conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil conclui investigação sobre homicídio de vítima morta a golpes de facão em Juína

Publicado

A Delegacia da Polícia Civil de Juína, no noroeste de Mato Grosso, concluiu a investigação sobre o assassinato de Rogério Diego dos Santos, de 28 anos, conhecido por sua performance como a drag queen Julya Madsan.

O crime ocorreu em novembro do ano passado e a investigação apontou que o homicídio foi motivado pelo furto de uma televisão de um dos autores, que supostamente teria sido praticado por Rogério, além de drogas que ele estaria vendendo que não pertenceriam a uma facção criminosa.

O corpo de Rogério foi encontrado no dia 12 de novembro, em avançado estado de decomposição, na zona rural do município, com diversas perfurações de arma branca.

Após um intenso trabalho de investigação, a Polícia Civil chegou à identificação da mandante e dos autores do crime. Uma mulher, apontada como mandante do crime, um homem que chefiava a facção e três adolescentes estão envolvidos na morte da vítima. A mandante está detida na penitenciária feminina do estado em razão de outros crimes cometidos.

A partir das informações reunidas na investigação, foram feitas representações ao Poder Judiciário pelas prisões dos adultos, acatadas pelo juízo da Vara Criminal da Comarca de Juína.

Motivação

O homicídio de Rogério Diego foi motivado pelo  furto de uma televisão de um dos autores, que supostamente teria sido praticado pela vítima, além de drogas que ele estaria vendendo e que não pertenceriam à facção. “Portanto, destacamos que apesar da orientação sexual de Rogério Diego, a morte não teve nenhuma relação com crime de homofobia, como fora aventado à época dos fatos”, esclareceu o delegado de Juína, Ronaldo Binotti Filho.

Todos os envolvidos na morte de Rogério Diego responderão por crime de homicídio qualificado por motivo torpe, além do crime de tortura, que ocorreu antes da execução da vítima.

A investigação está concluída, restando apenas diligências pontuais para a próxima semana, quando o inquérito será remetido ao Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil cumpre prisão contra autor de roubo de celulares em Nova Mutum

Publicado

Um jovem investigado pela prática de roubo a uma loja de aparelhos celulares em Nova Mutum (264 km ao norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (27.06), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).

O suspeito de 19 anos teve a prisão preventiva expedida pela 3ª Vara Criminal da Comarca local, após ser identificado nas diligências da Derf para apurar o crime, ocorrido em um estabelecimento comercial, no dia 9 de junho.

Diante do mandado em aberto, os policiais civis localizaram o procurado em uma residência no bairro Residencial Santa Terezinha.

Em cumprimento a ordem judicial, ele foi conduzido pelos investigadores para a Derf de Nova Mutum. Após as providências cabíveis, o preso foi colocado à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Pai que abusava sexualmente da filha tem prisão cumprida pela Polícia Civil em Tangará da Serra

Publicado

Um pai suspeito de abusar sexualmente da filha de 13 anos de idade teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, no domingo (26.06), em trabalho investigativo realizado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte de Cuiabá).

O suspeito, de 39 anos, é pai biológico da vítima, fruto de um relacionamento extraconjugal e se aproximou da filha recentemente aproveitando os momentos com ela para praticar os abusos.

As investigações iniciaram no ínicio do mês quando a mãe da adolescente compareceu à Delegacia da Mulher para denunciar que a filha foi vítima de estupro praticado pelo próprio pai. Segundo as informações, o suspeito não acompanhou o crescimento da menina, e passou a se aproximar da menor em 2021.

Ele aproveitava os momentos em que estava com a guarda da menina para praticar os abusos, ocasião em que dizia que era normal ocorrer relações sexuais entre pai e filha e que como pai, tinha o direito de tocá-la.

Durante as investigações, os policiais da DEDM descobriram que o suspeito estava em prisão domiciliar , por conta de uma condenação de 12 anos também pela prática de estupro de vulnerável, recebendo o benefício de cumprir pena em casa, em razão de doença pulmonar no auge da pandemia da Covid-19.

Diante dos fatos, o delegado titular da DEDM Tangará da Serra, Gustavo Espindula de Souza, representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça e cumprida pelos policiais da especializada no domingo (26). O suspeito foi conduzido à delegacia para as providências cabíveis e posteriormente colocado à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana