conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil cumpre 42 mandados contra grupo envolvido com tráfico de drogas e comércio de armas no noroeste de MT

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Quarenta e dois mandados judiciais, sendo 19 de prisão preventiva e 23 de busca e apreensão, foram cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (07.12), na operação Sparsum, deflagrada para desarticular uma associação criminosa envolvida com crimes de tráfico de drogas e comércio de armas nos municípios de Juína e Aripuanã (735 km e 1.002 km a noroeste de Cuiabá). 

No total, 18 pessoas foram presas, três flagrantes foram lavrados, além da apreensão de armas de fogo, munições, drogas, dinheiro e apetrechos relacionados ao tráfico. As ordens judiciais foram cumpridas nas cidades de Aripuanã, Tangará da Serra, Rondonópolis, Alta Floresta e Juína.

A operação foi deflagrada com base nas investigações da Delegacia de Aripuanã que identificaram suspeitos de praticarem uma série de ações criminosas na região noroeste do estado, como o fornecimento, distribuição e venda drogas, armas de fogo e munições, atuando no narcotráfico em Aripuanã, região e na Vila do Garimpo

As investigações apontaram que os suspeitos faziam parte de uma rede criminosa responsável por uma intensa atividade criminosa envolvendo a prática de crimes de tráfico de drogas, associação para tráfico de drogas e comercialização ilegal de armas de fogos, estando a organização dividida em três grupos (Núcleo de fornecimento; Núcleo de distribuição e Núcleo de varejo/outros).

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Philipe de Paula da Silva Pinho, os suspeitos se organizavam de modo a preencher os três setores da comercialização de entorpecentes e, agindo dessa maneira, coletivamente, mas sem hierarquização e centralização de atividades, conseguindo se manter ao largo das investigações policiais.

“A atuação descentralizada e rotativa permitiria uma rápida e eficiente troca de parcerias e atividades criminosas entre os agentes, que todavia, foram identificados pelos mencionados núcleos principais de suas atuações”, disse o delegado.

Além da atuação centrada no tráfico de drogas, o grupo praticava crimes de outras naturezas graves, desde comércio de armas até ameaças e aparentes ações violentas, com uso de arma de fogo, aos usuários que adquiriam entorpecentes e não pagavam.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Polícia Civil prende três envolvidos em crimes de receptação e tráfico de drogas em Rondonópolis

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) prendeu três pessoas em flagrante na sexta-feira (21.01), envolvidas em crimes de receptação e tráfico de drogas. Além da prisão dos suspeitos, a ação resultou na recuperação de duas televisões e na apreensão de drogas e outros objetos de origem ilícita.

Dois dos suspeitos, de 38 e 41 anos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. O terceiro suspeito, de 25 anos, responderá por receptação.

As diligências iniciaram após os policiais da Derf receberem informações de que uma televisão produto de furto estava em uma residência no bairro Cohab Velha. No local, os policiais conseguiram localizar o aparelho, sendo realizada a prisão do primeiro pelo crime de receptação.

Com informações sobre os responsáveis pela venda do produto, os policiais identificaram que o suspeito já era conhecido da Polícia com passagens por tráfico de drogas, responsável pela distribuição de drogas na região.

Os policiais então seguiram até a residência do suspeito, onde flagram ele e o comparsa pela porta. Ao perceber a presença da equipe  correu para dentro da casa, para se esconder no forro do imóvel.

Em buscas na casa, os policiais localizaram no forro onde o suspeito estava escondido, uma sacola com quatro pedras grandes de pasta base de cocaína. Também foram encontradas na casa outras evidências do tráfico de drogas, caderneta com anotações de valores, objetos produtos de roubo/furto e valores em dinheiro.

O suspeito possui um padrão de vida alto, não compatível com sua renda,  uma vez que não possui trabalho, porém ostenta motocicletas de alta cilindrada e camionetes.

Diante dos fatos, todo material ilícito foi apreendido e os suspeitos encaminhados à Derf, onde após serem interrogados, foram lavrados os flagrantes, sendo posteriormente colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícias Civil e Militar cumprem prisão de autor de homicídio ocorrido em setembro em São José do Xingu

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de envolvimento no homicídio ocorrido no mês de setembro no município de São José do Xingu teve o mandado de prisão temporária cumprido, na sexta-feira (21.01), em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar.

Após troca de informações entre as Polícias Civil e Militar, o suspeito foi localizado em um distrito na zona rural de São Félix do Araguaia, onde teve a ordem de prisão cumprida.

O crime que vitimou Rogério da Conceição Silva, de 39 anos, ocorreu na manhã de 11 de setembro, quando os suspeitos foram até a residência da vítima e efetuaram vários disparos em sua direção. A vítima tentou correr dos suspeitos, porém não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Assim que a equipe da Delegacia de São José do Xingu foi acionada dos fatos iniciou as investigações, conseguindo durante as diligências, identificar três envolvidos no crime. Com base nos levantamentos, o delegado Bruno Gomes Borges representou pela prisão temporária dos suspeitos que foram deferidos pela Justiça.

Na sexta-feira (21), após troca de informações entre a equipe da Delegacia de São José do Xingu e a Polícia Militar,  um dos autores do homicídio foi localizado em um distrito de São Félix do Araguaia.

Após ter a ordem de prisão cumprida, o suspeito foi conduzido à delegacia e após ser interrogado foi colocado à disposição da Justiça, aguardando o final das investigações e a possível conversão da prisão temporária em preventiva.

“As investigações apontam que o crime possivelmente está ligado a envolvimento com drogas e crime organizado. As diligências seguem em andamento para prender os outros dois envolvidos já identificados nas investigações”, disse o delegado. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana