conecte-se conosco


Aripuanã

Mandados de prisão preventiva, busca e apreensão e medidas cautelares foram cumpridos pela Polícia Civil De Aripuanã

Publicado

Mandados de prisão preventiva, busca e apreensão e medidas cautelares foram cumpridos pela Polícia Civil, na quinta-feira (02.06), em Aripuanã (1.002 km a noroeste de Cuiabá), após investigação para apurar suposto crime contra a administração pública do município.

A ação foi deflagrada pelos policiais civis de Aripuanã integrados com as equipes das Delegacia de Colniza, Cotriguaçu, Juruena e Alta Floresta, que deram apoio nas diligências para cumprimentos das ordens judiciais.

Um dos investigados (empresário e proprietário da máquina) teve a prisão preventiva cumprida. Já as buscas tinham como alvo a Secretaria Municipal de Infraestrutura de Aripuanã, e a sede de uma empresa privada situada em Alta Floresta, que está ligada ao esquema.

Foram apreendidos dois tratores com indício de adulteração no horímetro, documentos, celulares, computadores, maquinários, entre outros objetos. Além do afastamento do coordenador de Controle e Gestão da Secretaria de Infraestrutura de Aripuanã, como medida cautelar.

Além da prisão e das buscas e apreensões, o delegado de Polícia representou por outras medidas cautelares, que o Ministério Público opinou favoravelmente.

As investigações iniciaram através de uma denúncia anônima, relatando que ocorreria fraudes por meio de tratores que prestam serviço para a Prefeitura de Aripuanã.

Diante das informações foram feitas verificações preliminares e constatado que um dos tratores utilizados em obras públicas possuía uma adulteração no horímetro (aparelho que indica a quantidade acumulada de tempo de funcionamento de uma máquina).

Conforme o delegado Flávio Leonardo Santana Silva, os indícios indicam que o equipamento permanecia ligado enquanto a máquina estava desligada, possibilitando apresentar uma quantidade de horas maior do que foi realizada pela máquina.

Então não havia consumo de combustível equivalente às horas apresentadas, já que o trator permanecia desligado com o horímetro ligado. Essa sobra de combustível permitia a realização de um novo esquema fraudulento, por meio de desvio.

Para mais informações, acesse o site oficial da PJC MT.

Policia Civil, há 180 anos protegendo vidas e investigando crimes.

Comentários Facebook
publicidade

Aripuanã

Polícia civil desmantela esquema montado por secretário em Aripuana

Publicado

por

A Polícia Civil conduziu uma investigação com vistas a apurar suposto crime contra a Administração Pública municipal da cidade de Aripuanã. A notícia surgiu por meio de uma denúncia anônima, que trouxe a informação de que estaria ocorrendo fraudes por meio de máquinas (tratores) que prestam serviço para a prefeitura.

O Delegado Flávio Leonardo Santana Silva determinou a verificação preliminar das informações e constatou que um dos tratores utilizados em obras públicas possuía uma adulteração no horimetro (aparelho que indica a quantidade acumulada de tempo de funcionamento de uma máquina). Os elementos informativos indicam que o horimetro permanecia ligado enquanto a máquina estava desligada, possibilitando apresentar uma quantidade de horas maior do que foi realizada pela máquina.

Além disso, não havia consumo de combustível equivalente às horas apresentadas, já que o trator permanecia desligado com o horímetro ligado. Essa sobra de combustível permitia a realização de um novo esquema fraudulento, qual seja, o seu desvio. Máquinas desse porte, consomem uma quantidade altíssima de óleo diesel, que varia entre 22 a 28 litros por hora trabalhada. Ao que tudo indica, o prejuízo aos cofres públicos foi enorme.

Assim, de forma resumida, as condutas criminosas apuradas seriam a fraude no horímetro, permitindo apresentar uma quantidade de horas superior as que realmente teriam sido trabalhadas. Além disso, o combustível que sobrava seria, em tese, desviado.

Esse esquema seria realizado com a participação de alguns agentes públicos, incluindo o atual e o ex-secretário de infraestrutura da cidade. Havia a participação do dono do maquinário e de pessoas que auxiliavam, entre outras coisas, no preenchimento das planilhas de horas e no desvio de combustível.

A Polícia Civil de Aripuanã, com apoio das unidades de Colniza, Cotriguaçu, Juruena e Alta Floresta, deu cumprimento a diversos mandados de busca e apreensão, incluindo a Secretária de Infraestrutura da cidade de Aripuanã e a sede da empresa ligada ao esquema, localizada em Alta Floresta. Também foi realizada a prisão preventiva de um dos suspeitos.

Além da prisão e das buscas e apreensões, o delegado de Polícia representou por outras medidas cautelares, as quais o Ministério Público opinou favoravelmente, inclusive acrescentando outras em seu parecer.

A ação desencadeada nesta quinta-feira, 02 de junho teve como resultado a prisão preventiva do empresário (proprietário da máquina), a localização e apreensão de dois tratores com indício de adulteração no horimetro, busca e apreensão de documentos, celulares, computadores, maquinários, entre outros objetos e o afastamento do atual secretário de infraestrutura.

Comentários Facebook
Continue lendo

Aripuanã

Vereadores de Aripuanã vão a Cuiabá em busca de recursos para o município

Publicado

por

*Vereadores pedem na Assembleia Legislativa instalação de torre de telefone no distrito da Conselvan em Aripuanã*

 

Em visita a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) nesta quarta-feira (16) os vereadores Érika da Conselvan (UB), Caixeta (PP), Sineia da Galáxia (Republicano) e Professor Luciano (UB) conseguiram o auxílio do deputado Paulo Araújo (PP) e Dilmar Dal Bosco (UB) para um projeto que prevê a colocação de uma torre de telefone no distrito de Conselvan, no município de Aripuanã. O pedido, segundo os parlamentares, é um ‘clamor’ dos moradores da região que tem muitos problemas de conexão com a internet e não conseguem fazer ligação.

Em entrevista, a parlamentar Érika destacou que é muito importante tanto para ela como para outros residentes do distrito que se tenha uma torre de telefonia no local. Já que a cada tempo que passa a região cresce mais e atrai mais pessoas para morarem, além das que estão ali há muitos anos.

 

“Conselvan á maior do que 40 municípios do estado de Mato Grosso e o hoje nós temos aproximadamente 10 mil pessoas e não temos uma torre de telefonia. Então estamos correndo atrás, eu juntamente com o vereador Luciano, deputado Paulo Araújo e Dilmar. Vamos fazer de tudo para que esse projeto seja levado para lá”, relata.

 

Para a componente do partido União Brasil, há uma dificuldade gigante da população do Distrito em se comunicar, já que sem operadora de telefonia, as pessoas só conseguem fazer ligações por meio do aplicativo WhatsApp, que não funciona sem wi-fi ou dados móveis.

 

“Nós temos que trabalhar em prol da população. O nosso objetivo é de levar essa torre para conselvan e acredito que aqui nesse trabalho em conjunto vamos conseguir chegar ao objetivo final. Vamos batalhar muito por isso”, completa.

Paulo Araújo, que é um dos parlamentares que recebeu oficialmente o pedido dos vereadores, junto com Dilmar Dal Bosco, parabenizou os colegas políticos pela ação de tentar mudar a vida das pessoas deste distrito de Aripuanã. Mesmo dizendo ser um pedido difícil de ‘conceder’, o Progressista foi bem otimista.

 

“Estamos recebendo a demanda. Podem contar conosco para a construção deste projeto para o coletivo e ajudaremos assim como pudermos”, completa.

 

Recapeamento em Aripuanã – Outro pedido levado aos parlamentares pelos vereadores é sobre o recapeamento de grande parte do asfalto do município, que hoje já é considerado ruim. A parlamentar Sineia da Galáxia destacou que ela os demais colegas conseguiram uma emenda de aproximadamente quase R$ 4 milhões para as ruas serem ‘consertadas’. O valor total da obra seria de cerca de R$ 7 milhões.

No entanto, após a apresentação de um projeto na Câmara Municipal da cidade, a empresa contratada teve o contrato prorrogado e será responsável por recapear 46 quilômetros de asfalto com o custo de um pouco mais de R$ 11 milhões. O restante do valor será arcado pela prefeitura.

 

A vereadora diz que esse novo ‘chão’ será muito importante para o desenvolvimento da cidade.

 

“A nossa cidade tem um grande potencial, a gente está vendo o desenvolvimento cada dia mais. Essa gestão veio para fazer diferença, estamos empenhados em ver a cidade se empenhar e evoluir. Novas empresas, novos caminhos e novas perspectivas para o município”, finaliza.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana