia de Covid-19, que já causa um problema respiratório. A fumaça das queimadas agrava ainda mais a situação, aumentando o número de atendimento nos postos de saúde e policlínicas, especialmente, de crianças e idosos. Então, orientamos a população para  que não use o fogo para queimar o lixo no fundo do quintal ou as folhas que caem das árvores, evitem o fogo de qualquer maneira”, orienta Zanetti.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Novos pontos de testagem para Covid-19 começam a funcionar nesta terça (05)

Publicado

Os quatro novos pontos de testagem de Covid-19 anunciados pelo prefeito Emanuel Pinheiro na última live, realizada no dia 28 de junho, começarão a funcionar a partir da próxima terça-feira (05), às 7h. A mudança foi necessária para que a equipe da Secretaria Municipal de Saúde faça os últimos ajustes nos locais.

“Com o grande aumento na procura por testes em toda a rede de saúde municipal, tantos as unidades básicas de saúde, quanto as UPAs e Policlínicas começaram a ficar lotadas. Para amenizar essa situação decidimos abrir alguns centros de saúde bucal como locais de testagem, ampliando a oferta para a população. Na segunda-feira vamos terminar de entregar os insumos e EPIs nos novos locais temporários de testagem e realizar um rápido treinamento com as equipes, para começarmos com força total na terça-feira”, explicou Edemir Xavier, secretário adjunto de Atenção Básica.

Os locais escolhidos para serem os novos pontos temporários de testagem são: Centro de Especialidades Odontológicas do bairro Dom Aquino, o Centro de Especialidades Odontológicas Osmar Cabral, a Clínica Odontológicas do Leblon e a Clínica Odontológica do CPA III. A partir de terça-feira (05) essas unidades vão funcionar nos dias de semana, das 7h às 11h e das 13h às 17h. A meta é realizar cerca de 120 testes por dia, em cada unidade. 

“Serão colocados dois médicos por unidade, para atenderem os pacientes que testarem positivo e aqueles que estiverem com sintomas gripais. A ideia é desafogar a demanda, que está muito grande nas UBS, UPAs e Policlínicas”, comentou o secretário adjunto.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana