conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo lança programa de fomento a hortas nas escolas

Publicado

A Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), em parceria com a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), lançou o Pró-Hortas Escolares, projeto que visa fortalecer as hortas dentro das unidades escolares para dar mais segurança à alimentação dos alunos, gerar economia às unidades, além de utilizar o espaço para fins pedagógicos. O Pró-Hortas Escolares foi lançado nesta terça-feira (03.07), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.

O projeto vai funcionar, incialmente, em 42 escolas de 20 municípios, mas a expectativa é que ele atinja as 145 escolas do campo, incluindo escolas indígenas e quilombolas.

Seduc e Seaf investiram, juntas, aproximadamente R$ 170 mil na compra de equipamentos e insumos, ferramentas, sombrite, assistência técnica e acompanhamento pedagógico para auxiliar no cuidado com as plantações. O projeto ainda conta com o apoio da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer).

O projeto atenderá os municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Acorizal, Jangada, Chapada dos Guimarães, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço, Nobres, Rosário Oeste, Poxoréu, Primavera do Leste, Mirassol do Oeste, Tangará da Serra, Alto Paraguai, Porto dos Gaúchos, Água Boa, Sinop e Rondonópolis.

De acordo com o governador Pedro Taques, o projeto, que faz parte do Plano de Governo, visa desenvolver metodologias integradoras voltadas às boas práticas para o desenvolvimento da produção sustentável e aos saberes idealizados para a formação continuada do ser humano.

“Esse projeto para nós é tão importante quanto os 2,5 mil novos quilômetros de estradas. É tão importante quanto as 70 mil pessoas que saíram da escuridão na Caravana da Transformação, porque vamos ouvir e ensinar algo para que nossas crianças possam se transformar e transformar o seu futuro”, disse.

Conforme o governador, os professores darão as aulas teóricas dentro das salas de aula e lições práticas na horta pedagógica. “O objetivo é tornar as unidades autossustentáveis na produção de hortaliças e verduras, além de fazer com que o espaço seja uma extensão das salas de aula. Envolver todos os educadores, desde o de matemática, que utilizará para calcular as áreas plantio, até o professor de química, física, história, e assim por diante. A ideia é transformar o conhecimento empírico desses alunos, que já têm um contato muito grande com a natureza em um conhecimento técnico cientifico”.

O secretário adjunto executivo da Seduc, Nelson Corrêa Viana, afirmou que o projeto também irá auxiliar as finanças das escolas, que ao invés de comprar o hortifrúti para a merenda, poderá utilizar os produtos gerados nas suas hortas.

A EE José Rodrigues de Guedes em Rondonópolis (218 km a sul de Cuiabá) é uma das unidades que contam com o projeto piloto. Com dedicação, alunos e professores utilizam a horta para suprir as necessidades da merenda, além de aprender e ensinar.

De acordo com a diretora da unidade, Cristiane Rojas, a horta é muito mais do que um espaço da escola, ela é um local de convivência e união da comunidade. “O que é para a escola, é também para a comunidade. Aqui é o mundo deles, a vida deles, e a horta não é diferente. Muitos têm a horta em casa, conhecem e sabem de algumas coisas, mas aqui com os colegas e professores, essa interação é muito mais atrativa”.

A professora Sirlei Rodrigues Lopes, que há 15 anos leciona português na escola, conta que a horta une alunos de diversas gerações e deixa lições muito maiores do que se imagina. “Tenho um aluno do 3º ano que trouxe pés de abacaxis para plantar aqui. Ele não vai ver esse pé dar fruto, mas quis se tornar um influenciador. Um exemplo e deixar um legado. Aqui aprendemos a compartilhar o que há de melhor: o amor.”

Segundo a professora, o projeto cumpre muito mais do que uma necessidade básica da escola e já era clamado pela comunidade local há muito tempo. “É muito bom ver as crianças com as mãos na massa e trabalhando pelo bem da escola. São alunos que moram na comunidade rural, que tem um contato diferenciado com natureza, eles pedem por isso, então essa horta vem para somar”.

O quarteto formado por Mirela Martins, Marcela Ribeiro, Yasmin da Silva e Ane Gabriele, todas com 9 anos, fala com carinho de tudo o que é plantado e colhido no local. Elas ajudaram a ‘decorar’ o espaço com cds, que na realidade servem para espantar alguns passarinhos.

“Tem cebolinha, agrião, tomate, couve, alface, ah eu gosto de tudo mesmo, não sei escolher do que gosto mais”, afirmou Mirela.

O projeto faz parte do Pró-Escolas, maior programa de investimentos da educação de Mato Grosso. O programa prevê uma série de projetos e medidas para a redução da evasão escolar e melhoria dos indicadores de ensino no Estado. Até 2018, serão investidos mais de 360 milhões em construções, manutenção e melhorias na infraestrutura das unidades escolares.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Menina desabafa com médicos e revela estupros do pai em MT

Publicado

por

Uma adolescente de 13 anos está acusando o próprio pai de estupro. A denúncia foi feita após ela desabafar com uma equipe médica durante consulta realizada na manhã de quarta-feira (13), em Cáceres (230 quilômetros de Cuiabá). 

Segundo informações, a mãe levou a filha para uma consulta no Posto Saúde da Família na zona rural de Cáceres depois que ela começou apresentar um comportamento diferente. 

Segundo a genitora, a menina estava triste e chorando bastante.

Durante o atendimento, a menor acabou confessando ao médico que vinha sofrendo crimes sexuais cometidos pelo pai. Ela relatou que os abusos ocorriam quando a mãe ainda era casada com ele.

O agressor dizia que a filha era bonita e que desejava ter relação sexual com ela. em um dos casos, tocou sua genitália e seu corpo, praticando o crime sexual. 

Diante dos fatos, Polícia Militar foi acionada até o posto e encaminhou a vítima e a mãe até a delegacia junto com uma equipe do Conselho Tutelar, que vai acompanha o caso junto a Polícia Civil.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Traficantes são assassinados em residência em MT

Publicado

por

Um casal de traficante, de 23 e 24 anos, foi encontrado morto em uma residência no bairro Ribeirão Bonito, na cidade de Ribeirão Cascalheira ( a 734 km de Cuiabá). O caso aconteceu na quarta-feira (13).

Reprod

casal

As vítimas foram identificadas como Karina Fernandes Andrade e Alex Messias da Silva. Conforme o boletim de ocorrência, os agentes da Polícia Militar foram  informados de que no local havia ocorrido um duplo homicídio.

Ao chegarem no local, os agentes encontraram o casal já sem vida. Não foi informado a forma como as foram assassinadas. Ambos têm passagens criminais por tráfico de drogas.

Na casa foram encontradas dois tabletes de maconha, um de pasta base de cocaína além de um simulacro de arma de fogo. Uma equipe médica foi até o local e constatou o óbito das vítimas.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia. Nenhum suspeito de ter cometido o crime foi localizado até o momento e o caso está sendo investigado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana