conecte-se conosco


Esportes

Cinco anos após 1º jogo, Arena não está conclusa

Publicado

FLÁVIA BORGES G1-MT

Há exatamente cinco anos, Cuiabá sediava o primeiro dos quatro jogos da Copa do Mundo de 2014 na Arena Pantanal. A partida entre Austrália e Chile reuniu 40.275 pessoas no estádio.

A capital mato-grossense foi uma das cidades-sede e recebeu milhares de turistas e visitantes.

Apesar de Mato Grosso atrair turistas para o Pantanal mato-grossense e de Chapada dos Guimarães, a 65 km da capital, independentemente da época do ano, Cuiabá não é considerada rota do turismo e nunca recebeu tantos turistas como na época da Copa.

Isso também foi motivo de preocupação, inclusive do governo federal. Para suprir o déficit de mais de 8 mil leitos da rede hoteleira, se investiu na hospedagem alternativa. Os cuiabanos tiveram de acomodar torcedores em suas casas e alugar imóveis por temporada. Alguns torcedores mochileiros ficaram em barracas em diversas áreas de camping no entorno da cidade.

Escolhida em detrimento de outras cidades, incluindo a vizinha Campo Grande (MS), Cuiabá teve de provar que tinha condições de sediar o mundial. O desafio foi construir em um curto período de tempo uma grande quantidade de obras de mobilidade urbana.

Foi dado início a 56 projetos, avaliados em mais de R$ 2,3 bilhões, e ao longo dos quatro anos que antecederam a Copa o trânsito da cidade se tornou caótico com viadutos, trincheiras, tapumes e desvios em diversos pontos da cidade.

Assim como o transporte coletivo, a hospedagem dos turistas não gerou reclamações por parte dos torcedores que desembarcaram em Cuiabá para ver os jogos.

Apesar de ter começado a se preparar para o evento mundial três anos antes dele, cinco anos após sua realização a capital mato-grossense tem sua estrutura urbana comprometida pelos atrasos, os quais acometeram a execução de todas as obras lançadas para preparar a cidade. Além dos atrasos da execução em si dos projetos, o pacote de intervenções ficou seriamente prejudicado pelos atrasos ocorridos por problemas técnicos, burocráticos ou judiciais em relação aos projetos.

No quesito mobilidade urbana, as obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) não têm previsão para serem retomadas. Dos 22 km de trilhos previstos no projeto, apenas seis foram feitos. Os vagões comprados antes que os trilhos ficassem prontos estão parados. Já foram gastos mais de R$ 1 bilhão.

O Centro Oficial de Treinamento do Pari (COT), em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, que deveria ser um local para treinos dos jogadores, não foi concluído. Dos R$ 30 milhões previstos, R$ 21 milhões já foram gastos. O gramado está destruído, os refletores foram roubados e os vestiários inutilizados.

Outro COT que está inacabado é o da Universidade Federal de Mato Grosso. O espaço também nunca foi usado, desde 2014.

 

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Na Venezuela, Santos empata com Desportivo Tachira

Publicado

Na noite desta quarta-feira (29), o Santos FC empatou em 1 a 1 com o Deportivo Táchira-VEN, no Estádio Pueblo Nuevo, na Venezuela, no primeiro confronto das oitavas de finais da Conmebol Sul-Americana.

Com o empate fora de casa, na partida de volta, no dia 6, na Vila Belmiro, uma vitória simples classifica o Peixe para as quartas de finais.

Já no sábado (2), o Alvinegro volta as atenções para o Campeonato Brasileiro, e enfrenta o Flamengo, na Vila Belmiro, às 19h00.

O jogo
Na primeira volta do ponteiro, o Santos FC já teve sua primeira jogada de ataque criada. Após trama em frente da área, Zanocelo ajeita para Bruno Oliveira, que chuta forte, mas a bola passa por cima do gol.

Aos 19 minutos, outra jogada mais perigosa do time santista. Ângelo avança pela direita, tabela com Bruno Oliveira e arrisca de fora da área, e o goleiro faz a defesa.

Dez minutos depois, a equipe da casa abre o placar, com gol contra de Zanocelo.

Já aos 42 minutos, Camacho acha Zanocelo que bate em cima da marcação, na sobra, Jhojan Julio arrisca, mas o goleiro faz a defesa.

No segundo tempo, aos 13 minutos, Sánchez ganha a bola do adversário e deixa com Bruno Oliveira, que bate por cima do gol.

Após falha da equipe venezuelana no meio campo, Rwan pega sobra, vê o goleiro adianta e arrisca de longe um bonito chute, e a bola passa perto do gol, aos 32 minutos.

O Santos FC buscou o empate até o fim, e aos 42 minutos, encontrou o seu gol na partida. Rwan faz boa jogada pela esquerda, se livra da marcação, e toca para Sánchez de frente para o gol. O uruguaio rola para Angulo, livre, que bate no canto oposto do goleiro para colocar a igualdade no placar e dar números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA
Deportivo Táchira FC 1 x 1 Santos FC
Local: Estádio Pueblo Nuevo, em  San Cristóbal, na Venezuela.
Data: quarta-feira, 29 de junho de 2022
Horário: 21h30
Árbitro: Gery Vargas (BOL)
Assistentes: José Antelo e Edwar Saavedra (BOL)
Cartões Amarelos: Francisco Flores e Marrufo (DTFC); Vinícius Balieiro (SFC)
Gols: Vinícius Zanocelo (contra) aos 29min do primeiro tempo; Ângulo aos 42min do segundo tempo.
Deportivo Táchira: Varela; Camacho, Restrepo, Ariano e Marrufo; Francisco Flores, Garcés (Simisterra), Chacón (Marlon Fernández) e Cova; Robert Hernández (Figueroa) e Uribe (Farías). Técnico: Alexandre Pallarés
Santos FC: João Paulo; Vinícius Balieiro (Auro), Luiz Felipe, Kaiky e Lucas Pires; Camacho (Willian Maranhão), Vinícius Zanocelo (Carlos Sánchez) e Bruno Oliveira; Jhojan Julio (Lucas Braga), Angulo e Ângelo (Rwan). Técnico: Fábian Bustos

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Criciúma e Náutico empatam nos Aflitos

Publicado

O Criciúma somou mais um ponto fora de casa na disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. O Tigre enfrentou o Náutico na noite desta quarta-feira (29/06), no estádio dos Aflitos, no Recife (PE), e empatou em 1 a 1. O gol do confronto válido pela 15ª rodada da competição nacional foi marcado por Léo Costa, no primeiro tempo.
Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Cláudio Tencati soma 20 pontos na tabela de classificação da Série B. Em uma sequência de dois jogos fora de casa, os carvoeiros encaram o Ituano na próxima rodada. A partida ocorre às 16 horas no estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).
O Tigre foi ofensivo desde os primeiros minutos. Logo aos cinco, Fellipe Mateus cobrou falta e o goleiro mandou para o escanteio. Novamente o camisa 10 do Criciúma levou perigo em duas cobranças de falta. Na primeira, ele levantou na área e Rodrigo cabeceou por cima da meta. Na sequência, Lucas Xavier, também de cabeça, quase abriu o placar. A insistência deu certo e aos 31 minutos, Léo Costa marcou de cabeça. Os carvoeiros seguiram no ataque, mas o Náutico empatou com Bruno Bispo. No último minuto do primeiro tempo, o árbitro assinalou a penalidade para os donos da casa e Gustavo defendeu a cobrança de Pedro Vitor.
Na segunda etapa, aos 11 minutos, Lucas Xavier fez boa jogada e bateu perto da meta. Quatro minutos depois, Rodrigo escorou de cabeça e Léo Costa quase faz os eu segundo. Thiago Alagoano arriscou e longe aos 29 minutos, a bola desviou e foi para fora. Nos minutos finais, o Tigre teve boas oportunidades com Hélder, Arilson e Renan Bressan. No último lance, Caio Dantas fez boa jogada, girou e chutou com perigo.
Léo Costa comemora o gol do Tigre nos Aflitos. Foto: Celso da Luz/ Assessoria de imprensa Criciúma E.C.

fonte: https://www.criciuma.com.br/noticias/o-clube/criciuma-e-nautico-empatam-nos-aflitos

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana