conecte-se conosco


Policial

Corpo de homem desaparecido na zona rural de Pontes e Lacerda é localizado enterrado em córrego

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Pontes e Lacerda, na região oeste do estado, localizou em um córrego, na zona rural do município, o corpo de um homem que estava desaparecido desde a primeira quinzena de março.

A Delegacia de Pontes e Lacerda abriu uma investigação para apurar as circunstâncias do desaparecimento da vítima, identificada por familiares como Reinaldo Tomaz de Aquino, 43 anos.

Familiares procuraram a Polícia Civil no dia 14 de março informando que a vítima foi vista pela última vez no dia 7 de março, em uma fazenda nas proximidades da Vila Triunfo, na zona rural do município.

Residentes da localidade informaram que dois dias após a data em que foi visto pela última vez, a casa onde ele ficava, na área da fazenda, foi incendiada. Nos escombros não foi encontrado nenhum sinal de que ele estivesse na casa durante o incêndio, conforme informaram funcionários da propriedade.

A partir das informações registradas, a equipe da delegacia de Pontes e Lacerda realizou diversas diligências e apurou se tratar de um homicídio doloso. Nesta terça-feira (06.04) o corpo da vítima foi localizado, já em estado de decomposição enterrado na margem do córrego, a aproximadamente 120 quilômetros da cidade.

Peritos da Politec estiveram no local, junto com a equipe da Polícia Civil, e recolheram os restos mortais que passarão por exames de confronto genético para confirmação da identidade.

Conforme análise preliminar, o corpo apresentava marcas de perfuração de arma cortante.

O delegado Marlon Luz, que acompanhou a remoção do corpo, informou que a Polícia Civil já tem a identificação do suspeito do crime, que está foragido. A delegacia instaurou inquérito para esclarecimento do crime. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Mais de 200 baterias furtadas de estações de telefonias são recuperadas pela Polícia Civil em depósito, na Capital

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (DERF) recuperou na nesta terça-feira (13.04), 226 baterias estacionárias que foram furtadas de estações repetidoras de telefonia das empresas OI, Vivo, TIM e Claro. O material recuperado está avaliado em aproximadamente R$ 250 mil.

Conforme apuração da equipe da DERF Cuiabá, as baterias foram furtadas em diversos municípios do interior do estado e na região metropolitana de Cuiabá e foram localizadas em uma distribuidora de baterias localizadas na Capital.

O gerente de depósito foi preso em flagrante pelo crime de receptação qualificada e após procedimentos policiais na delegacia, foi encaminhado para audiência de custódia.

As baterias foram devidamente reconhecidas e devolvidas às empresas de telefonia. As investigações da DERF continuam para identificação dos autores dos furtos e pretensos receptadores.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende integrante de associação criminosa e recupera carga de soja avaliada em R$ 300 mil

Publicado


Camila Molina/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), prendeu em flagrante nesta terça-feira (13.04), mais um integrante de associação criminosa envolvida em desvios de cargas no estado de Mato Grosso.

A ação resultou na recuperação de uma carga de aproximadamente 85 toneladas de soja desviada avaliada em R$ 300 mil, além da apreensão de um trator, uma motocicleta e uma caminhonete de origem ilícita. 

As diligências iniciaram na segunda-feira (12) após os policiais da GCCO receberem informações anônimas sobre um caminhão com uma carga de soja em posto de combustível em Rondonópolis e que seria levado para o Distrito Industrial do município, para tratativa do destino do carregamento.

Com base nas informações, os policiais da GCCO  passaram a monitorar a movimentação no posto de combustível, ocasião em que viram alguns suspeitos chegando ao estabelecimento em duas caminhonetes e em um veículo Jeep Renegade.

Em determinado momento, um dos suspeitos entrou no caminhão e seguiu até o local indicado entrando com a carreta em um barracão. Os investigadores mantiveram vigilância do local e na manhã desta terça-feira (13) decidiram entrar no galpão, onde encontraram a carga de soja no chão (forma característica de desvio de carga), além uma pá carregadeira e outros objetos.

Questionado, o suspeito que estava no local disse que faz negócio com dois suspeitos (pai e filho) que têm a função de mandar a carga desviada para ele, e ainda mencionou uma terceira pessoa que seria responsável pela nota fiscal.

No escritório do suspeito, os policiais encontraram uma pistola .40 com dois carregadores, um com oito e outro com seis munições. No interior da caminhonete, foi apreendida uma maleta com mais dois carregadores de pistolas .380, com 17 munições.

No local, foram encontrados mais três suspeitos, entre eles, o responsável por descarregar os caminhões de soja, e outras duas que disseram estar no local para ver uma máquina de soja. Segundo o responsável pelo barracão, a carga avaliada em torno de R$ 300 mil foi comprada por R$ 160 mil e seria negociada.

Diante das evidências, o responsável pelo barracão e pela carga foi conduzido à Derf Rondonópolis, onde após ser interrogado pelo delegado João Paulo Praisner, foi autuado em flagrante por receptação, posse ilegal de arma de fogo e organização criminosa.

O inquérito policial será encaminhado para GCCO que dará continuidade às investigações com objetivo de desarticular a associação criminosa.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana