conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil destrói duas toneladas de drogas na segunda incineração do ano em Cuiabá

Publicado

Aproximadamente duas toneladas de entorpecentes foram incinerados pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), na manhã desta terça-feira (28.06), em Cuiabá. A  segunda destruição de drogas realizada no ano, ocorreu na fornalha de uma fábrica de estocagem de grãos, na Rodovia dos Imigrantes, bairro Distrito Industrial.

A incineração faz parte do trabalho da Polícia Civil nas ações que marcam o dia 26 de junho, Dia Nacional de Combate às Drogas, e também integra a operação nacional Narco Brasil, deflagrada nos 26 estados do país e Distrito Federal.

O grande volume de entorpecentes é resultado de apreensões realizadas no ano de 2021 e 2022, por todas as Forças de Segurança e que geraram diversos procedimentos policiais como inquéritos policiais e Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO).

Conforme a delegada titular da DRE, Juliana Chiquito Palhares, a destruição da droga representa o ato final do enfrentamento ao tráfico de drogas, realizados pelas Forças Policiais, cabendo à Polícia Civil a gestão e incineração de todo montante de droga apreendido.

“É um procedimento bastante meticuloso, em que contamos com a participação de diversos atores do Sistema de Justiça Criminal, autorização judicial, acompanhamento do Ministério Público, Politec, fazendo toda cadeia de custódia do material apreendido até o momento da sua destruição”, disse a delegada.

O trabalho de incineração contou com apoio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Vigilância Sanitária, Gerência de Operações Especiais (GOE), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), empresa Águia Sul (que emprestou o caminhão para transporte da droga, e a empresa de grãos Sperafico que cedeu a fornalha para queima da droga.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Maconha é apreendida na BR 364 em Rondonópolis

Publicado

Na tarde de ontem (09), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 30 kg de maconha em um ônibus.

A ocorrência aconteceu na BR 364, município de Rondonópolis, quando um ônibus foi parado para fiscalização.

Durante a verificação dos passageiros, uma mulher apresentou bastante inquietação e nervosismo e a todo momento entrava em contradição a respeito da viagem, o que gerou suspeita por parte da equipe policial.

Indagada se possuía bagagens, informou que não possuía, porém estava em posse de tickets de bagagem despachada. Com isso, foi realizada uma busca com o cão de faro no compartimento externo, o qual indicou presença de ilícitos ao farejar duas malas.

Ao verificar a identificação das bagagens, constatou-se que a numeração dos tickets eram iguais às da passageira que tinha sido fiscalizada inicialmente.

Em virtude disso, os policiais abriram as malas pertencentes à passageira e encontraram a quantidade de 38 tabletes de droga, pesando um total de 30 kg de maconha.

Perguntada sobre o ilícito, a mulher afirmou ter pego em Foz do Iguaçu e entregaria na cidade de Rio branco/AC.

Diante dos fatos, a passageira foi detida, a princípio, pelo crime de tráfico e foi encaminhada à Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Rondonópolis

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Ouro é apreendido no município de Poconé

Publicado

Na manhã de ontem (07), a Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 300g de ouro.

A ocorrência aconteceu na BR 070, município de Poconé, quando um ônibus que fazia a linha Porto Velho – Cuiabá foi parado para fiscalização. Durante a verificação dos passageiros, um homem apresentou muito nervosismo e a todo momento entrava em contradição a respeito da viagem.

Com isso, foi realizada uma busca mais detalhada em seus pertences, sendo encontrado duas barras pequenas de cor dourada, as quais se tratavam de ouro, um peso total de 305g.

Questionado sobre a situação, o homem afirmou ter comprado no interior do estado e que levaria para a cidade de Cuiabá para revender.

Diante dos fatos, o homem foi detido, a princípio, por crime contra o patrimônio na modalidade de usurpação, por produzir bens ou explorar matéria-prima pertencentes à União, sem autorização legal ou em desacordo com as obrigações impostas, sendo encaminhado à Delegacia da Polícia Federal de Cuiabá para os procedimentos cabíveis.

Fonte: PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana