conecte-se conosco


Entretenimento

Mendoza: conheça paraíso do enoturismo na Argentina

Publicado

source
Mendoza: conheça paraíso do enoturismo na Argentina
Redação EdiCase

Mendoza: conheça paraíso do enoturismo na Argentina

Cultura, história, vinhos, hospedagens, paisagens surpreendentes e melhor época para visitar

Localizada aos pés dos Andes, Mendoza é a capital da província homônima e a capital do vinho da Argentina. É muito comum que, ao visitar Córdoba, o turista também visite Mendoza e vice-versa, já que, para as dimensões do país, as duas cidades estão próximas – cerca de 650 km de distância.

Melhor época para visitar

O verão é ideal para conhecer Mendoza, por ser o período da colheita das uvas. A região de Mendoza tem poucas chuvas, muitos dias de sol e grande amplitude térmica. Já o norte do país tem um clima que vai do subtropical ao semiárido.

Como chegar

As companhias aéreas Latam, Gol e Aerolíneas Argentinas operam voos para Buenos Aires partindo de diversas cidades brasileiras, incluindo várias rotas diretas. Para se deslocar por longas distâncias dentro do país, o ideal é optar pelo transporte aéreo com as companhias locais. Para trajetos mais curtos, vá de ônibus ou alugue um carro.

> Canela: conheça um dos melhores destinos na região da Serra Gaúcha

História de Mendoza

A história de Mendoza começa bem antes da chegada dos colonizadores espanhóis, com os huarpes, povo indígena que já habitava essa região. O local fazia fronteira com Tahuantinsuyo, estado do Império Inca, e supõe-se que o povo andino chegou até a atual Mendoza por volta de 1481, já que o sistema de água dos huarpes era bem parecido com o dos incas.

Em 1581, a cidade foi dominada pelos espanhóis que vinham do Chile, e eles transformaram totalmente a região. No entanto, isso tudo acabou no ano de 1861, quando um terremoto destruiu a cidade. Após a reconstrução, Mendoza tornou-se um oásis no meio do deserto: cheia de árvores, ruas bem largas, prédios baixos e pronta para se proteger de possíveis terremotos.

> 10 destinos sustentáveis para conhecer pelo Brasil

Uma das grandes produtoras mundiais de vinho

Já sua história com o vinho, que fez com que Mendoza fosse um destino mundialmente conhecido , começa mais ou menos na mesma época em que os espanhóis começaram a fazer os assentamentos de terra. Foram os jesuítas que trouxeram uvas do Chile para a região.

Atualmente, Mendoza é responsável por 70% da produção vinícola da Argentina e é uma das grandes produtoras mundiais de vinho. Tanto que leva a fama de produzir o melhor Malbec do mundo. São mais de mil bodegas – como são chamadas as vinícolas em castelhano –, das mega produtoras às pequenas, geralmente administradas por famílias da região. Muitas oferecem degustações, tours e até restaurantes.

Onde está localizada

Mendoza está no famoso Caminos del Vino, que se divide em quatro rotas. São elas: a Zona Norte, onde a maior parte das vinícolas abertas ao público se concentra; a Zona Leste, que é a principal área produtiva e bem rural, que contrasta com a belíssima cordilheira ao fundo; a Zona Sul, que fica no sopé da cordilheira principal, onde o turismo de aventura, como o esqui, é bem explorado, já que há um forte contato com a natureza. E, por último, o Vale do Uco – essa região fica ao sopé da Cordilheira dos Andes, no centro-oeste de Mendoza, e possui três departamentos: Tunuyán, Tupungato e San Carlos.

A área é bem fértil, quase não recebe chuvas e tem geadas frequentes e praticamente diárias entre os meses de junho e agosto. Essa região é conhecida por produzir vinhos de alta qualidade, principalmente Chardonnay, Malbec, Merlot e Pinot Noir.

Caminho del Vino

Ao contrário do que dizem por aí, você não precisa ser um expert em vinhos para conhecer o Caminos del Vino, pois os tours são exatamente feitos para isso: para conhecer e entender. Os enólogos explicam todo o processo de plantio, colheita e produção, e alguns até arriscam um pouquinho de portunhol para que o visitante brasileiro consiga entender melhor.

> Dia Mundial dos Oceanos: conheça 7 estadias com vista para o mar

Parque Plaza Independencia

Além da Rota do Vinho, Mendoza oferece outros atrativos . Uma parada obrigatória é a Plaza Independencia, conhecida também como Parque Plaza Independencia, devido ao seu tamanho. São 200 metros de largura de cada lado – o que equivale a mais ou menos quatro quarteirões.

Foi construída depois do terremoto de 1861 para marcar o novo centro da cidade que tinha sido destruído. Sua característica registrada é a enorme fonte que dá um show com suas águas que dançam. No local ocorrem diversas apresentações artísticas, além de uma feirinha de artesanato.

Outras quatro praças fazem parte do conjunto central: a Plaza Italia, a Plaza Chile, a Plaza España e a Plaza San Martín, cada uma com o próprio estilo, localizadas nas diagonais da Plaza Independencia.

Mirante Terrace Garden

Nada melhor do que conhecer uma cidade e poder ter uma visão panorâmica do lugar. Nesse sentido, no prédio central do município é possível visitar o Mirante Terrace Garden, onde um guia apresenta os quatro pontos cardeais do local e mostra os jardins de flora nativa, esculturas e a Galeria das Rainhas da Colheita.

Locais para se hospedar

  • El Encuentro Posada Boutique
  • Fuente Mayor Hotel Ciudad Mendoza
  • Villa Mansa, Wine Hotel & Spa

Onde comer

  • Bodega Bonfanti – Maris Restó
  • Bodega Renacer
  • Casa Vigil Palmares

Texto originalmente publicado na revista Qual Viagem (Edição 9 4 )

Cunha: conheça um dos melhores destinos para ecoturismo no Brasil

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Marcelo Tchakabum e Elaine comentam ‘Power Couple’ em live do iG

Publicado

Marcelo Tchakabum e Elaine
Record TV – 28/06/2022

Marcelo Tchakabum e Elaine

Nesta quarta-feira (29), às 12h, acontece mais uma live no YouTube e Facebook do Portal iG sobre a semana do “Power Couple 6”. Desta vez, o casal Marcelo Tchakabum e Elaine, que esteve na quarta edição do reality, participará do debate.

Marcelo e Elaine continuam juntos após o “Power Couple Brasil 4”. Eles, que não iam muito bens nas provas, saíram na segunda DR da edição com  35,53% dos votos.

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Além deles, a live conta com a apresentação de Thiago Calil, editor-chefe do iG, Kadu Brandão, editor do iG Gente, e Bruno Laurato, repórter do iG Gente. Todas as quartas-feiras o iG Gente faz transmissões comentando o mundo dos famosos e realities pelo YouTube e Facebook do Portal iG. Confira:


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

‘Viveria tudo de novo’, diz Evandro Santo após um ano longe das drogas

Publicado

Evandro Santo com os livros e o caderno onde escreve todas as noites.
Pedro Garcia

Evandro Santo com os livros e o caderno onde escreve todas as noites.

Há cerca de um ano, o comediante Evandro Santo iniciava a quinta internação. A única, no entanto, tendo a plena consciência de que precisava de ajuda para se livrar do vício em drogas. No período, Evandro se instalou em um espaço terapêutico em São Paulo e revelou com exclusividade ao iG Gente que ficaria nesse local por um ano . O objetivo era se livrar da adicção e de se aprofundar em temas voltados ao autoconhecimento e a saúde mental.  

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Um ano depois, portanto, o humorista voltou a conversar com o iG. Alegre por comemorar 12 meses longe das drogas, Evandro, de 47 anos, conta que renovou o contrato com Deus por “mais 40 anos”, mas descartou que tenha a sensação de dever cumprido. “Ainda estou engatinhando”, brinca. Atualmente, o ator vive em Atibaia, em uma moradia assistida com outras sete pessoas em tratamento.  

“Aqui é a minha mansão. É um lugar arborizado de grande contato com a natureza. Aqui é um espaço de socialização e eu vivo com outras sete pessoas em tratamento. Vira uma grande família. É como se fossemos irmãos, têm briga por louça, por arrumação”, explica a sua rotina.


Sobre a ‘família’ criada no espaço terapêutico, o ator relata que eles são um dos grandes motivos da melhora. “Meus amigos hoje são todos companheiros de recuperação. E essas pessoas me inspiram e permanecer bem”, relata. 

Relação com as drogas e recaídas

Evandro era viciado em ketamina, droga usada como anestésico em cavalos, que possui efeito relaxante, e em cocaína. Ele gastava até mil reais por semana com os químicos. Um ano sem a droga, o artista revela que já economizou mais de R$ 70 mil. Ao avaliar o seu ano, porém, Evandro lembra dos momentos difíceis, mas descarta recaídas: “Eu não quero ser aquele garoto problema que constantemente está nos jornais por recair”, pontua. 

“A gente precisa saber, porém, que a evolução não é uma constante. Existem altos e baixos na recuperação de um adicto. E esses altos e baixos são fundamentais. Eu preciso ter momentos de tristeza. Esse é o fim e não o começo de uma coisa. Entender que o momento difícil passa é autoconhecimento. Se eu entendo o que aconteceu comigo, se eu entendo as vantagens, não tem sentido eu voltar à biqueira”, analisa. 

O autoconhecimento, inclusive, foi um tema bastante citado pelo ex-Pânico durante a entrevista. Evandro conta que passou por uma imersão sobre ele mesmo e que “se mapeia” todo o tempo. Para o artista, a cura se deu por meio do equilíbrio de quatro frentes: social, espiritual, saúde e psicológica.  A especialização do humorista pelo tema foi tão grande que hoje ele ganha a vida dando palestras e treinamentos em cinco clínicas de recuperação, sempre com bom humor.  

O comediante Evandro Santo trabahou no
Reprodução/Instagram/Youtube

O comediante Evandro Santo trabahou no “Pânico na TV” de 2003 a 2012


Futuro longe da televisão

Evandro diz que a televisão não o encanta mais. Ele, que foi um dos integrantes mais conhecidos do programa “Pânico na TV” (RedeTV!), hoje quer se dedicar para temas voltados a saúde mental. “O luxo não me encanta mais, eu não quero ter muitas roupas, eu não preciso ganhar 80 mil por mês”, conta.

Nas palestras e nos projetos futuros, como uma peça de teatro, um podcast e uma empresa de consultoria, o ator quer abordar apenas temas sociais, mas sempre com o humor que é a sua marca registrada. Inclusive, Evandro entrega que por vezes recebe críticas ao abordar o assunto de forma irreverente, no entanto, para ele esse é o jeito de se aproximar dos demais dependentes químicos.

“Se eu não trazer de uma forma bem humorada, eu vou falar com pessoas e elas não vão entender. Não adianta eu trabalhar com o distanciamento. Falar termos difíceis, chegar engravatado ou falar ‘eu consegui, você também pode’. Decorebas de livros e falas prontas me incomodam. É preciso ter um contato humanizado, empático para propor não só a reflexão, mas o empoderamento do paciente. Tratar com leveza aumenta a ajuda para todos”, explica. 


O artista, porém, se adianta: “Eu não sou coaching, nem quero usar o que eu vivi para vender cursos, palestras ou treinamentos. Eu tenho os meus projetos, mas que serão tocados com calma. Eu não tenho pressa”. Ao lado do médico ortomolecular Marcos Pereta e outros convidados, Evandro Santo lançou o podcast ‘Santo Pereta’, onde abordará assuntos ligados para a saúde mental e dependência química com bom humor e informação. 

Além das palestras e treinamentos, o humorista ainda planeja o “Santo Help”, uma empresa de consultoria para dependência diversas. “O Santo Help vai contar com profissionais para ajudar diferentes assuntos voltados para a saúde mental. Ele tem a missão de ajudar os pacientes, as clínicas e os profissionais”, conta sobre a nova empreitada que não está totalmente concretizada, embora ele já faça esse direcionamento para as famílias que buscam por ajuda. 

Como nem só de projetos profissionais vive o homem, Evandro também fala que, após um ano, voltou a se relacionar. “Aconteceu”, definiu ele, que adiantou que foi só uma ficada. O ator disse, porém, que está aberto para novas possibilidades, mas que quer conhecer uma pessoa com história semelhante, uma pessoa que tenha se livrado do vício, por exemplo.

Com sorriso no rosto, Evandro conclui a conversa já sendo chamado para um dos compromissos. Longe da televisão e dos holofotes, o – agora – palestrante demonstra satisfação no que têm realizado para os adictos para quem palestra. Feliz com o conhecimento que adquiriu desde a primeira internação, Evandro foi categórico quando perguntado se viveria tudo novamente: “Sem tirar uma vírgula”. 

+ Saiba mais no canal do  iG Gente no Telegram !

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana