conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil consegue recuperar R$ 15 mil para vítima de golpe na venda de veículo pela internet

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Em ação rápida, a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), recuperou R$ 15 mil subtraídos de um morador de Rondonópolis que foi vítima de golpe de estelionato praticado através de meio eletrônico.

As diligências iniciaram logo após o registro da ocorrência. A vítima, de 43 anos, estava pesquisando no Facebook a compra de um veículo e viu a publicação de um carro modelo Classic, ano 2011/2012, à venda pelo valor de R$ 19 mil.

O interessado entrou em contato com o suposto vendedor e ambos passaram a conversar pelo telefone e combinaram para que o comunicante pudesse ver o automóvel.

Após o acordo, o proprietário levou o veículo até a vítima para fechar o negócio e informou que era parente do vendedor que havia iniciado as tratativas do negócio.

Depois de ver o carro, a vítima fez uma proposta de pagamento à vista no valor de R$ 15 mil, que foi aceita pelo suposto vendedor.

Então a vítima foi buscar o veículo e o vendedor pediu que o valor fosse transferido na conta de uma terceira pessoa. Ainda segundo o comunicante, ao indagar sobre depositar o dinheiro em conta de terceiros, o vendedor disse que o dono do carro havia autorizado a transferência.

Passados cerca de 30 minutos, o proprietário do carro entrou em contato e alegou que o valor não estava em sua conta bancária e que faria a liberação do veículo, quando a vítima então percebeu que se tratava de um golpe.

A Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos foi comunicada e rapidamente passou a investigar o fato, conseguindo congelar o valor transferido. Após as providências cabíveis, a quantia será restituída à vítima.

As diligências continuam para apurar o crime e chegar aos envolvidos no golpe.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil apreende aproximadamente cinco toneladas de maconha transportada em meio a carga de tutano

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). apreendeu aproximadamente cinco toneladas de maconha que eram transportadas, na câmara fria de uma carreta, junto a uma carga de tutano. A ação contou com apoio Delegacia Regional de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), Delegacia de Alto Taquari, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

O motorista que fazia o transporte da carga foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação criminosa.

As diligências iniciaram após a equipe da GCCO receber informações de que um grupo criminoso estava se organizando para transportar grande quantidade de produtos ilícitos, entre entorpecentes e armas de fogo, oriundos do estado de Mato Grosso do Sul.

Segundo investigações, os criminosos utilizariam rotas alternativas para tentar escapar da fiscalização policial. Com base nos levantamentos preliminares, os policiais passaram a monitorar um veículo (cavalo e carreta) utilizado pelo grupo criminoso, realizando a sua abordagem na chegada da cidade de Alto Taquari.

Em buscas no semirreboque, foi encontrada a carga de aproximadamente cinco toneladas de maconha, que estava escondida em meio a uma carga de 10 toneladas de tutano (avaliada em R$ 30 mil). Questionado, o motorista confessou que buscou a carga de tutano em Cuiabá, com a intenção de esconder os entorpecentes na câmara fria, colocando lacre e tendo nota fiscal em caso de possível abordagem

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Alto Taquari, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação criminosa.

Segundo o delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, a droga seria distribuída para diversas cidades do estado. “Foi necessária uma abordagem rápida, antes que o entorpecente fosse distribuído. As investigações seguem em andamento para identificar outros envolvidos no crime”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil apreende quatro armas de fogo após atendimento de violência doméstica em Mirassol D’Oeste

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Quatro armas de fogo e munições foram apreendidas pela Polícia Civil, na segunda-feira (27.09), durante diligências realizadas pelos policiais da Delegacia de Mirassol D’Oeste para apurar uma ocorrência de violência doméstica envolvendo um casal de idosos.

Um homem de 52 anos, dono da propriedade em que as armas foram encontradas, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

As diligências iniciaram após a vítima de 75 anos procurar a Delegacia de Mirassol D’Oeste relatando que o seu convivente tentou a agredir fisicamente e em posse de um revólver a ameaçou de morte e em seguida, a expulsou de casa.

Com base nas informações, os policiais realizaram diligências até a propriedade da vítima, onde localizaram o suspeito. Questionado sobre possíveis armas de fogo, ele passou a informação de que havia três armas de fogo em um sítio na comunidade Caeté.

Com base na denúncia, os policiais foram até a propriedade, onde apreenderam quatro armas de fogo tipo espingarda, uma que estava na estante da sala e outras três que estavam escondidas em baixos de galhos nos fundos do sítio.

Diante dos fatos, o dono da propriedade foi conduzido à Delegacia de Mirassol D’Oeste, onde após ser interrogado foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana