conecte-se conosco


Esportes

Com show de Cristiane, o Brasil derrota a Jamaica por 3 a 0

Publicado

Agência Brasil

Cristiane foi o grande nome da seleção brasileira na partida de estreia contra a Jamaica, na Copa do Mundo, realizada no Estádio dos Alpes, em Grenoble, na França. A camisa 11 marcou três gols, além de jogadas de velocidade que confundiram as defensoras jamaicanas. Cristiane poderia ter feito quatro gols, mas perdeu um pênalti ainda no primeiro.

O treinador Vadão, durante entrevista no gramado após o jogo, disse que ficou satisfeito com o desempenho da equipe, reconheceu alguns erros e lamentou alguns gols perdidos. Ele não confirmou a presença de Marta para a próxima partida da seleção contra a Austrália, na quinta-feira (13), às 13h, em Montpellier.

O Jogo

O jogo começou com a seleção brasileira pressionando a defesa da Jamaica, em ações de Tamires, Debinha e Cristiane. Aos seis minutos, em uma jogada pela esquerda, Cristiane cruzou para o gol e surpreendendo a goleira Schneider, com a passando perigosamente pela frente do gol. Logo depois, as jamaicanas vão para o ataque, após um lançamento longo para a atacante Matthews. A goleira Bárbara se antecipa e afasta o perigo.

Aos sete minutos, Debinha recebe um lançamento nas costas da zaga, avança livre e tenta driblar a goleira Schneider, que desvia a bola com a mão.

Com o time recuado, esperando que o Brasil oferecesse o contra-ataque, as jamaicanas, posicionadas na defesa, lutavam por uma bola, mas a pressão das brasileiras impedia os lançamentos para Matthews.

Foi na pressão que Andressa, aos 15 minutos, cruza pela esquerda do ataque brasileiro e encontra Cristiane livre na área, que só teve o trabalho de cabecear no canto esquerdo de Schneider, que nada pôde fazer: Brasil 1 a 0.

Após o gol, o time brasileiro passou a jogar com mais tranquilidade, mas sempre mantendo a marcação alta, em cima da zaga da Jamaica que, a todo momento, se confundia, errando os passes e devolvendo a bola de graça para as brasileiras.

A grande jogada da Jamaica só aconteceu aos 27 minutos do primeiro tempo. Um lançamento para o lado esquerda defensivo do Brasil encontrou Bond-Flasza, que colocou a bola na frente, venceu na corrida a lateral Tamires e, da entrada da área, bateu forte no canto esquerdo alto da goleira Bárbara, que fez uma grande defesa.

Aos 36 minutos, em uma jogada pela direita, Andressa recebe na entrada da área, espera a passagem de Letícia e passa a bola. A lateral recebe, tenta o cruzamento, a bola toca no braço de Swaby. O penalty é marcado, mas Andressa desperdiça chutando fraco no lado direito de Schneider, que defendeu sem dificuldade.

O penalty perdido diminuiu um pouco o ânimo das brasileiras, que recuaram um pouco e passaram a tocar a bola mais no meio de campo à espera de uma brecha na defesa da Jamaica, a fim de enfiar uma bola para Cristiane ou Debinha. O jogo permaneceu assim até que a árbitra apitasse o fim do jogo na primeira fase.

Segundo tempo

O Brasil voltou para o segundo tempo sem nenhuma alteração na equipe. O treinador Vadão manteve o mesmo esquema tático do primeiro tempo, com as jogadoras pressionando a defesa jamaicana. E foi em uma jogada de pressão, aos quatro minutos, que a defensora da Jamaica deu um chute para a frente, a bola sobrou para Formiga. A volante brasileira escorou para Debinha, que cedeu para Andressa. Ela cruza para a pequena, onde Cristiane escora para o gol. A jamaicana Plummer tenta salvar, mas a bola cruza a linha de gol: 2 a 0 para o Brasil.

O segundo gol brasileiro, o segundo de Cristiane no jogo, deu mais tranquilidade para as brasileiras, que passaram a buscar jogadas de contra-ataque pelos lados do campo, com lançamentos longos em profundidade. Em uma dessas jogadas, Cristiane recebeu na entrada da área e, quando tentou o passar pela zagueira da Jamaica, foi derrubada. Na cobrança da falta, aos 17 minutos, a camisa 11 do Brasil fez o seu terceiro gol no jogo.

Logo após o gol, o treinador Vadão substituiu Cristiane, colocando em campo Ludmila. Em seguida, ele tirou também a atacante Bia Zaneratto e colocou Geise. Na Jamaica, o treinador Hue Menzie trocou Mathews por Brown. Pouco tempo depois, ele subsitui Carter por Cameron.

Aos 30 minutos, Vadão fez outra mudança no time brasileiro. Ele trocou Kathellen por Daiane. As substituições mudaram o ritmo do jogo, com as brasileiras tocando a bola no meio de campo, esperando por uma falha na defesa da Jamaica. Aos 33 minutos, após uma cobrança de escanteio, a bola sobra para Thaísa, a camisa 5 chuta forte por cima do gol de Schneider.

O Brasil tem mais uma chance de fazer o quarto gol aos 34 minutos: a zaga da Jamaica falha, Geyse rouba a bola de Plummer, cruza na área, Ludmila chega, mas bate para fora.

Depois deste lance, as brasileiras passaram a segurar a bola, fazendo o tempo passar até a árbitra apitar fim da partida aos 49 minutos.

Liderança do grupo

A vitória do Brasil garane a liderança do grupo C. A seleção soma três pontos e três gols de saldo, ficando à frente da Itália, que venceu a Austrália por 2 a 1, fazendo também três pontos, mas saldo de apenas um gol. Austrália e Jamaica ainda não marcaram pontos.

Ficha técnica do jogo

Árbitro: Riem Hussein (Alemanha).
Assistentes: Kylie Cockburn (Escócia), Mihaela Tepusa (Romênia) e Kateryna Monzul (Ucrânia).
Cartões amarelos: Plummer (Jamaica), Formiga e Daiane (Brasil).

Time do Brasil:: Bárbara, Leticia Santos, Kathellen (Daiane), Mônica e Tamires; Thaisa, Formiga e Andressa Alves; Debinha, Bia Zaneratto (Geyse) e Cristiane (Ludmila).
Treinador: Vadão.

Time da Jamaica: Sydney Schneider, Bond-Flasza, Plummer, Allyson Swaby e Blackwood; Matthews (Brown), Solaun e Chantelle Swaby; Sweatman, Carter (Cameron) e Shaw.
Treinador: Hue Menzies.

 

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Timão treina de olho no duelo diante do Fluminense

Publicado

Na manhã desta quinta-feira (30), no CT Dr. Joaquim Grava, o Corinthians deu sequência na preparação para o próximo compromisso válido pelo Campeonato Brasileiro. No sábado (02/07), às 16h30, no Maracanã, o Timão visita o Fluminense pela 15ª rodada da competição.

Os atletas realizaram o aquecimento no Campo 1 e, em seguida, participaram de um trabalho de posse de bola em espaço reduzido sob as orientações do técnico Vítor Pereira. Depois, todos foram ao Campo 2 para uma atividade de enfrentamento e, por fim, os jogadores praticaram cruzamentos e finalizações.


Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

A novidade do dia foi a chegada do atacante Yuri Alberto. Ele teve o primeiro contato com os novos companheiros e realizou testes físicos no Lab R9. Mais tarde, no Universo SCCP, você confere uma entrevista exclusiva do novo reforço do Timão.

Amanhã (1º/07), novamente pela manhã, o elenco corinthiano fará o último treinamento preparatório para o duelo diante do Fluminense. À tarde, a delegação embarca para o Rio de Janeiro.

fonte: https://www.corinthians.com.br/noticias/futebol-masculino-timao-treina-de-olho-no-duelo-diante-do-fluminense

COMENTE ABAIXO:

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

América mineiro faz 3 x 0 no Botafogo

Publicado

América-MG saiu na frente nas oitavas de final da Copa Intelbras do Brasil. O Coelho fez 3 a 0 no Botafogo, nesta quinta-feira (30), na partida de ida. Wellington Paulista, Danilo Avelar e Alê assinalaram para os mineiros, em duelo disputado no Independência, em Belo Horizonte.

O enfrentamento da volta está marcado para o dia 14 de julho, no Rio de Janeiro, com mando do Bota. O América-MG pode ser superado por até dois gols de diferença que se garante nas quartas de final. Já o Glorioso precisa igualar o saldo para levar às penalidades ou vencer por quatro ou mais gols de vantagem para virar o confronto.

+Confira a tabela completa das oitavas de final!

O jogo

A partida entre mineiros e cariocas começou intensa. Logo aos cinco minutos, Patric arrancou pela direita, levantou na medida para Wellington Paulista, que cabeceou para as redes e abriu o placar. O Bota quase empatou aos 20 minutos. Após contragolpe, Daniel Borges serviu Matheus Nascimento, que de carrinho, acertou a trave.

O Glorioso chegou mais uma vez com perigo aos 22: Matheus Nascimento acertou o poste novamente em bela jogada individual. No entanto, aos 34, Patric bateu escanteio na área, Avelar subiu mais alto que todos e ampliou para o Coelho. Os mineiros quase fizeram o terceiro, mas Alê parou em Gatito cara a cara, aos 42 minutos.

Após as conversas nos vestiários, o América não diminuiu o seu ímpeto ofensivo. Aos cinco, Wellington Paulista desviou uma bola cruzada na área e Lucas Kal por pouco não aumentou. Até que aos 13 minutos, em contra-ataque, Alê recebeu na área, bateu firme e fez o terceiro.

Com a vantagem, o Coelho buscou administrar mais o ritmo da partida. O Bota, por sua vez, teve sua melhor chance aos 28: Diego Gonçalves driblou Juninho e cruzou para Jeffinho. O atacante chutou, mas a finalização foi por cima. Com isso, o marcador de 3 a 0 prevaleceu.

fonte: https://www.cbf.com.br/futebol-brasileiro/competicoes/copa-brasil-masculino/2022/99

COMENTE ABAIXO:

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana