conecte-se conosco


Sorriso

Jovem de 18 anos morre ao colidir motocicleta em micro-ônibus

Publicado

NortãoNotícias

Brendo Mendes Soares, 18 anos, morreu após bater, com sua motocicleta, na lateral de um micro-ônibus, na noite desta quarta-feira (19). Segundo o motorista do micro-ônibus, que não quis ser identificado, Brendo seguia com sua motocicleta pela Marechal Cândido Rondon, supostamente em alta velocidade, invadiu a Lupicínio Rodrigues e atingiu a lateral do veículo.

Com o impacto, o jovem sofreu múltiplas fraturas e já estava sem sinais vitais quando os bombeiros chegaram para o resgate. Mesmo assim, os bombeiros tentaram reanima-lo a caminho do HRS (Hospital Regional de Sorriso) para onde ele foi levado. Porém, Brendo não resistiu e veio a óbito.

Familiares de Brendo informaram que o garoto havia acabado de sair da escola quando o acidente ocorreu.

Fonte: portal Sorriso

Comentários Facebook
publicidade

Sorriso

Lafin e Bicego são empossados para 2º mandato em Sorriso; Damiani eleito presidente da câmara

Publicado

por

Ari Lafin e Gerson Bicego foram empossados, há pouco, para o segundo mandato à frente do executivo municipal. A cerimônia ocorreu de forma online, com transmissão pela internet, sem presença de público em razão da pandemia de coronavírus.

“A dedicação e a responsabilidade aumentam ainda mais. Uma reeleição expressiva. Agora, é trabalhar da mesma forma que trabalhamos. Com experiência maior, poderemos trazer resultados ainda melhores”, comentou Ari Lafin.

“Dizer que estamos preparados para muito mais trabalho e geração de empregos. É isso que queremos. Acordar cedo e dormir tarde. Fazer a diferença em uma cidade que tanto tem se doado em prol do crescimento”, complementou o vice, Gerson Bicego.

Também foram empossados os vereadores eleitos para a próxima legislatura. Durante a cerimônia, ainda ocorreu a eleição para definição da mesa diretora que comandará os trabalhos do legislativo no próximo biênio (2021/2022). O vereador mais votado nas eleições 2020, Leandro Damiani (PSDB), será presidente. “Logo depois das eleições começamos a tratar disso. Pegamos vereadores novos e mesclamos. Quem foi à reeleição e ganhou, concordou. Ficou uma mesa com vereadores novos e reeleitos”, destacou Damiani.

Eleitos que foram empossados hoje:

Damiani na TV – PSDB – 3.340 votos
Iago Mella – Podemos – 2.107 votos
Diogo Kriguer  – PSDB – 1.734 votos
Acacio Ambrosini – Patriotas – 1.497 votos
Mauricio Gomes – PSB – 1.090 votos
Celso Kozak – PSDB – 943 votos
Wanderley Paulo – PP – 903 votos
Marlon Zanella – MDB- 802 votos
Jane Delalibera – PL – 770 votos
Zé da Pantanal – MDB- 754 votos
Rodrigo Machado – PSDB –  594 votos

Comentários Facebook
Continue lendo

Sorriso

TCE suspeita de direcionamento e anula licitação para compra de uniformes em MT

Publicado

por

O conselheiro substituto do Tribunal de Contas, Moises Maciel, determinou a suspensão do Pregão Presencial n.º 081/2020 da prefeitura de Sorriso, por conta de supostas irregularidades no certame, que visava futura aquisição de uniformes, para campanhas, projetos, eventos de conscientização para atender às necessidades das secretarias municipais. O valor do certame é de R$ 222.178,50.

Representação formulada pela Secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas aponta na manifestação técnica que o valor estimado do Pregão Presencial n.º 081/2020 é de R$ 222.178,50, dividido em três atas.

A equipe técnica da Secex informa que a documentação exigida para participar das licitações limita-se à habilitação jurídica, à qualificação técnica, à qualificação econômico-financeira, à regularidade fiscal e trabalhista e declaração de que não emprega menores nas condições vedadas pela Constituição Federal.

“A equipe de auditoria constata que a Prefeitura, ao julgar a impugnação feita pela empresa Leide Indústria e Comércio de Confecções Eireli, se posicionou pela manutenção da exigência das amostras. Em que pese a menção do edital à entrega de amostras associado às propostas de preços, não houve referência a elas nas atas de credenciamento e de julgamento, conforme exposto e apresentado pela equipe técnica em seu Anexo”.

Além da exigência de documentação diversa ao requerido na habilitaçãona licitação, a SECEX não vislumbrar aparência de vantajosidade para a Administração Pública nocertame combatido, alegando possível existência de restrição na participação do certame oriundo da exigência de amostras na fase de propostas de preços, é o valor julgado, que fora o mesmo previsto pela prefeitura. Deste modo, a SECEX alega ser necessário uma análise detalhada em relação à evolução do mapa de cada item, para verificar possível existência de conluio entre osparticipantes, assim como uma eventual ligação ou fraude entre as empresas vencedoras.

Em seu relatório, o conselheiro apontou que exigir amostra do objeto a ser licitado em fase de habilitação, não só contrapõe ao dever da Administração de observar os princípios da isonomia e o da livre concorrência, impondo cláusulas ou condições que podem estabelecer preferências irrelevantes ao objeto do contrato, restringindo a competitividade do certame, o que representa vedação legal. De igual modo, observou que a Pregão Presencial n.º 081/2020 encontra-se pronto para homologação e assinatura das atas com os vencedores. “Não vislumbro o risco da existência de periculum in mora reverso pelo fato de que a suspensão do presente processo licitatório não causará consequências administrativas ou judiciais gravosas, pelo contrário, apenas trará mais segurança jurídica e menor consequência a todos os envolvidos. Isto posto, determino a suspensão do Pregão Presencial. Isto posto, determino a suspensão do Pregão Presencial n.º 081/2020”, diz trecho.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana