conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil inaugura nova sede da Delegacia de Arenápolis

Publicado

Funcionando desde a década de 80 em condições em um prédio antigo de estrutura precária e insalubre, a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso entregou, na manhã desta terça-feira (03.07), a nova sede da Delegacia de Polícia do município de Arenápolis (258 km a Médio Norte de Cuiabá).

O novo imóvel foi locado e adequado para atender as demandas da Polícia Civil, dispondo de salas para o trabalho cartorário e investigativo, celas conforme a legislação, pátio para guarda de veículos apreendidos, ambiente climatizado, pintura nas cores padronizada da Instituição, iluminação apropriada e rede lógica instalada.

A partir de agora, os moradores da cidade e região serão acolhido em um espaço propício, com maior qualidade na prestação do serviço público. Os servidores da Delegacia de Polícia de Arenápolis terão também local digno para exercerem as funções.

O secretário de Segurança Pública, Gustavo Garcia Francisco, falou da importância da nova Delegacia de Polícia de Arenápolis, a qual para se tornar realidade passou por uma série de ações, que iniciou com participação do delegado titular José Ricardo Garcia Bruno, que muito trabalhou para conseguir primeiro o projeto adequado, para que os policiais tivessem condições mínimas de trabalho.

“Esse pleito é um projeto que visa atender uma carência de décadas. Batalhamos por uma unidade digna para atender a sociedade e nossos policiais. Sabemos da dificuldade orçamentária do Estado, porém, muito se foi cobrado por parte dos servidores, por parte do Sindicato dos Investigadores de Polícia (Sinpol), que lutaram por melhores condições de trabalho”, reconheceu Gustavo Garcia.

O  delegado de Arenápolis, José Ricardo Garcia Bruno, discorreu sobre a conquista. “Em algum momento o prédio da antiga delegacia esteve em boas condições, eu acredito, mas ele nunca foi adequado para um trabalho de delegacia. Esse prédio novo é infinitamente melhor e mais adequado para o trabalho policial”, disse.

O delegado ainda agradeceu aos policiais colegas de trabalho (investigadores e escrivães), que segundo ele foram fundamentais na conquista. “Suportaram por muito tempo o endereço antigo. Sem deixar de atender a população, do melhor jeito possível em um ambiente insalubre”, completou.

Presente na inauguração, a delegada regional de Nova Mutum, Alessandrah Marquez Alecrim, mencionou a vitória para Arenápolis e Polícia Civil. “Mesmo sem condições dignas de trabalho, a equipe de verdadeiros guerreiros formados pelas três carreiras (delegado, escrivão e investigador), não desistiu, não fez dessa situação um motivo para dificultar o trabalho”, parabenizou a delegada regional.

Para finalizar o delegado geral da Polícia Civil, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, falou da satisfação de estar na cidade para entregar o prédio aos policiais da unidade. “Os policiais que aqui laboram terão condições plenas de exercer suas funções. Sabemos que as  dificuldades financeiras são grandes, entretanto, a diretoria vem conseguindo com muito esforço alcançar resultados expressivos, reformando e inaugurando delegacias”, disse Vasco.

Participaram da inauguração, o diretor do interior, Wladimir Fransosi, a presidente do Sindicato dos Investigadores, Edleusa Mesquita, a juíza de direito da Comarca, Marina Carlos França, o promotor de justiça, Mario Anthero Silveira de Souza, o presidente da Câmara dos Vereadores, Edilson Pires dos Santos, além de representantes da Prefeitura, Polícia Militar, entre outros convidados.

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Tio de 62 anos é preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável contra sobrinha

Publicado

Um homem investigado pela Polícia Civil pelo estupro de vulnerável contra a própria sobrinha foi preso nesta sexta-feira (01.07). O crime ocorreu na cidade de Denise e é investigado pela Delegacia de Barra do Bugres.

A Polícia Civil apurou que o investigado de 62 anos cometeu os abusos sexuais contra a vítima que atualmente está com 13 anos. Os abusos teriam iniciado quando ela tinha 10 anos.

A vítima procurou ajuda do Conselho Tutelar após assistir a uma palestra na escola sobre violência sexual, na cidade de Denise.

O fato foi registrado na Polícia Civil que deu início à investigação e apurou que, além do suspeito de 62 anos, outro tio da vítima também é investigado por cometer abusos contra a adolescente.

A partir das informações coletadas na investigação, a delegada Renata Evangelista representou pela prisão dos dois envolvidos. As buscas seguem para localizar o segundo envolvido.

O homem preso nesta sexta-feira respondeu anteriormente por outro crime de estupro.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil cumpre prisão preventiva de trio envolvido em diversos roubos em Várzea Grande

Publicado

Três criminosos envolvidos em diversos roubos em Várzea Grande tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos pela Polícia Civil, nesta sexta-feira (01.07), dentro do trabalho investigativo realizado pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município (Derf-VG).

Os suspeitos foram identificados como autores de um roubo a residência em que uma família foi feita refém no bairro Nova Várzea Grande. O crime ocorreu no dia 22 de fevereiro, quando os criminosos invadiram a casa, rendendo o casal e as duas filhas de 03 e 07 anos, fazendo ameaças e subtraindo diversos bens.

Durante o roubo, enquanto um dos suspeitos ficou com as vítimas, as ameaçando e exigindo que fizessem transferências bancárias, os outros dois vasculhavam a casa subtraindo bens de valor, que foram colocados no veículo da vítima que também foi utilizado na fuga.

No dia 1º de março, o trio praticou um roubo a um hotel em Várzea Grande, ocasião em que foram presos em flagrante pelo crime. Na ocasião, um dos assaltantes estava em posse do celular roubado da vítima do roubo a residência.

Além dos dois roubos, os suspeitos possuem diversas passagens anteriores por crimes de roubos, furtos, associação criminosa e tráfico de drogas. Dois deles também foram identificados como autores de outro roubo a residência ocorrido no mês de janeiro em Várzea Grande.

Diante dos fatos, o delegado da Derf-VG, Maurício Maciel Pereira Junior, representou pela prisão preventiva dos suspeitos, em decorrência do envolvimento do roubo a residência em que a família foi feita refém. Os mandados foram expedidos pela Justiça e cumpridos pela equipe da Derf no presídio onde cumprem pena em decorrência dos outros crimes.

“Em virtude das investigações que apontaram o envolvimento dos investigados no roubo e de todo histórico dos suspeitos, foi representado por nova prisão preventiva, garantindo que eles permaneçam presos pela prática dos crimes”, concluiu o delegado.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Cidades

Nortão

Policial

Mais Lidas da Semana