conecte-se conosco


Arraguaia

Menino mente que foi sequestrado para ir brincar em praça do bairro

Publicado

Um falso sequestro de um garoto de 12 anos foi esclarecido pela Polícia Civil de Nova Xavantina (645 km ao Leste de Cuiabá). O suposto crime chamou a atenção da população no último domingo (06), quando um morador alertou outras pessoas sobre a possibilidade de um veículo estar tentando sequestrar crianças na cidade, colocando a população em pânico.

 

A Polícia Militar foi acionada pelo pai de um adolescente, residente no setor Xavantina, relatando aos policiais que seu filho havia lhe falado que foi colocar o lixo na porta de casa, quando foi surpreendido por um homem o golpeou com um soco na cabeça e após tapar sua boca, o colocou em um veículo preto, abandonando-o nas proximidades da sua casa.

 

Ao serem informados do suposto sequestro, os investigadores saíram em diligências pela cidade em busca de informações reais e com imagens de câmeras de um comércio próximo à casa do garoto constataram que o adolescente não estava dentro de nenhum carro.

 

As imagens mostram ainda que o garoto foi a pé até a Avenida Mestre Venâncio de Oliveira e ao se aproximar do referido mercado, o menor se joga no chão, com o intuito de simular uma queda, rolando na areia para se sujar e ainda entra no terreno baldio para se sujar ainda mais.

 

A equipe de investigação também coletou imagens de uma residência próxima à casa da suposta vítima, que mostra o adolescente caminhando normalmente pela rua, desmentindo a informação que teria sido sequestrado quando ainda estava na porta de casa.

 

O menor foi ouvido na delegacia e após ver as provas registradas pelas câmeras de segurança, assumiu que teria mentido com intuito de brincar na nova praça do bairro.

 

Indagado pelos policiais sobre o que teria motivado a mentira, o adolescente disse que foi outro boato sobre uma possível tentativa de sequestro de um adolescente que rodou nas redes sociais na semana passada.

 

A Polícia Civil reafirma o compromisso com a população do município e alerta sobre a falsa comunicação de ocorrência que, além de ser considerado um crime, pode causar pânico na população e ainda ocupar efetivo e viaturas policiais em atendimento falso, comprometendo ainda o atendimento à sociedade.

 

Os policiais reiteram ainda à população para terem cuidado com as informações duvidosas compartilhadas em redes sociais, o que geralmente causam pânico nas pessoas.

Comentários Facebook
publicidade

Arraguaia

Em carreata, grupo “decreta” fim de lockdown em cidade de MT

Publicado

por

Moradores de Confresa (1.665 km de Cuiabá) realizaram uma carreata na terça-feira (16) contra o lockdown que passou a vigorar no Município desde o último dia 8. A medida foi imposta pelo prefeito Ronio Condão (PSDB) como forma de conter o avanço acelerado da Covid-19 (novo coronavírus).

Pelo decreto, está proibido na cidade o funcionamento de quaisquer atividades que não aquelas consideradas essenciais. A medida desagradou parte da população, especialmente empresários que estão estabelecimentos fechados.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ouvir o “buzinaço” feito durante a manifestação. Populares que também aparecem no vídeo comemoram o “fim” do lockdown na cidade.

A medida, no entanto, é valida por 15 dias e segue em vigor até a próxima segunda-feira (22).

Joga máscara fora”

 

No vídeo, é possível ver que um dos populares aparece segurando um fogo de artifício e, aos gritos, diz que a cidade “está liberada.

 

“Acabou o lockdown. Aqui é ‘Confresinha’ do amor. Está liberada”, afirma o homem.

Na sequência, ele também ironiza o uso das máscaras de proteção facial, que é obrigatória em todo o Estado.

“Pode jogar as máscaras fora. Acabou. Agora aqui é ‘nois’ que manda. A população está contra o prefeito. O prefeito está com medo”, emenda ele

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Arraguaia

Homem morre ao ser baleado durante caçada ilegal em cidade de Mato Grosso

Publicado

por

homem morreu após ser baleado durante caça de animais com um amigo em uma região de mata em Canabrava do Norte, a 1.132 km de Cuiabá.

 

De acordo com o boletim de ocorrência, os dois homens estavam caçando e quando se separaram para procurar animais, um deles foi baleado.

 

O amigo da vítima relatou que quando se separaram, ele ouviu um disparo e pensou que a vítima tinha abatido um animal. Em seguida, ouviu um pedido de socorro e correu em direção ao amigo para ver o que havia acontecido.

 

Ao se aproximar do amigo, o homem disse que viu grande quantidade de sangue e se desesperou. Ele relata que carregou a vítima até o carro e dirigiu até o hospital mais próximo.

 

Segundo o boletim, durante o caminho a testemunha fez massagem cardíaca três vezes na vítima, que chegou com vida no pronto atendimento. No entanto, o homem não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

A Polícia Militar foi, junto com a testemunha, até o local que aconteceu o incidente. De acordo com o boletim, era um terreno escorregadio, com uma área verde de mata fechada. Havia duas manchas de sangue em dois locais diferentes, de aproximadamente quatro metros de distância um do outro.

 

A polícia fez buscas na região procurando por informações ou pessoas suspeitas, mas não conseguiu encontrar.

 

A Polícia Civil apreendeu a arma e o carro que foi utilizado para prestar socorro à vítima, para que seja feita a perícia.

 

O caso foi encaminhado para a delegacia de Porto Alegre, a 40 km de Canabrava do Norte.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana