conecte-se conosco


Policial

Estelionatário é preso com produtos comprados pela internet utilizando cartões de diversas vítimas

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) prendeu no início da tarde desta quarta-feira (20.01) um jovem de 24 anos, autuado em flagrante pelo crime de receptação.

A ação resultou na recuperação de diversos objetos produtos de crimes, como ferramentas, equipamentos veiculares como faróis, alto-falantes, impressora, bebidas alcoólicas, televisores, aparelhos celulares de diferentes marcas, playstation, parafusadeira, máquina para corte de cabelo, relógios, parafusos de rodas, entre outros materiais, além da apreensão de mais de R$ 5,1 mil em dinheiro.

As diligências iniciaram logo após uma vítima procurar a Derf-Rondonópolis relatando que o seu cartão de crédito havia sido utilizado por uma pessoa que ele não conhecia e fez compras em lojas da cidade, entre elas uma de eletrdomésticos de rede nacional.

A vítima apresentou uma nota fiscal em que constava o local onde os produtos foram entregues, uma residência no bairro São Sebastião 2, e que uma mulher havia assinado o recibo da compra.

De posse das informações, os policiais civis foram até o endereço mencionado, onde a mulher informou que seu filho havia realizado a compra. Em seguida, a equipe se deslocou até a casa do rapaz, no bairro Belo Panorama.

No local, os investigadores da Derf encontraram diversos produtos comprados pela internet, em nome de diferentes pessoas, todas vítimas de estelionato. Na casa também foram apreendidos os R$ 5,1 mil.

Questionado sobre os produtos, o suspeito assumiu o crime, revelando em detalhes como agia nas compras pela internet e como tinha acesso aos números dos cartões, senhas e documentos das vítimas.

Diante dos fatos, o jovem foi encaminhado à delegacia, junto com todo material apreendido. Ele foi interrogado e autuado em flagrante pelo crime de estelionato. Após a confecção dos autos, o rapaz foi colocado à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Operação de combate à receptação de celulares prende 14 pessoas com aparelhos de origem ilícita

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Quatorze pessoas foram presas em flagrante durante operação da Polícia Civil deflagrada na sexta-feira (26.02) pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG),com objetivo de combater o crime de receptação de aparelhos celulares de origem ilícita,

A operação “Receptador” foi finalizada nesta segunda-feira (01.03), com o cumprimento a 14 mandados de busca e apreensão domiciliar que resultaram na recuperação de 14 aparelhos celulares de diferentes marcas e modelos, todos de origem ilícita.

As ordens judiciais foram decretadas com base em investigações da Derf-VG que conseguiram identificar pessoas envolvidas com a receptação de celulares produtos de roubo/furto cometidos entre os meses de novembro de 2020 e janeiro de 2021.

Segundo a delegada titular da Derf-VG, Elaine Fernandes da Silva, o trabalho operacional mostra a intensificação das diligências investigativas para combater o crime de receptação, responsável por fomentar os índices de roubo e furtos ocorridos na região metropolitana.

“O receptador é um criminoso covarde que financia a violência e por isso precisa ser fortemente combatido. O foco da operação é tentar minimizar o prejuízo das vítimas, que geralmente são abordadas a caminho do trabalho e tem o seu bem subtraído. Em muitos casos as vítimas ainda estão pagando as parcelas do aparelho que não poderão utilizar, ficando somente com o prejuízo”, disse.

Crime e pena

O crime de receptação está previsto no artigo 180 do Código Penal Brasileiro (adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte. Pena de reclusão de 1 a 4 anos, e multa).

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil encontra corpos de bebês gêmeos enterrados em casa na Capital

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), atendeu na tarde desta segunda-feira (01.03), em que dois fetos foram encontrados enterrados no fundo de uma residência no bairro Novo Tempo, em Cuiabá.

As diligências iniciaram após os policiais da Deddica serem acionados pela equipe do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) de denúncia realizada via 197, sobre uma mulher grávida de gêmeos que teria enterrado os fetos nos fundos de casa, após fazer um aborto.

No endereço informado, os policiais encontraram a jovem, de 21 anos, que revelou que estava com cinco meses de gestação gemelar, quando entrou em trabalho de parto durante a madrugada de quinta-feira (25) e os bebes do sexo masculino nasceram sem vida (natimorto).

Sem saber o que fazer com os fetos, a jovem foi orientada pela mãe a enterrar os bebês no quintal de casa. Ela apresentou documento comprovando que estava fazendo os exames de pré-natal. O pai dos bebês não mora com a mãe das crianças.

Diante da veracidade dos fatos, os policiais da Deddica acionaram a equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção (DHPP) para as providências cabíveis.

O procedimento também será encaminhado para Deddica para verificação de possível situação de maus tratos ou outro crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana