conecte-se conosco


Alta Floresta

MP arquiva investigação de compra de votos de vereadores em MT

Publicado

FolhaMax

A promotora de Justiça da 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Alta Floresta, Carina Sfredo Dalmolin, determinou o arquivamento de um Inquérito Civil (IC), instaurado para apurar uma denúncia anônima sobre possível compra de votos na eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Alta Floresta (792 km de Cuiabá), biênio 2019-2020, quando o vereador Emerson Machado (MDB) foi reeleito. A promotora considerou não haver indícios suficientes para a continuidade da investigação e que, até o momento, tudo não passa de boatos.

O Edital de Cientificação é assinado no dia 31 de maio. “Assim, da análise das provas testemunhais, denota-se que tais alegações não passaram de “meros rumores”, de “ouvir dizer”, de “conversas dentro da Casa Legislativa” e, sobretudo, de divergências políticas, não havendo, deste modo, elementos a corroborar os fatos narrados na denúncia e, pois, a ensejar a intervenção ministerial nesse caso”, fundamentou.

O documento explica que o procedimento foi instaurado após o recebimento de uma carta anônima, que citava uma série de irregularidades ocorridas na Casa de Leis, sendo a denúncia mais grave acerca de suposta compra de votos para a eleição da Mesa. A denúncia foi corroborada com ligação na Ouvidoria do MP, onde uma pessoa denunciou que o vereador teria coagido servidores comissionados e nomeado outros por negociação da compra de votos.

O MP convocou os vereadores que compõem a Casa Legislativa para colher depoimento. À promotora, os parlamentares confirmaram ter ouvido o boato nos corredores da Câmara, mas todos negaram ter recebido qualquer proposta em troca de voto ao vereador Emerson. “De igual modo, ao serem questionados sobre as alegações feitas na denúncia a respeito de possível “troca de favores” e “compra de votos”, tais vereadores foram uníssonos ao negarem a ocorrência de tais práticas, sendo que nenhum deles afirmou ter recebido diretamente qualquer proposta. Salientaram ainda que, na referida eleição, houve disputa acirrada para a Presidência, sendo que articulação e negociação fazem parte do jogo político, mas que não houve obtenção de vantagem indevida por parte dos vereadores”, relatou a promotora.

O IC também apurou a denúncia de que o presidente da Câmara teria se reunido com o prefeito e afirmado que “não ia fazer nada no 0800”, em referência à aprovação de um Projeto de Lei sobre Nepotismo.

Sobre isso, o presidente alegou ao MP que, de fato, houve a conversa, mas que não se referia ao recebimento de propina ou qualquer outra vantagem ilícita, mas a apoio político e apoio a projetos políticos, negociação comum no meio eletivo.

Comentários Facebook
publicidade

Alta Floresta

Prefeito e secretários testam positivo Covid em Alta Floresta

Publicado

por

O prefeito de Alta Floresta Chico Gamba (PSDB) e os secretários de Obras, Eloi Luiz de Almeida, Educação, Maria Lunar de Freitas, e de Finanças, Elsa Maria Lopes,  testaram positivo para Covid-19. O quadro de saúde deles é considerado estável.

Por conta disso, Gamba determinou que prefeitura ficará fechada até o dia 21 deste mês e passará por desinfecção para prevenir que outras pessoas sejam infectadas com a doença.

Conforme Só Notícias já informou, esta tarde, foram registradas pela secretaria estadual de Saúde mais 20 mortes em decorrência do Coronavírus. Com isso, o número de vítimas da doença chegou a 4.747 desde o início da pandemia em março do ano passado.

Também foram notificadas 1.875 novas confirmações de casos. Desses, 7.938 estão em isolamento domiciliar e 182.330 estão recuperados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Alta Floresta

Prefeito e vereadores discutem proposta para reduzir cargos em Alta Floresta

Publicado

por

O prefeito de Alta Floresta (300 quilômetros de Sinop), Chico Gamba (PSDB), reuniu-se, hoje, com os vereadores para iniciar as discussões sobre uma proposta de reforma administrativa. Nesta primeira reunião, a equipe técnica apresentou aos parlamentares uma proposta para reduzir o número de cargos comissionados, de 176 para 153.

Segundo a proposta, a reforma administrativa vai melhorar os valores dos vencimentos de cargos de confiança, no entanto, não irá elevar o gasto com pessoal. A equipe técnica do prefeito explicou ainda que, mesmo com todas as mudanças feitas na estrutura de cargos e criação de novas secretarias, será possível economizar R$ 300 em relação ao que está sendo gasto com a estrutura atual.

Uma nova reunião para discutir o tema foi marcada para a próxima segunda-feira (11). O prefeito ainda prometeu protocolar o projeto de lei esta semana para que os vereadores possam fazer o estudo detalhado das mudanças propostas.

Participaram da reunião os vereadores Oslen Dias dos Santos (PSDB), o Tuti, presidente da Câmara Municipal, Douglas Pereira Teixeira de Carvalho (PSC), Adelson da Silva Rezende (PDT), Claudinei de Souza Jesus (MDB), líder do prefeito na Casa de Leis, Darli Luciano da Silva (PODE), Leonice Klaus dos Santos (PDT), Bernardo Patrício dos Santos (MDB), Francisca Ilmarli Teixeira (PT), Derci Paulo Trivesan (PSDB), Reginaldo Luiz da Silva (Republicanos) e José Vaz Neto (PL).

Também participaram a assessoria jurídica da câmara e os advogados Joel Quintela e Cleber Coutinho, procurador jurídico do município, a secretária de Educação, Lucinéia Martins de Matos, e Robson Quintino, secretário de Governo, Gestão e Planejamento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana