conecte-se conosco


Policial

Padrasto é preso em flagrante pela Polícia Civil por suspeita de agressão contra bebê de quatro meses

Publicado

Um rapaz de 23 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na noite deste domingo (22), em Confresa, no nordeste do estado, por lesão corporal dolosa cometida contra uma criança de apenas quatro meses. A vítima é enteada do suspeito.

A equipe da Delegacia de Confresa prendeu o suspeito no hospital, onde ele acompanhava a mãe da vítima, que levou a criança para atendimento após ela apresentar vômito e não reagir a estímulos.

A criança deu entrada na unidade de saúde na madrugada de domingo, com hematomas visíveis e a equipe acionou a Polícia Militar e o Conselho Tutelar e encaminhou a ocorrência para atendimento da Polícia Civil. Um laudo da equipe médica apontou lesões que são, possivelmente, causadas por agressões.

Em depoimento ao delegado Higo Rafael Oliveira, a mãe da criança declarou que deixou a bebê com o padrasto no sábado, quando saiu para trabalhar. Ainda pela manhã do sábado, o padrasto ligou para a esposa e disse que a criança havia engasgado. Ao chegar em casa, ela encontrou a filha molinha e com a respiração bem curta, tentou fazer a manobra de desengasgo, a bebê chorou um pouco e parou. Depois, ao amamentar, a bebê vomitou. Ainda segundo a mãe, ela percebeu que o rosto da criança tinha uma mancha roxa e perguntou ao padrasto, mas ele não respondeu que não sabia.

Depois, ela detalhou que colocou a filha para dormir, mas estranhou que a criança dormiu além do horário habitual e quando a pegou no colo, viu que não estava bem e disse que a levaria para o hospital. O padrasto respondeu que seria melhor levar a um pediatra e não na unidade de saúde. No hospital, a equipe fez testes e a criança não apresentou nenhuma reação e na manhã de domingo, ela não acordou. A mãe afirmou ainda em depoimento que ao sair do hospital com o marido, ele pediu que ela falasse que a criança tinha escorregado do colo dela.

Em interrogatório na delegacia, o suspeito apresentou várias versões, inclusive, a de que a criança havia caído dos braços da mãe. “Em razão disso e da omissão dele, omitindo, inclusive, da mãe que a criança tinha se lesionado, ele foi autuado em flagrante pelo crime de lesão corporal dolosa por omissão relevante”, explicou o delegado Higo Rafael.

A criança está em estado grave, no hospital regional de Confresa, aguardando uma vaga em UTI pediátrica.

A investigação segue para apurar todas as informações e ouvir outras pessoas. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Idoso condenado a 14 anos por estupro é preso em Nova Mutum

Publicado

Mais um foragido da Justiça pelo crime de estupro, foi preso pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (28.06), em Nova Mutum, região norte do Estado, durante ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

O foragido, de 60 anos, teve o mandado de prisão decretado pelo Poder Judiciário, após ser condenado a 14 anos de reclusão em regime inicialmente fechado, pelo crime de estupro.

Diante da ordem judicial, os policiais civis da Derf realizaram diligências e localizaram o condenado nas proximidades de um frigorífico em Nova Mutum.

Após cumprimento do mandado, o idoso foi conduzido para as providências cabíveis, ficando à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Suspeito que agrediu e roubou idoso em Santa Terezinha é preso em flagrante pela Polícia Civil

Publicado

Um idoso de 67 anos, trabalhador de uma fazenda no município de Santa Terezinha, foi brutalmente agredido durante um roubo ocorrido na noite do último domingo. Um suspeito do crime, de 37 anos, foi preso em flagrante e outro é procurado pela Polícia Civil.

A vítima foi encaminhada ao hospital de Santa Terezinha na madrugada de segunda-feira, após ser encontrado, desacordado, em uma estrada do município.

O idoso apresentava diversas lesões na cabeça, rosto e pelo restante do corpo. Ele declarou aos policiais que estava na beira do rio bebendo com um colega de trabalho e depois ficou sozinho no local. Por volta das 22h, pegou uma carona para ir embora e na estrada, o condutor parou a motocicleta e perguntou à vítima pelo dinheiro. O idoso respondeu que não tinha e o suspeito começou a bater na vítima até que ela desmaiasse. A vítima desclarou que não conhece o suspeito e que foi levado dele um valor em dinheiro.

Após diligências, a equipe da Delegacia de Santa Terezinha identificiou dois envolvidos no roubo ao idoso. Um deles, de 37 anos, foi preso em flagrante.

O delegado Diogo Jobane representou pela prisão preventiva do outro suspeito. A equipe policial está em buscas pelo paradeiro do segundo suspeito do roubo.

O outro suspeito, de 44 anos, tem registros criminais em três estados. No Pará ele responde por um homicídio ocorrido em 2001 e a quatro inquéritos por furtos ocorridos no Tocantins.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana