conecte-se conosco


Entretenimento

Atriz do seriado ‘Pé na Cova’, Niana Machado morre aos 82 anos

Publicado


source
Morre Niana Machado, atriz de 'Pé na Cova'
Reprodução/Instagram

Morre Niana Machado, atriz de ‘Pé na Cova’

Faleceu aos 82 anos a atriz Niana Machado, conhecida como intérprete da personagem Bá do seriado de comédia ‘Pé na Cova’, criado por  Miguel Falabella e exibido pela Rede Globo . Ainda não se sabe qual foi a causa da morte.

Falabella escalou Niana em diversos de seus trabalhos na emissora. O último trabalho dela foi em ‘Brasil a Bordo’, para o Globoplay .

Foi ele quem confirmou a morte da atriz em seu Instagram ao postar uma homenagem emocionante: o primeiro encontro dos dois nos bastidores do seriado ‘Toma Lá da Cá’, no ano de 2009. “Querida Niana Machado, hoje fecham-se as cortinas para você e eu, longe de casa, passo em revista aquela tarde há muitos anos, quando uma figurante de Toma Lá Dá Cá chamou minha atenção. Marília deve ter ido te dar um abraço de boas vindas à imensidão, onde seu grito de ‘Piranha!’ vai certamente assustar os anjos mais conservadores”, escreveu, homenageando também Marília Pêra, morta em 2015.

“Toda a família Pé na Cova (que lhe amou e respeitou) silenciosamente lhe presta a última homenagem. Obrigado por ter sido nossa Bá, a cereja do bolo de um dos trabalhos que mais prazer e alegria me trouxe nessa passagem. Descanse em paz! Um beijo do seu Miguel”, disse.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Heitor Martinez posta foto com equipe médica: ‘Nós vencemos a Covid’

Publicado


source
Heitor Martinez
Reprodução

Heitor Martinez

Um dia depois de receber alta do hospital, Heitor Martinez publicou uma foto de sua saída e agradeceu aos médicos que cuidaram dele nos 13 dias em que ficou internado para cuidar da Covid-19. “Gostaria de agradecer ao Dr. Arthur Vianna e toda sua equipe de médicos intensivistas e plantonistas, pelo trabalho brilhante, criterioso e objetivo, sempre me colocando a par dos procedimentos e caminhos que tínhamos que seguir para recuperação da minha saúde. Aos fisioterapeutas que, literalmente, me colocaram de pé e me reeducaram a andar e respirar. À incrível equipe de enfermagem que foi incansável, de uma excelência, profissionalismo, carinho e amor que é impossível descrever em palavras. Eles e elas estão presentes em cada célula do meu corpo, somos um só. À equipe de limpeza que sempre tinha uma palavra de conforto e alegria”, começou no texto.

“Em momentos de isolamento, um simples sorriso é precioso. Às nutricionistas que alimentaram meu corpo e espírito, uma delícia! Às psicólogas que estiveram sempre ao meu lado nos momentos mais difíceis, me apoiando. Meu agradecimento se estende à toda a equipe da Clínica São Vicente que, mesmo não estando na Ala Covid, faz a engrenagem funcionar. Enfim, às amigas e aos amigos que se juntaram numa corrente de amor e fé, que senti profundamente a cada momento. À minha família que lutou comigo, em uma única vibração. Estejam certos que estas palavras não dão conta, nem de longe, dos meus sentimentos. E, por isso, reescrevo o cartaz que seguro na foto: Nós vencemos a Covid! A vida é urgente!”, completou Heitor.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Suely Franco deixa apartamento por não ter como pagar condomínio

Publicado


source
Atriz está sem contrato fixo atualmente
Divulgação

Atriz está sem contrato fixo atualmente

Atriz com uma longa e admirável carreira, Suely Franco, de 81 anos, faz parte do grupo de brasileiros que está com dificuldades de trabalhar desde que a pandemia do coronavírus começou.

A carioca precisou sair do apartamento que alugava no bairro do Catete por conta do valor do condomínio, de acordo com a coluna de Ancelmo Gois, em “O Globo”.

“Tenho problemas no joelho e precisei sair da minha casa por conta das escadas. Aluguei um apartamento no Catete, porém, tive de retornar ao antigo endereço por não conseguir pagar o condomínio”, escreveu.

A profissional falou da saudade que sente de poder atuar e das dificuldades que a falta de trabalho tem trazido para sua vida.

“O teatro representa a minha vida, meu coração, meus pulmões. Sem ele, não há vida, fica tudo muito difícil. Eu sinto falta do público, dos aplausos e dos companheiros das coxias. Ficar sem subir num palco é a morte em vida. Eu não sou contratada de nenhuma emissora e dependo do teatro para meu sustento”, disse.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana